Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

4 estabelecimentos para quem ama café em BH

No Dia Internacional do Café, indicamos estabelecimentos que respeitam e valorizam toda complexidade da bebida

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

No Dia Internacional do Café, 1o de outubro, lembramos como a bebida tem se tornado uma verdadeira filosofia a ser seguida. Para os amantes do café, ele não é algo simples para ser consumido. É algo complexo que merece ser apreciado.

É a segunda bebida mais consumida do mundo, ganha cada vez mais adeptos e criatividade para ser saboreada. Se você é fã de um café novinho, trouxemos quatro estabelecimentos de Belo Horizonte para você aproveitar.

Minas Gerais e o café

O Brasil é o maior produtor do mundo. Sendo assim, atualmente, Minas Gerais é responsável por 55% da produção nacional. Desde 1960, o sul e o cerrado são as regiões que mais produzem café no estado, porém, atualmente as regiões das Matas e das Chapadas também têm alcançado importância estadual com sua produção cafeicultora.

Cada lugar e o modo de como o café é produzido influencia no sabor e na qualidade do grão. Com isso, elementos como acidez, notas aromáticas e a doçura da bebida são resultado do plantio, da geografia local, secagem, torra e o preparo culinário. Reconhecendo a complexidade deste grão, o café deixou de ser apenas uma bebida estimulante, mas se tornou o protagonista das novas cafeterias que exploram cada vez mais as particularidades e nuances que o café pode ter.

A capital de Minas se adapta as novas tendências

Os especialistas dizem que a “terceira onda do café” é uma nova tendência mundial. Ou seja, um movimento que se preocupa e prioriza a sustentabilidade da produção do grão. Começou na década de 1990 nos Estados Unidos, mas nos últimos sete anos, chegou no nosso Brasil e tem se espalhado, inclusive por Belo Horizonte.

Pensando nisso, escolhemos quatro estabelecimentos que pertencem a “terceira onda do café” na capital mineira. Nestas cafeterias, o café é o protagonista do local, pois os estabelecimentos trabalham com grãos selecionados, sendo a torrefação e a moagem muitas vezes realizadas no próprio local. Tudo para manter o máximo de sabor e qualidade da bebida.

Nas cafeterias da terceira onda, o café é a atração principal, portanto, o consumidor pode escolher o tipo de grão que deseja experimentar. O consumo, conecta experiências, histórias e preferências.

oop café

No coração da Savassi, oop é uma cafeteria pequena e acolhedora. Tem mesas ao ar livre, onde o cliente pode apreciar a bebida. A torra e a moagem dos grãos são feitas artesanalmente no próprio local. A cafeteria oferece variedade de grãos e métodos de extração, sendo que alguns tipos permitem que o cliente escolha o grão que deseja. Além disso, o estabelecimento vende os grãos utilizados na própria cafeteria e também oferece esporadicamente oficinas de degustação.

@oop.cafe | R. Fernandes Tourinho, 143 – Funcionários

Elisa

Especializada em café expresso e bebidas que tem o café como base, a cafeteria Elisa é recente na cidade. Está funcionando há apenas três meses e já conquistou fãs. Situada na Savassi, oferece grãos diversos que respeitam a sazonalidade da produção. Dessa maneira, oferece edições limitadas de alguns tipos de bebidas e lotes também restritos de grãos. A cafeteria é também um laboratório onde explora e controla a qualidade dos grãos, oferecendo cursos relacionados ao preparo e degustação.

@elisa.café | R.Sergipe,1149, Savassi

Noete Café

Ambiente espaçoso e agradável, Noete oferece internet para seus clientes, sendo um ponto de encontro para quem deseja apreciar um bom café e ter tempo para conversar. Além disso, também, ideal para quem deseja trabalhar em um ambiente calmo e agradável.

A cafeteria faz a moagem e a torra de seus próprios grãos, tendo sua própria marca, a Noete. Além das possibilidades de grãos e extração que o estabelecimento oferece aos seus clientes, o local tem o Clube Noete, onde os filiados ao clube recebem em sua própria casa, lotes diferenciados a cada mês.

@noetecafeclube | R.  Santo Antônio do Monte, 294, Santo Antônio

Academia do café

A tradicional Academia do Café realiza a moagem e torrefação artesanal dos grãos, além de oferecer diversidade de grãos que variam de acordo com a sazonalidade da produção. O estabelecimento funciona desde 2011 formando profissionais como degustadores, torradores, classificadores e baristas, sendo referência na cidade para profissionais da área.

Em 2013, a Academia abriu as portas como cafeteria, criando um ambiente agradável para quem deseja degustar cafés brasileiros da melhor qualidade. É um estabelecimento indicado para quem deseja relaxar e apreciar a bebida, mas também, para quem deseja se aprofundar, conhecendo sobre o processo de produção, preparo, técnica e história desta bebida. Atualmente, a Academia oferece cursos presenciais e virtuais sobre a arte da bebida.

@academiadocafe | R. Grão Pará, 1024, Funcionários

Conteúdo produzido por Ester Louback

Elisa Café. Foto Ester Louback

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!