Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Dia da Gastronomia Mineira: muito além do pão de queijo

Cozinha Santo Antônio. Foto: Victor Schwaner/Divulgação
Cozinha Santo Antônio. Foto: Victor Schwaner/Divulgação

Por Ester Louback | Colaboradora Gastronomia mineira

No dia 5 de Julho é comemorado o Dia da Gastronomia Mineira e, nós belo-horizontinos, temos muito o que celebrar! Além de termos uma gastronomia variada, – temos os bares, restaurantes populares e tradicionais, feiras e mercados – em 2019, Belo Horizonte foi eleita pela Unesco como a cidade criativa da gastronomia. O título é para poucos. Por exemplo, no Brasil, somente Belém, Florianópolis e Paraty também possuem esta denominação. Já, no mundo, são apenas 36 cidades reconhecidas por sua criatividade gastronômica.

O café, o pão de queijo e as cachaças já são ícones da nossa cultura. Junto ao fogão à lenha, o frango com quiabo, feijão tropeiro, dentre outros pratos típicos que têm ganhado espaço inclusive na alta gastronomia. Minas é plural, temos muito o que oferecer.

Diversidade

Minas Gerais tem características de clima e vegetação muito distintas, propiciando uma gastronomia rica e diversificada. Por exemplo, o sul de Minas é famoso pela qualidade e variedade dos cafés. Já o norte é marcado pelo cerrado, a carne seca, o pequi e a cultura indígena. Na região central, popularizou-se o consumo de pratos típicos como  o frango ao molho pardo e o pastel de angu. Assim, Minas se tornou famosa por sua culinária diversificada, sendo marcada pela cultura local e ingredientes produzidos regionalmente.

Sendo assim, dentro dessa variedade, algo que marca fortemente todas as regiões é a ruralidade presente em nos pratos. A culinária mineira é conhecida como uma “culinária de quintal”, pois cozinhava-se com o que havia em casa. O quintal é um espaço urbano no qual reproduziu costumes e valores que se vivem na roça. Por isso, os pratos considerados tradicionais têm elementos que eram encontrados nas casas dos mineiros: frango, ovos e plantas de fácil cultivo, como é o caso da couve e do ora-pro-nobis.

Belo Horizonte conectou toda essa diversidade e incluiu o movimento da alta gastronomia, os festivais gastronômicos e a urbanização. Portanto, além de variada, nossa comida ganhou fama por suas saborosas iguarias. Assim, no Dia da Gastronomia Mineira, indicamos alguns restaurantes para viajar por Minas Gerais:

Cachaçaria Lamparina. Foto: Leo Lima/Divulgação
Cachaçaria Lamparina. Foto: Leo Lima/Divulgação

Cachaçaria Lamparina

Especializada nas cachaças artesanais de agricultura familiar mineira, o estabelecimento se encontra no Mercado Novo. Sendo o lugar ambientado como um empório antigo, a cachaçaria é um convite para voltar às raízes e conhecer a história de Minas Gerais através da cachaça.

 Av. Olegário Maciel, 742 (Mercado Novo) – Centro, Belo Horizonte 

Telefone: 31 99120-0318/ Instagram: @lamparina.cachacaria

Xapuri

Um dos restaurantes referência sobre comida tradicional mineira na cidade. O ambiente lembra o aconchego da fazenda de Minas Gerais, pois tem mesas largas de madeira, redes e fogão à lenha. O estabelecimento possui uma grande variedade de pratos tradicionais como o mexidão, tropeiro, purê de banana e linguiça caseira. Além disso,  no cardápio encontram-se cachaças locais, doces típicos e a deliciosa broa de fubá. 

Rua Mandacaru, 260, bairro Trevo – Belo Horizonte / MG

Telefone: 31 3496-6198 / Instagram: @xapurirestaurante

Cozinha Santo Antônio

A chef e historiadora Juliana Duarte mistura diferentes Minas Gerais junto a culinária internacional. Situado no tradicional bairro Santo Antônio, o estabelecimento utiliza de produtos orgânicos para montar um cardápio que bebe nas origens da culinária mineira. Sendo assim, a base principal é o resgate de ingredientes tradicionais incorporados às receitas autorais. 

Rua São Domingos do Prata, 453 – Santo Antônio, Belo Horizonte – MG

Telefone: (31) 9-8218-6427 / Instagram: @cozinha_santoantonio

Quina BH

Gastronomia e mineiridade marcam o Quina BH. Tanto os pratos principais, quanto aperitivos, coquetéis e sobremesas fazem menção a culinária regional recriada com um toque contemporâneo. Além disso, os coquetéis são batizados com nomes de lugares da cidade de Belo Horizonte. É um passeio sensorial pela nossa história e o nosso cotidiano.

Av. Prudente de Morais, 15 – Santo Antônio, Belo Horizonte

Telefone:  (31) 97598-4085/ Instagram: @quinabh

Tost

Para quem gosta de café, este é o estabelecimento. Localizada no coração da Savassi, a cafeteria tem um ambiente moderno. Oferece cafés brasileiros, inclusive algumas opções mineiras. É uma oportunidade para conhecer os cafés regionais.

Rua Antônio de Albuquerque, 252, Savassi – Belo Horizonte/ MGTelefone: (31) 3564-9864/ Instagram: @tostcafe

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]