fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Cinema na quarentena: ‘Entre facas e segredos’ mostra a graça que o suspense pode ter

Filme dirigido por Rian Johnson, com Daniel Craig surpreende pela mistura de humor e suspense

Por Carol Braga

04/04/2020 às 10:02

Publicidade - Portal UAI
Foto: Paris Filmes / Divulgação

Geralmente os filmes de suspense costumam ser, no mínimo, tensos, né? Agora, o que Entre facas e segredos, o longa dirigido por Rian Johnson, mostra é o quanto o humor pode fazer bem às histórias com assassinatos, perseguições e muitas desavenças familiares. É até curioso dizer, mas está aí uma delícia de filme!

Sim, porque o que Entre facas e segredos requer de você é atenção e disposição para o divertimento. Não vai ser preciso um grande exercício existencial e nem energia para decifrar metáforas enfileiradas. Este, inclusive, é um dos pontos que não me fizeram amar o tão incensado O Poço, da Netflix. Mas isso é assunto para outro texto.

Entre facas e segredos, que acaba de estrear no streaming para aluguel, surpreendeu ao aparecer em três categorias do Globo de Ouro. Foram elas: melhor filme de comédia, atriz para Ana de Armas e ator para Daniel Craig. Para completar, o longa marcou, ainda, presença no Oscar, com uma indicação a melhor roteiro para Rian Johnson. Foram todas merecidas.

Enredo

A primeira coisa que chama atenção no filme é a direção de arte. Nos primeiros minutos, parece que estamos em uma trama bem antiga. Mas não. É a história contemporânea sobre um escritor muito famoso, Harlan Thrombey (Christopher Plummer), que morre no dia do aniversário de 85 anos. Ele aparece no sótão da casa com o pescoço cortado e tudo leva a crer ter cometido suicídio. Bem, seria essa a conclusão policial se não houvesse o detetive Benoit Blanc (Daniel Craig) na parada.

A partir do momento em que os policiais começam a interrogar os familiares, o roteiro de Rian Johnson nos faz lembrar os romances de Agatha Christie. Inclusive, o cineasta disse abertamente se tratar de uma homenagem à escritora. As provas vão aparecendo e, quando você se dá conta, está totalmente entregue à trama.

 

Atuações

Todo ator que assume personagem tão midiático como James Bond, corre o risco de ficar refém dele. Dessa maneira, em Entre facas e segredos Daniel Craig mostra todo o talento e a capacidade que tem de sobreviver longe da sombra de 007.

Ana de Armas, como a enfermeira Marta, é uma grata surpresa. A atriz construiu um ar de desespero misturado com preocupação no olhar que positivamente confunde o espectador. Você teve dó dela? Eu tive. Outro que também me surpreendeu pelo cinismo no olhar foi Chris Evans. Sendo assim, sou muito mais Ransom Drysdale, papel dele neste filme, do que Capitão América!

Se é que há uma temática nesse thriller, acredito Entre facas e segredos fale sobre a mesquinhez humana. E, sim, vale muito pensar sobre isso ainda mais nos tempos em que estamos vivendo. Por todo humor, todo o suspense, toda a inteligência que o filme tem, estou de acordo com o colega Adam Chitwood, do site Collider: “O mundo precisa de mais filmes como Entre facas e segredos”.

O filme está disponível para aluguel no YouTube e Google Play

 

Entre Facas e segredos. Foto: Paris Filmes/Divulgação

 

photo

Cinema na quarentena: as impressões sobre O poço, filme da Netflix

Um filme sensorial, com críticas sociais e que nos faz refletir sobre o que estamos vivendo. São essas as impressões que ficam após assistir O poço, de Galder Gaztelu-Urrutia, nova produção original espanhola da Netflix. O longa lançado em março, é cheio de camadas, interpretações marcantes e um enredo que bate em cada um de […]

LEIA MAIS
photo

Cinema na quarentena: Minha Mãe é uma peça 3 chega ao streaming

A chegada de Minha Mãe é uma peça 3 ao streaming, no contexto de reclusão em que estamos vivendo, vai contribuir ainda mais para os números estratosféricos que todos os projetos dessa franquia de Paulo Gustavo costumam alcançar. Nenhum problema com isso. Como Bertolt Brecht costumava dizer, já que ninguém ri do que não entende, […]

LEIA MAIS
photo

As lições de empreendedorismo de Madam C.J Walker na série da Netflix

A série disponível na Netflix A vida e a história de Madam C.J Walker, ou simplesmente, Self Made, é aquele tipo de produção que oferece ao espectador uma série de caminhos de análise. Pode-se, por exemplo, iniciar com elogios mil a Octavia Spencer, não apenas pela brilhante atuação como a protagonista, mas também por ter produzido essa […]

LEIA MAIS