fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Espetáculos da dança para ver na Campanha de Popularização do Teatro e Dança 2020

Entre as indicações estão espetáculos de dança estreantes e reapresentações

Por Jaiane Souza *

23/01/2020 às 11:09 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Foto: Thamiris Rezende / Divulgação

A programação da 46ª Campanha de Popularização do Teatro e da Dança tem espetáculos para todos os gostos. Nós já recomendamos peças de drama, comédia e infantis que você não pode perder na Campanha de 2020. Agora, chegou a vez da dança! Selecionamos algumas apresentações em cartaz que se destacam pela temática e pela produção. Só para exemplificar a pluralidade do que vem por aí, História de um soldado conta com a Companhia de Dança do Palácio das Artes, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais e com o humorista Saulo Laranjeira.

Recordações de um tango

dança
Foto: Amar / Divulgação

[O QUE] Espetáculo Recordações de um tango 

[QUANDO] 5 e 6 de fevereiro, 21h 

[ONDE] Minas Tênis Clube – R. da Bahia, 2244, Lourdes – (31) 3516-1360 

[QUANTO] R$ 20 (Postos Sinparc e internet), R$ 42 (bilheteria, inteira)

[COMPRE AQUI]

Considerado Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade desde 2009 o tango é tema do espetáculo que conta a história de um casal desde que se conheceu. Os bailarinos transportam para o palco a energia do gênero dos becos e vielas de Buenos Aires. A condução da narrativa é feita por flash backs, pela passionalidade das relações humanas, pelo amor, conquista e pela separação. A apresentação, estreante na campanha, é uma boa oportunidade para quem quer conhecer mais sobre o estilo e a sua história. Recordações de um tango tem direção de Welbert Melo e é produzido pela Companhia Café com Dança.

Tábua rasa

dança
Foto: Sinparc / Divulgação

[O QUE] Espetáculo Tábua rasa 

[QUANDO] 6 a 8 de fevereiro, 20h 

[ONDE] Teatro Raul Belém Machado – R. Jauá, 80, Alípio de Melo – BH – (31) 3277-6437 

[QUANTO] R$ 14 (Postos Sinparc e internet), R$ 40 (bilheteria, inteira)

[COMPRE AQUI]

Mais uma estreia na Campanha de Popularização de Teatro e Dança 2020! Tábua rasa é um espetáculo que tem como base apenas um objeto cênico: uma mesa. A partir disso, dois bailarinos criam uma narrativa autoral sobre as particularidades das relações humanas com o mundo contemporâneo. O jogo estabelecido pelos dançarinos não é linear, mas é dinâmico e faz um cena resultar em outra. A peça de dança contemporânea foi feita pela No Ar Companhia de Dança , que trabalha com processos criativos que unem improvisação e a busca por um movimento mais orgânico.

Amar-te

Foto: Sinparc / Divulgação

[O QUE] Espetáculo Amar-te 

[QUANDO] 8 e 9 de fevereiro, 20h 

[ONDE] Teatro Marília – Av. Prof. Alfredo Balena, 586, Santa Efigênia – BH – (31) 3277-4697 

[QUANTO] R$ 20 (Postos Sinparc e internet), R$ 50 (bilheteria, inteira)

[COMPRE AQUI]

Como o título já introduz, o espetáculo Amar-te trata do amor a partir uma investigação feita pela Interpasso Companhia de Dança. O grupo pesquisou diversas situações de amor e demonstra em cena representações em dança sobre um sentimento que é universal. Para isso, apresenta uma linha tênue que separa o amor do ódio e da indiferença.

Âmago

Foto: Guto Muniz / Divulgação - Âmago

[O QUE] Espetáculo Âmago 

[QUANDO] 8 e 9 de fevereiro, sáb. 21h, dom. 19h 

[ONDE] Palácio das Artes – Av. Afonso Pena, 1537, Centro – BH – (31) 3236-7400 

[QUANTO] R$ 20 (Postos Sinparc e internet), R$ 50 (bilheteria, inteira)

[COMPRE AQUI]

Dirigido por Jomar Mesquita, o espetáculo é inspirado no documentário Janela da alma, de Walter Carvalho e João Jardim. O filme é sobre o mundo das pessoas com problemas na visão, dos que vão de miopia leve à cegueira completa. Foi o depoimento de José Saramago a respeito do documentário que inspirou a Mimulus Companhia de Dança a montar a peça. O escritor disse que para conhecer uma coisa de verdade é preciso observar de diferentes ângulos. Por isso, em Âmago, os bailarinos têm a intenção de mostrar a dança de diferentes pontos de vista. Isso tendo em vista a atualidade, os acontecimentos históricos e o cotidiano.

História de um soldado

dança
Foto: Paulo Lacerda/Divulgação

[O QUE] Espetáculo História do soldado 

[QUANDO] 14 a 16 de fevereiro, 19h 

[ONDE] Palácio das Artes – Av. Afonso Pena, 1537, Centro – BH (31) 3236-7400 

[QUANTO] R$ 10 (Postos Sinparc e internet), R$ 25 (bilheteria, inteira)

[COMPRE AQUI]

O espetáculo, também estreante, une a Companhia de Dança do Palácio das Artes, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, com músicos solistas fazendo a trilha sonora, e o comediante Saulo Laranjeira como narrador. Todos esses ingredientes resultam em uma estreia que conta a história de um soldado que está regressando para sua terra natal. Durante o caminho é interrompido pelo Diabo, que o convence a trocar o violino, que representa a sua alma, por um livro. Livro esse que faz o portador obter toda riqueza que quiser. O espetáculo é uma oportunidade para ver corpos artísticos do Palácio das Artes atuando juntos além da participação de Saulo Laranjeira como narrador.

photo

Dramas para ver na Campanha de Popularização do Teatro 2020

Entendemos as indicações com muita seriedade. Por isso, todos os anos, justamente nesta época do em que a temporada teatral de BH fica mais agitada, temos cuidado redobrado com esta tarefa. Recomendamos espetáculos a partir de dois critérios macro. O primeiro deles é o fato de ter visto a peça e ter certeza da recomendação. […]

LEIA MAIS
photo

Comédia: cinco peças para morrer de rir na Campanha 2020

Comédia é o gênero mais nobre na programação da Campanha de Popularização do Teatro e da Dança de BH. Sim, o povo gosta de rir – e muito. Por isso, separamos aqui algumas montagens que vão cumprir bem esta tarefa. Escolhemos peças protagonizadas por figuras conhecidas do humor na cidade, como Kayete e Carlos Nunes, […]

LEIA MAIS