fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Dramas para ver na Campanha de Popularização do Teatro 2020

Selecionamos dez espetáculos em cartaz na Campanha de Popularização do Teatro e da Dança para recomendar para você. São peças que envolvem pesquisa teatral.

Por Carol Braga

09/01/2020 às 16:54

Publicidade - Portal UAI
Órfãs de Dinheiro. Foto: Tiago Pereira/Divulgação

Entendemos as indicações com muita seriedade. Por isso, todos os anos, justamente nesta época do em que a temporada teatral de BH fica mais agitada, temos cuidado redobrado com esta tarefa. Recomendamos espetáculos a partir de dois critérios macro. O primeiro deles é o fato de ter visto a peça e ter certeza da recomendação.

 No caso de espetáculos que ainda não vimos, incluímos na lista por conhecer outros trabalho da equipe e estar em nossas listas pessoais da campanha. De toda forma, as montagens que ainda não vimos são muito mais apostas do que recomendações propriamente ditas. Sendo assim, segue mais uma lista de indicações e apostas entre os espetáculos de drama para público adulto.

Peixes

dramas
Foto: Fabiana Leite / Divulgação

[O QUE] Espetáculo Peixes

[QUANDO] 9 a 12 de janeiro, qua. a sáb. 20h, dom. 19h

[ONDE] Sesc Palladium – R. Rio de Janeiro, 1406, Centro – BH – (31) 3270-8100

[QUANTO] R$ 20 (Postos Sinparc e internet), R$ 42 (bilheteria, inteira)

 

Esta montagem já apareceu diversas vezes por aqui e aparecerá sempre. Primeiro porque tem qualidade artística, segundo porque é um tema relevante a ser debatido. O teatro é um palco importante para isso também. Trata-se de um solo de Ana Régis e fala sobre o abuso a mulher. Ela fez uma longa pesquisa, ouviu mulheres que passaram por situações parecidas àquelas que ela apresenta no espetáculo. Prepare-se para ver algo forte! Confira aqui uma crítica que fizemos da peça.

[COMPRE AQUI]

Banho de Sol

Banho de Sol. Foto: Guto Muniz/Divulgação

[O QUE] Espetáculo Banho de sol
[QUANDO] 17 a 19 de janeiro, 20h
[ONDE] Teatro do Centro Cultural Minas Tênis Clube – R. da Bahia, 2244, Lourdes – BH – (31) 3516-1360
[QUANTO] R$ 14 (Postos Sinparc e internet), R$ 30 (bilheteria, inteira)

 

Eis outro exemplo entre os dramas que recomendamos com veemência. Todo mundo deveria ver Banho de Sol. Sinceramente, lamentei o fato de serem apenas três sessões. A peça nasce do processo de pesquisa das atrizes dentro do Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto. Thalita Braga, Kelly Criefer, Gláucia Vandeveld e Mariana Maioline contam as experiências de uma maneira muito simples e potente.  

[COMPRE AQUI]

Doida

dramas
Foto: Adalberto Lima / Divulgação

[O QUE] Espetáculo Doida
[QUANDO] 23 a 26 de janeiro, qui. a sáb. 20h; dom. 19h
[ONDE] Galpão Cine Horto – R. Pitangui, 3613, Horto – BH – (31) 3481-5580
[QUANTO] R$ 20 (Postos Sinparc e internet), R$ 42 (bilheteria, inteira)

[COMPRE AQUI]

Vai ter Teuda Bara em dose dupla na campanha. Em Doida, aquela que pode ser considerada a grande matriarca do Grupo Galpão, divide a cena com o filho, Admar Fernandes. A direção é de Inês Peixoto. O texto é inspirado em Carlos Drummond de Andrade. Também com Teuda tem luta. Este é um monólogo em que ela conta para plateia algumas de suas memórias. Como uma comédia, está na outra lista.

[COMPRE AQUI]

Nós

Foto: Guto Muniz / Divulgação.

[O QUE] Espetáculo Nós
[QUANDO] 14 a 16 de fevereiro, sex. e sáb. 21h, dom. 20h
[ONDE] Teatro Minas Tênis Clube – R. da Bahia, 2244, Lourdes – BH – (31) 3516-1360
[QUANTO] R$ 20 (Postos Sinparc e internet), R$ 42 (bilheteria)

A peça marcou a parceria do Grupo Galpão com o diretor Marcio Abreu. O texto traz diversas reflexões sobre o mundo de hoje. Aquele tipo de peça que a medida que o tempo vai passando, parece se tornar ainda mais relevante. É surpreendente ver o Galpão em um lugar totalmente diferente daquele que ocupou a maior parte da carreira.

[COMPRE AQUI]

Hoje

dramas
Foto: Andre Veloso/Divulgação

[O QUE] Espetáculo Hoje
[QUANDO] 6 a 16 de fevereiro, 20h
[ONDE] Funarte MG – R. Januária, 68, Centro – BH – (31) 3213-3084
[QUANTO] R$ 15 (Postos Sinparc e internet), R$ 30 (bilheteria, inteira)

Prepare-se para ver esta peça. Especialmente se você é uma pessoa que concorda o bem que a cultura faz para o desenvolvimento de um povo e também acha um absurdo o desmonte que vem sendo feito pelo atual governo. A montagem do Grupo Os Conectores, que também fez Rosa Choque, mistura humor e política. Em resumo, é uma peça necessária. dramas

[COMPRE AQUI]

Galanga Chico Rei

dramas
Foto: Patrick Arley / Divulgação

[O QUE] Espetáculo Galanga Chico Rei
[QUANDO] 1 de fevereiro, 20h
[ONDE] Palácio das Artes – Av. Afonso Pena, 1537, Centro – BH – (31) 3236-7400
[QUANTO] R$ 15 (Postos Sinparc e internet), R$ 32 (bilheteria, inteira)

Se tem Maurício Tizumba você já pode olhar com bons olhos. Esta montagem é um musical com texto de Paulo Cesar Pinheiro. Tizumba interpreta um um griot africano que conta a história de Galanga, o rei do Congo. Ele foi trazido como escravo para o Brasil, comprou a própria alforria e a de muitos dos seus súdidos trabalhando em uma mina de ouro de Ouro Preto. dramas

[COMPRE AQUI]

Jornada

Bruna Brandão/ Divulgação

[O QUE] Espetáculo Jornada
[QUANDO] 30 de janeiro a 2 de fevereiro, qua. a sáb. 20h
[ONDE] Funarte MG – R. Januária, 68 , Centro – BH – (31) 3213-3084
[QUANTO] R$ 15 (Postos Sinparc e internet), R$ 30 (bilheteria, inteira)

Esta montagem é uma das apostas entre os dramas. Isso porque a proposta é que o espectador tenha uma experiência diferente. A peça se divide em três partes. Em casa uma delas, o espectador tem uma aproximação distinta da narrativa, das personagens e também das atrizes. Nesse sentido, é uma peça que busca novos caminhos para a linguagem teatral. Gosto disso! O elenco é formado por Camila Morena, Gláucia Vandeveld e Juliana Martins. dramas

[COMPRE AQUI]

Orfãs de Dinheiro

drama
Foto: Tiago Pereira

[O QUE] Espetáculo Órfãs de dinheiro
[QUANDO] 22 de janeiro a 2 de fevereiro, qui. a sáb. 20h, dom. 19h (exceto 25 de janeiro)
[ONDE] Palácio das Artes – Av. Afonso Pena, 1537, Centro – BH – (31) 3236-7400
[QUANTO] R$ 20 (Postos Sinparc e internet), R$ 42 (bilheteria, inteira)

É o primeiro monólogo de Inês Peixoto, com direção de Eduardo Moreira. É um projeto totalmente autoral. Ela escreveu o texto e também assina o figurino. Interpreta três personagens em situações diferentes de vulnerabilidade. São elas: uma mulher vendida para prostituição ainda criança; uma refugiada que luta pela própria sobrevivência e de seu bebê; e uma empregada doméstica sonhadora. dramas

[COMPRE AQUI]

A mulher que andava em círculos

Foto: Sinparc / Divulgação

[O QUE] Espetáculo A mulher que andava em círculos

[QUANDO] 16 a 19 de janeiro, 20h


[ONDE] Funarte – R. Januária, 68, Centro – BH – (31) 3213-3084

[QUANTO] R$ 15 (Postos Sinparc e internet), R$ 30 (bilheteria, inteira)

Este monólogo da atriz Marina Viana, com direção de Sara Rojo, lida com uma metáfora poderosa. Ao falar sobre uma mulher que só anda em círculos, aborda também pessoas que não conseguem sair do lugar. Isso pode ser na vida profissional, na vida amorosa e etc. A personagem andou tanto que perdeu a noção se ia ou se voltava. Como pano de fundo, muitas reflexões sobre política. 

[COMPRE AQUI]

68

Foto: Fernando Barbosa e Silva / Divulgação

[O QUE] Espetáculo 68
[QUANDO] 21 a 29 de janeiro, 20h (Teatro Feluma – Alameda Ezequiel Dias, 275, Centro – BH); 5 a 9 de fevereiro, qua. a sáb. 20h, dom. 19h (Palácio das Artes – Av. Afonso Pena, 1537, Centro – BH – (31) 3236-7400)
[ONDE] Belo Horizonte – MG
[QUANTO] R$ 20 (Postos Sinparc e internet), R$ 44 (bilheteria, inteira)

Mais do que falar sobre a ditadura militar, este espetáculo é importante por fazer pensar sobre o que foi a ditadura e porque é um pesadelo cogitar seu retorno. A montagem, dirigida por Luiz Paixão, discute momentos fundamentais da luta contra a ditadura militar, dramatizando episódios que marcaram a resistência do povo brasileiro. 

[COMPRE AQUI]

 
photo

Cinco comédias que renovam o gênero na Campanha 2017

Ok, não adianta discutir: as comédias são mesmo as preferidas na Campanha de Popularização do Teatro e da Dança. Mesmo que a quantidade delas tenha diminuído em 2017, há novidades que merecem atenção. Confira aqui uma lista com cinco montagens inéditas no evento e que renovam as opções para quem busca humor no teatro. Se […]

LEIA MAIS