fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

#BH121: seis exposições comemorativas estão em cartaz em BH

Por Thiago Fonseca *

12/12/2018 às 09:43 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
NDÊ! - Trajetórias Afro-brasileiras em Belo Horizonte - Foto: Ricardo Laf / Divulgação

BH ganha neste mês seis exposições comemorativas. Elas celebram os 121 anos retratando temas singulares na história da cidade. Nelas o público poderá conhecer as influências dos povos africanos na construção do município e sobre a fundação de três quilombos urbanos. O visitante ainda poderá conhecer melhor as belezas dos jardins de Burle Marx, rememorar a atuação da TV Itacolomi, admirar um trabalho singular de arte contemporânea de Paulo Nazareth e conhecer como se construiu e desenvolveu o Teatro Marília.

Todas elas são gratuitas e ocuparão museus e espaços culturais da cidade. Confira:

 

“NDÉ! Trajetórias Afro-brasileiras em Belo Horizonte”

O Museu Histórico Abílio Barreto abriga a exposição que retrata a multiplicidade e a diversidade de contribuições africanas e afro-brasileiras para a construção da história de Belo Horizonte. No acervo estão imagens e vozes de mulheres e homens de origem africana em diversas situações. O projeto da exposição deriva da aparente contradição entre a preponderância da população afrodescendente no local, de sua invisibilidade nas narrativas historiográficas e na construção de memórias. Sendo assim, a mostra é composta por objetos textuais, iconográficos e audiovisuais. A exposição poderá ser visitada, de terça a domingo, das 10h às 17h, às quartas e quintas, das 10h às 18h30.

[ONDE] Museu Histórico Abílio Barreto – Avenida Prudente de Morais, 202, Cidade Jardim – BH

 

Exposição Faca Cega – Foto: Ricardo Laf / Divulgação

 

Faca Cega

Do artista Paulo Nazareth a exposição ‘Faca Cega’ traz obras site-specific e outros trabalhos que dialogam com o território da Região Metropolitana de Belo Horizonte e com a história do Museu de Arte da Pampulha. Em sua produção artística, Paulo Nazareth nos faz refletir sobre o papel dos museus no mundo contemporâneo, sobretudo sobre a aproximação do público com a arte, a dessacralização do espaço museal e dos objetos. São mais de 40 obras em vários formatos, como desenhos, vídeos, coleções de objetos encontrados, fotografias e instalações. Elas ocuparão diversos espaços do Museu de Arte da Pampulha até o dia 31 de março. A visitação é de terça a domingo, das 9h às 18h.

[ONDE] Museu de Arte da Pampulha – Av. Otacílio Negrão de Lima, 16.585, Pampulha – BH

 

Exposição TV Itacolomi – Foto:  Acervo Carlos Fabiano – MIS / Divulgação

 

TV Itacolomi – A Pioneira de Minas

Até dezembro de 2019 o Museu da Imagem e do Som abrigará em suas galerias a exposição que homenageia a primeira emissora de TV de Minas. A mostra viaja pela a trajetória da TV Itacolomi, reunindo fotografias, depoimentos, objetos e registros audiovisuais. Dessa maneira, o acervo mostra o contexto histórico, artístico e da comunicação da TV, de modo interativo, contemplativo e informativo. Na mostra o visitante pode ainda se conectar com cenários e personagens da emissora e reviver imagens. O MIS fica aberto ao público de segunda a sexta, das 9h às 18h e as terças, das 9h às 21.

[ONDE] Museu da Imagem e do Som – Av. Álvares Cabral, 560, Centro – BH

 

Exposição Teatro Marília – Foto: Arquivo Oito Mulheres / Divulgação

 

Teatro em Construção: O Marília nos seus primeiros 20 anos

Localizado na região hospitalar de BH, o Marília foi inaugurado em 1964 e é um dos três teatros públicos de BH. Palco de grandes apresentações, agora terá sua história retratada pela pessoa que inspirou seu nome. Marília Salgado, filha do ex-governador Clóvis Salgado. É ela quem assina a curadoria da exposição que conta a história do teatro nos seus primeiros anos por meio de textos curtos, imagens e lembranças da classe teatral. A mostra é baseada em três aspectos fundamentais da construção do teatro: o aspecto físico, o artístico e o político. A exposição poderá ser conferida até 3 de março de 2019, de segunda a quinta, das 10h às 18h e de sexta a domingo, das 10h às 20h.

[ONDE] Teatro Marília – Avenida Prof. Alfredo Balena, 586, Santa Efigênia – BH

 

Moderno Jardim Brasileiro – Foto Cassio Campos / Divulgação

 

Moderno Jardim Brasileiro

A exposição, que tem curadoria de Cássio Campos,  contextualiza o jardim moderno brasileiro a partir da reprodução de projetos paisagísticos como por exemplo, o barroco francês, nos jardins do Palácio de Versailles. A exposição que ocupa a Casa do Baile, conta com projetos de diversos estados do país. Todos estão reproduzidos em mesas, com textos explicativos. Os trabalhos podem ser conferidos até julho de 2019, de terça a domingo, das 9h às 18h.

[ONDE] Casa do Baile – Avenida Otacílio Negrão de Lima, 751, Pampulha – BH

 

Quilombo Manzo – Foto: Ricardo Laf / Divulgação

 

Quilombos Urbanos e a Resistência Negra em Belo Horizonte

Os acervos de três quilombos urbanos de Belo Horizonte compõem a exposição no Centro de Referência da Cultura Popular e Tradicional Lagoa do Nado. Na mostra, estão peças que registram o cotidiano das comunidades, suas manifestações religiosas, artesanato, culinária, entre outros aspectos culturais. A exposição pretende ser um espaço de problematização sobre o racismo e sobre o não-reconhecimento da cultura do outro. A visitação pode ser feita de terça a domingo, das 9h às 17h.

[ONDE] Centro de Referência da Cultura Popular e Tradicional Lagoa do Nado – Rua Ministro Hermenegildo de Barros, 904, Itapoã – BH

 

Continua após a publicidade...

 

 

 

photo

Carnaval: lista completa dos blocos de BH com horário de concentração

Belo Horizonte se prepara para ter o maior carnaval de sua história. Cerca de 4,6 milhões de foliões são esperados para curtir uma extensa programação carnavalesca.  Serão 515 cortejos de blocos de rua.  Mais de seis mil banheiros fixos distribuídos em 55 pontos, entre os dias 1º e 5 de março. Um esquema de segurança que envolve […]

LEIA MAIS
photo

Descontorno Cultural: Mais de 200 atrações em todas as regiões de BH

O fim de semana nos 17 centros culturais e no Viaduto Santa Tereza estará movimentado. É que a 5ª edição do Festival Descontorno Cultural levará atividades de teatro, dança, circo, música, audiovisual, artes visuais, literatura e manifestações da cultura popular tradicional e urbana para esses espaços. Serão mais de 200 atrações gratuitas entre os dias […]

LEIA MAIS
photo

As provocações da exposição ‘O corpo é a casa’, de Erwin Wurm

A melhor definição que já ouvi sobre o que é arte contemporânea foi de uma amiga. Lívia Mourão, que é uma grande artista, contou que viu certa vez em um documentário alguém comparando a produção de nosso tempo a um adolescente. “Difícil de entender mas está gritando por atenção. Quer passar uma mensagem”. E como […]

LEIA MAIS