fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Entenda como festivais de cinema vão se adaptar por conta da pandemia

Adiamento, cancelamentos, migração e ampliação para plataformas onlines e eventos ao ar livre são algumas das estratégias adotadas

Por Thiago Fonseca *

14/05/2020 às 08:41 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
CineOP neste ano será digital - Foto: Leo Lara / Divulgação

É oficial! Pela primeira vez em 73 anos, o Festival de Cinema de Cannes, previsto para o mês de maio, adiado para julho, foi finalmente cancelado. E pior: não foi o único festival de cinema mundo a fora a sofrer impactos do coronavírus. O Prêmios Platinos, previsto para ser realizado em maio no México, também teve que ser adiado, sem ainda ter uma nova data. O Festival de Guadalajara, também no México, foi suspenso, assim como o de Cartagena, na Calômbia. Já o de Malága, na Espanha, foi cancelado.

O Festival de Veneza, na Itália, previsto para setembro, ainda não divulgou como será a realização. Já o Festival de Toronto, no Canadá, também realizado em setembro, anunciou uma edição virtual e parte presencial. Diante deste cenário, a Tribeca Enterprises criou o We Are One: A Global Film Festival. Dessa maneira, o evento digital e gratuito transmitirá filmes e outras atrações. Em resumo, terá participação de 20 grandes festivais internacionais de cinema. Todos online entre 29 de maio a 7 de junho no YouTube. Ou seja: foi uma forma de realização em meio a tempos incertos.

Adiamentos

Aqui no Brasil o cenário não é diferente. A Mostra de Cinema Tiradentes/SP foi uma das primeiras a ser adiada. Prevista para março e abril, ainda não tem nova data. O BIFF – Brasília International Film Festival, que seria realizado no fim de abril, teve que migrar integralmente para o online. Assim como o Festival Varilux de Cinema Francês. A Mostra de Cinema de Ouro Preto, prevista para o fim de junho, foi adiada.

“Tudo ainda é incerto e complexo. Estamos estudando dois modelos: o presencial e o online para a realização da CineOP. Já temos uma nova data para o final de agosto. Vamos lançar uma pesquisa para ver se as pessoas vão se sentir seguras para participar do evento. Não adianta planejar sem ter público. Sendo assim, ainda esperamos um planejamento dos órgãos oficiais para decidir o que será feito. Pode ser que o festival seja presencial e online”, diz Raquel Hallak, diretora da Universo Produção, responsável pela Mostra de Cinema de Ouro Preto, a CineOP, CineBH e também a Mostra de Tiradentes. 

Forumdoc.bh estuda ampliação para o online e atividades ao ar livre – Foto: Edgar Kanayko Xakriabá / Divulgação

Expansão online

A organização do Forumdoc.bh, previsto para o fim de Novembro deste ano, mesmo com a data distante, também já pensa em alternativas de adaptação. Segundo Junia Torres, organizadora do evento, qualquer tipo de previsão feita agora de um cenário realista em novembro é mera ficção.

“Trabalhamos neste momento com perspectiva de manter o festival. Ainda não sabemos as condições e torcendo para as salas serem ocupadas, provavelmente com capacidade menor. Além disso, já prevemos sessões ao ar livre no Palácio das Artes, no Parque Municipal e outros espaços. Também teremos atividades online, como a cobertura dos fóruns de debate, com lives, sessões comentadas, etc”, conta. Já na 23º edição, ocupando o Cine Humberto Mauro, e dez cidades do interior de Minas, Junia descarta a possibilidade do Fórumdoc.bh ser totalmente online.

As primeiras experimentações no cenário digital, no entanto, já estão sendo feitas. O Janela Forumdoc.bh é uma mostra online com seis documentários escolhidos dentro dos mais de 70 exibidos na edição presencial do ano passando. Estão disponíveis na plataforma do Itaú Cultural. As produções podem ser conferidas de 5 a 19 de maio. Clique aqui para assistir.

 

FESTCURTAS estuda meios para realizar a 22º edição – Foto: Paulo Lacerda / Divulgação

Incertezas

O Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte, o FESTCURTAS, diante do cenário ainda não tem data para 22º edição. Segundo Bruno Hilário, coordenador do Cine Humberto Mauro, espaço que realiza o evento, ainda é cedo para falar como será a edição, contudo, a organização já tem estudado algumas alternativas.

“Já iniciamos nossa pré-produção e recebemos 2588 inscrições. Com a chegada da pandemia estamos promovendo um estudo sobre as reais possibilidades de realização presencial. A clareza de realização só virá depois de protocolos sanitários que serão divulgados. Adiantamos que pretendemos ampliar as atividades para o online e fazer as presenciais conforme permitidas”, adianta Bruno.

photo

Entenda como casas de shows autorais em BH estão sobrevivendo na pandemia

Contas acumuladas, receitas quase no zero e saudades da cultura. É esse o cenário que os proprietários de casas de shows autorais de Belo Horizonte encontram hoje. Desde meados de março, espaços como A Obra, A Autêntica e Matriz, estão fechados. Dessa forma, a renda, que antes vinha da bilheteria e do bar, não entra […]

LEIA MAIS
photo

Taika Waititi e Star Wars: vai dar liga?

Um novo filme da franquia Star Wars vem aí. Como se já não bastasse a novidade anunciada pela Disney, que deixou os fãs bastante contentes, o novo filme vai ser escrito e dirigido por Taika Waititi, o mesmo que ganhou o Oscar de Melhor Roteiro Adaptado neste ano por Jojo Rabbit (2019). O roteiro vai […]

LEIA MAIS
photo

5 filmes para ver no Festival Varilux de Cinema Francês em Casa

Quem gosta da produção cinematográfica da frança e está no Brasil é bem provável que passe o ano esperando o Festival Varilux de Cinema Francês. Há 10 anos é mesmo o point do melhor que tem sido feito por lá, sem preconceitos de gênero cinematográfico. A edição presencial em 2020 foi adiada. No lugar ela, nasceu […]

LEIA MAIS