fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Empenas digitais: conheça iniciativas que dão vidas a paredões

#ArteSalva, Viva JK e Projetemos são alguns dos projetos que realizam ações durante a quarentena

Por Jaiane Souza *

04/06/2020 às 10:39 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Arte participante da galeria digital #ArteSalva, do Verbo:Gentileza em parceria com o Projetemos. Foto: Nina Maalej / Divulgação

O diálogo da arte com o espaço urbano se dá de várias formas. Seja por intervenções artísticas musicais, teatrais ou até mesmo pelas artes plásticas. Andando por aí, você sempre vai encontrar aquele grafite, instalação ou pintura. Uma delas, muito expressiva em tamanho e mensagem, são as artes nas empenas. Aqueles paredões lisos dos prédios, sabe? 

Só para exemplificar, nós já falamos aqui sobre alguns projetos de intervenção urbana. O pioneiro em Belo Horizonte foi o Cura, festival que promoveu, em 2017, a pintura de quatro prédios e dois muros bem no centro da cidade. Aos poucos foi se expandindo para outros bairros e abriu precedente para outras iniciativas, como, por exemplo, o Território de Arte Urbana (TAU) e outras ações individuais.  

É inegável que todos os projetos são fundamentais, mas como tornar a apreciação possível em tempos de quarentena? Uma das alternativas para promover o encontro das pessoas com a arte é em plataformas digitais. Já está acontecendo na música, no teatro e no cinema, por exemplo, mas como ficam as artes visuais? Pensando nisso, hoje vamos falar das empenas virtuais. Confira iniciativas para apreciar arquitetura e arte dos centros urbanos pelo meio digital. 

#ArteSalva

Promovida pelo Verbo:Gentileza, a galeria digital #ArteSalva foi lançada em 28 de maio. Na ocasião, projetou imagens e vídeos em prédios de Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Porto Alegre. As obras foram exibidas com a intenção de mostrar como anda a produção de artistas durante a quarentena e, claro, aproximar o público desse trabalho. As projeções são em parceria com o coletivo Projetemos e tem curadoria de Leandro Miranda.

Pra quem não conseguiu acompanhar em tempo real no Instagram do Verbo:Gentileza, o projeto vai ganhar uma galeria virtual em breve, na qual as obras estarão à venda.

Além disso, já está aberto o chamamento para a segunda edição. Para se inscrever, basta preencher o formulário com informações pessoais e responder algumas perguntas. No final, anexe o link do seu trabalho (foto, vídeo, poema, textos, etc).

Assista ao vídeo com as obras da primeira edição.

Projetemos

Já citamos o projeto, no entanto, o coletivo realiza outros trabalhos de projeções que englobam temas além da arte. Em abril, por exemplo, o grupo criou a campanha #projetaçomundial, convocando pessoas de todo o país a projetar e registrar projeções. As mensagens foram principalmente em relação à epidemia do Coronavírus e protestos políticos e sociais. 

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Lunga presidente @negraslinhas @silveropereira @bacuraufilme

Uma publicação compartilhada por Projetemos (@projetemos) em

Viva JK

As projeções na empena de um dos prédios do Edifício JK começaram durante o período de isolamento social aliadas aos protestos contra o presidente Jair Bolsonaro. No entanto, as projeções no edifício projetado por Oscar Niemeyer em 1952, não se tratam apenas disso. Defesa do SUS, mensagens de conforto, literatura e até pedido de casamento já foram exibidos. O projeto faz parte das ações do coletivo Viva JK, que existe desde o ano passado e é composto por cerca de 50 moradores do conjunto. 

O objetivo do coletivo é mostrar como o Edifício JK é vivo, cheio de histórias e personalidades, já que são quase quatro mil pessoas morando ali no coração de Belo Horizonte. 

Algumas projeções podem ser conferidas no Instagram do coletivo, o @vivajk, e há também a possibilidade dos  mandarem uma mensagem para ser projetada. Ela deve ter no máximo 70 caracteres. É só preencher o formulário!  

Cura e TAU

Ambas as iniciativas são de Belo Horizonte e disponibilizam os painéis online para apreciação. No Instagram do Circuito Urbano de Arte, CURA, você encontra as empenas que já foram feitas em diversos pontos da cidade. Por outro lado, o Território de Arte Urbana tem uma galeria no site exclusiva para as obras que já foram finalizadas nas duas edições do projeto. São intervenções nos bairros Horto e Santa Tereza.

empenas

Foto: Area de Serviço / Divulgação

photo

Entenda o que é o META e as reivindicações do setor cultural para vencer a crise

Está prevista para terça-feira, dia 26, a votação, na Câmara dos Deputados, do Projeto de Lei 1075/2020 que dispões sobre ações emergenciais para a cultura no cenário de pandemia. A apreensão e pressão do setor são grandes. Claro, afinal de contas, a crise se agrava com o passar dos dias e até hoje nada foi […]

LEIA MAIS
photo

Dicas para conhecer as obras de Aldir Blanc, Sérgio Sant’Anna e Rubem Fonseca

Quando escritores, músicos, pintores, dançarinos e artistas em geral morrem, eles deixam conosco a sua obra. Além de serem lembrados pelo conjunto criado, deixam também memórias de afeto. Pensando nisso, aqui vão cinco dicas de livros de escritores que nos deixaram neste ano. Além de Aldir Blanc, Sérgio Sant’Anna e Rubem Fonseca, também destacamos Luiz […]

LEIA MAIS
photo

Entenda como casas de shows autorais em BH estão sobrevivendo na pandemia

Contas acumuladas, receitas quase no zero e saudades da cultura. É esse o cenário que os proprietários de casas de shows autorais de Belo Horizonte encontram hoje. Desde meados de março, espaços como A Obra, A Autêntica e Matriz, estão fechados. Dessa forma, a renda, que antes vinha da bilheteria e do bar, não entra […]

LEIA MAIS