fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

7ª edição do Projeto Blues Verão

Publicidade - Portal UAI
Foto: Frankli Caldeira / Divulgação
[QUANDO]
11/01/2020 a 18/01/2020
[QUANTO]
R$ 20
[ONDE]
R. Canela de Ema, 20, Brumadinho - MG, Brasil
Comprar ingresso

Informações de divulgação:

O ano de 2020 chega e com ele a energia da 7ª edição do “Projeto Blues Verão”, que contará com atrações musicais, exposições de arte, gastronomia diferenciada, cervejas artesanais e sorteios de quadros. Os shows serão realizados aos sábados, dias 11 e 18 de janeiro, às 20h, no Barracão Antiguidades e Arte, em Casa Branca (Brumadinho-MG), região famosa pela beleza natural e que fica a 30 minutos de Belo Horizonte. O melhor acesso ao local é feito pelo Parque da Serra do Rola Moça (Jardim Canadá).

Em clima de verão, as apresentações prometem aquecer os ânimos do público. “Nosso objetivo é fortalecer a cena do blues em Minas Gerais. Nossa proposta é ousada e diferenciada. Pois os show acontecem no Barracão de Antiguidades, ambiente único que remete a atmosfera dos famosos juke joint americanos, aliado à gastronomia e bar temático”, diz Marcos Kaoy, idealizador do projeto feito em parceria com a Marques Produções, comandada pelo guitarrista e produtor cultural Bruno Marques.

E para abrir a programação, dia 11 de janeiro, “Auder Jr. & Blues Friends” prometem uma noite regada a clássicos do blues e músicas autorais. Auder Jr., considerado um dos grandes bluseiros de Minas Gerais e integrante da Audergang, banda de destaque no cenário musical, se apresentará com Brazza (contrabaixo) e Túlio Bastos (bateria). No repertório canções de Freddie King, Eric Clapton, Stevie Ray Vaughan, BB King, Muddy Waters e muito mais.

Já no dia 18 de janeiro será a vez da banda mineira “Soul Much Blues”, que apresentará clássicos dos dois gêneros da música negra norte-americana que dão nome à banda.  No repertório músicas que ficaram famosas nas vozes de Etta James, Koko Taylor, B.B. King, Eric Clapton, Joss Stone, James Brown, Jimi Hendrix, entre outros. O grupo é formado por Laura Lima (lead vocal), Artur Santos (guitarra), Leo Lima (teclado), Rod Vaz (baixo) e Benny Cohen (bateria).

Gastronomia

A gastronomia também será um dos destaques do festival. Inspirada na culinária norte-americana, os visitantes poderão apreciar pratos diferenciados e com muito estilo, como o “Mississipi Burning” (costelinha Creole, Frango Cajun e Batatas Doces fritas) e o “Gumbo” (Guisado vegetariano sweet spice com legumes e verduras). O cardápio será elaborado pelo chef Luigi Russo, um dos fundadores do Restaurante Coletivo em Casa Branca.

 Arte

O público vai conferir, ainda, a mostra “Mississipi e seus mojos”, com foco no blues, de autoria de Marcos Kaoy. As telas, criadas com matérias-primas consideradas “lixo” para muitos, mas que se transformam em preciosidades nas mãos do artista plástico, foram destaques em grandes festivais de blues em 2019, como o “Mississipi Delta Blues” (RS), “Ibitipoca Blues – 20 anos” (MG), 8º “Festival Internacional Dipanas Blues & Jazz” (MG) e “Rota do Blues (MG).“Tive contato com o blues desde cedo, tanto que virei gaitista e passei a admirar esse universo que tanto me inspira a criar quadros e peças relacionados ao gênero musical”, explica o artista.

Continua após a publicidade...