fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Tambores de Natal – Tizumba recebe Fabiana Cozza, Denise Reis e Amoy Ribas

Publicidade - Portal UAI
Foto: Pablo Bernardo / Divulgação
[QUANDO]
14/12/2019
[QUANTO]
R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
[ONDE]
Teatro Francisco Nunes - Avenida Afonso Pena - Centro, Belo Horizonte - MG, Brasil
Array Comprar ingresso

Informações de divulgação:

“Se na festa européia os sons de Natal são feitos por sinos, harpas, corais e música clássica, a festa de Natal dos brasileiros deveria ser entoada ao som dos tambores”, diz Maurício Tizumba. E assim será o show “Tambores de Natal”, idealizado por ele, para celebrar o encerramento das atividades de 2019 do Tambor Mineiro e também os seus 62 anos de vida e os 122 anos de Belo Horizonte. No palco do Teatro Francisco Nunes, Tizumba receberá vários convidados, entre eles a cantora Fabiana Cozza, o percussionista Amoy Ribas e a cantora e compositora Denise Reis, com a participação do Bloco Saúde e do Bloco Tambor Mineiro.

 

Maurício Tizumba

Um artista nato, com uma carreira que tem a cultura negra como marca registrada nas diferentes formas de expressão em que atua, seja na música, teatro ou cinema. Maurício Tizumba foi capaz de estabelecer – em sua trajetória no mundo das artes, que começou quando ele ainda era criança, na extinta TV Itacolomi – um forte diálogo entre diversas linguagens e entre a arte e as manifestações populares tradicionais da cultura afro. Nascido e criado em Belo Horizonte, Tizumba contribuiu para a conquista de espaço da arte negra na cena cultural da cidade. Nos seus 46 anos de atuação artística, foram dezenas de espetáculos, várias premiações e trabalhos que levaram sua arte e sua crença para várias cidades brasileiras e diversos países.

 

Fabiana Cozza

É paulistana, cantora e jornalista. Exerceu o Jornalismo durante oito anos, em diferentes mídias, sendo sua última atuação na Copa de 2002. É mestranda no Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia pela PUC-SP. Deixou o Jornalismo aos 24 anos para assumir sua carreira artística de intérprete, que passa também pelo teatro e pela dança. Trabalhou nos musicais “A luta secreta de Maria da Encarnaçãoúltima peça escrita por Gianfrancesco Guarnieri e “O Canto da Guerreira – 20 anos sem Clara Nunes”, entre outros. Estudou danças brasileiras com Tião Carvalho e Renata Lima. Aprendeu também observando brincantes dos terreiros e festas populares, das quais participou de Norte a Sul do Brasil. Trabalhou dança contemporânea e consciência do movimento com o mineiro Jorge Balbyns, discípulo de Klaus Vianna. Estudou canto popular, teoria musical e prática de conjunto na Universidade Livre de Música Tom Jobim (atual Emes) por quatro anos. Tem sido anunciada por críticos e público como uma intérprete de destaque na música brasileira contemporânea.

 

Amoy Ribas

O percussionista, compositor e pesquisador Amoy Ribas nasceu em Brasília, mas já morou nos quatro cantos do Brasil, na Índia e por dois anos reside em Berlin, sempre atento à busca por novos sons. A música está no sangue: sendo sobrinho de Marku Ribas, o artista imprime em seu trabalho as várias influências pelas quais passou. A mistura de técnicas e estilos distintos é característica marcante do músico, que busca extrair todas as possibilidades sonoras dos instrumentos.

 

Denise Reis

É a brasileira que foi aplaudida de pé por Dalai Lama; uma artista completa quando o assunto é difundir a música brasileira pelo mundo. Dona de uma voz impecavelmente afinada, a cantora, compositora e violonista passeia pela MPB e o jazz, conferindo uma roupagem autêntica aos estilos. Nascida em Belo Horizonte, a mineira viveu alguns anos no Rio de Janeiro, onde participou de projetos ao lado de nomes consagrados, como Milton Nascimento, Wagner Tiso, Paralamas do Sucesso, entre outros. Hoje, reside em Nova York, nos Estados Unidos. Um grande diferencial da artista é sua técnica do trompete vocal, em que reproduz o som do instrumento utilizando apenas seus lábios e voz. Esse impressionante recurso artístico, somado ao seu apurado domínio da voz e violão, rendeu convites para entrevistas em programas televisivos de repercussão nacional, como o Programa do Jô, Hebe, Amaury Jr., dentre outros.

Continua após a publicidade...