Foto: Guto Muniz / Divulgação
10 jul 2018

Cine Horto abre inscrições para cursos livres e núcleos de pesquisa

Desde que surgiu, há 20 anos, o Galpão Cine Horto oferta de cursos de formação. O mais famoso é o Curso livre de Teatro. Ele surgiu espontaneamente da demanda da classe artística. Posteriormente, no meio da caminhada foram surgindo os núcleos de pesquisa. Hoje, são cinco cursos ofertados pelo espaço: O de teatro e os de pesquisa em dramaturgia, cenografia, figurino e jornalismo cultural. E agora esta dada a largada para os interessados em se jogar em uma das vinte turmas. As aulas começam em agosto.

O Galpão Cine Horto, segundo o coordenador geral Chico Pelúcio, é um espaço comprometido com a pesquisa, formação, fomento e o estímulo à criação. Os cursos, dessa maneira, seguem os princípios da vivência em grupo, a experimentação, ações de pesquisa, linguagem, formação e reciclagem profissional.

“Nossos cursos possuem uma pedagogia própria com professores fixos que se aprimoram ao longo dos anos. Seja como for, nosso maior foco é formar cidadãos mais humanos e tolerantes. Já formamos muita gente que está no mercado e nas principais escolas de artes de Minas. Hoje, mesmo enfrentando dificuldade fizemos um esforço para não interrompermos as atividades e vamos manter o projeto”, explica Chico.

CURSOS LIVRES DE TEATRO

Modulares, os Cursos Livres de Teatro são voltados para o estudo das artes cênicas, em turmas para crianças, jovens ou adultos. Uma novidade neste ano é a parceria com o Sesiminas. Serão três turmas lá e outras três em espaços parceiros próximos à sede do Galpão Cine Horto. O Núcleo é coordenado por artistas e profissionais de atuação comprovada na cena mineira.

Além dos módulos teóricos e práticos, o núcleo apresenta uma série de palestras e encontros entre os pesquisadores e o coordenador de cada Núcleo de Pesquisa. O projeto também realiza mostras de trabalhos práticos. Os cursos livre de teatro acontecerão de segunda a sexta, e no sábado pela manhã ou à tarde. Os valores varaim entre R$ 884,00 e R$ 962,00, com possibilidade de parcelamento em até três vezes.

 

Mostra dos Cursos Livres de Teatro do Galpão Cine Horto – Foto: Marcos Coletta / Divulgação

NÚCLEOS DE PESQUISA

Coordenados por profissionais com atuação no mercado cultural, os Núcleos de Pesquisa do Galpão Cine Horto acontecem em períodos e formatos distintos, de acordo com as especificidades de seu conteúdo. De acordo com Chico Pelúcio, um modelo de curso que surgiu após uma experiência na montagem coletiva de espetáculo. Foi necessário criar cursos separados para fomentar os setores. Este semestre abre inscrições para quatro cursos.

O Núcleo de Pesquisa em Cenografia será coordenado pela primeira vez por Branca Peixoto. As aulas serão embasadas a partir de discussões e pesquisas a respeito da cenografia e suas possibilidades. O núcleo de Figurino será um lugar de troca e aprofundamento na linguagem do Figurino. Assim, será coordenado por Camila Morena da Luz.

O Núcleo de Pesquisa em Dramaturgia é o único espaço regular de formação em dramaturgia em Belo Horizonte e oferece a prática compartilhada de escrita dramatúrgica. O Núcleo é coordenado por Vinícius Souza. O jornalismo cultural é algo bacana, que dialoga com o teatro e importante para a cidade, segundo Chico Pelúcio. Dessa forma, entra na programação do Núcleo de pesquisa. Caberá à coordenadora Carolina Braga despertar a sensibilidade do aluno para as especificidades da área do jornalismo.

Eles serão ministrados em 60 horas-aula de atividades em sala de aula ou extra classe, em encontros semanais de três horas de duração. O custo integral de cada módulo dos Núcleos de Pesquisa varia entre R$ 360,00 (no caso do Jornalismo Cultural) e R$ 390,00 (nos demais).

Mais informações sobre os cursos clique aqui.

 

 

Gostou? Compartilhe!

Artigos Relacionados

Culturadoria com as dicas para o seu fim de semana: 21 de setembro

Culturadoria   PEDRO CARDOSO Tem um tempão que Pedro Cardoso não se apresenta em Belo Horizonte. Chega neste fim de semana com ‘O Autofalante’, mais um monólogo da carreira dele. É uma remontagem. A peça conta sobre um homem que perdeu o emprego, a mulher, a casa e tem um surto identitário. O protagonista é […]

Leia Mais

Fim de semana no Fit-BH: cheio de sentidos e vazio de público

Sou da turma que enfrentou mais de 12 horas de fila para comprar um ingresso para ver Peter Brook e Teatro da Vertigem no Fit-BH de 2004. Em 1997, na edição do centenário de BH, também estava lá correndo com uma multidão atrás do Generik Vapeur do Parque Municipal até a Praça da Estação. Antes […]

Leia Mais

Culturadoria com as dicas para o seu fim de semana: 14 de setembro

    FIT-BH Tem FIT na cidade e isso significa que os palcos estarão não apenas movimentados. É tempo de muita reflexão. É a primeira vez na história do festival que a curadoria foi escolhida por meio de edital. O tema selecionado aborda temas urgentes, como por exemplo, colonização e minorias. Isso significa que teremos […]

Leia Mais

Comentários