fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Culturadoria para o seu fim de semana: #01_24mar

Por Carol Braga

23/03/2017 às 18:27

Publicidade - Portal UAI

Culturadoria te ajuda a escolher as atrações culturais para enriquecer o seu fim de semana. Temos boas opções no teatro, na música, no cinema e também em exposição. Confira:

 

[TEATRO]

O ator Cacá Carvalho está em cartaz no Galpão Cine Horto com a peça 2×2=5 O Homem do Subsolo – Foto Roberto Palermo

CACÁ CARVALHO COM 2X2=5

O novo monólogo de Cacá Carvalho é baseado em um texto de Dostoiévski. Não é daqueles mais famosos, o que aumenta a curiosidade em alguns aspectos: como que o ator se apropriou dos temas levantados pelo russo no romance O homem do subsolo, como eles reverberam no sujeito do século XXI. Carvalho é um ator questionador e provocador. Dá para imaginar que a plateia deixará o teatro pelo menos questionando todo pragmatismo do mundo. Será que tudo na vida é preto no branco, 2×2= 4 ou algumas situações estão mais para 2×2=5?

Confira a matéria que escrevi para o Estado de Minas sobre o espetáculo

[O QUE] 2X2=5 O homem do subsolo com Cacá Carvalho. [QUANDO] 24 de março, às 21h; 25 de março, às 18h30 e às 21h; 26 de março às 19h. [ONDE] Galpão Cine Horto (R. Pitangui, 3.613, Horto, (31) 3481-5580). [QUANTO] R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). À venda na bilheteria do teatro e no Sympla (www.sympla.com.br).

Grupo paulistano Tablado de Arruar em Abnegação III. Foto: Bob Sousa

TABLADO DE ARRUAR COM TRILOGIA DA ABNEGAÇÃO

O Grupo Tablado de Arruar chega a Horizonte com a Trilogia da Abnegação. Indicações a prêmios não faltam às três montagens. Não é um grupo muito conhecido dos mineiros mas vale dizer que seus integrantes são bastante incensados na cena paulistana. Principalmente o dramaturgo Alexandre Dal Farra, que assina o texto das montagens ‘Abnegação I’, ‘Abnegação II – O Começo do Fim’ e ‘Abnegação III – Restos’.

Desde 2014 o Tablado de Arruar apresenta as montagens. Elas falam sobre as contradições e dificuldades da esquerda ao alcançar o poder. Tema bastante atual e oportuno.

[O QUE] Trilogia da Abnegação com grupo Tablado de Arruar [QUANDO] 24 e 25 de março, às 21h, 26 de março às 19h. [ONDE] Funarte Galpão 1 (Rua Januária, 68, Centro, BH, (31) 3213-3084). [QUANTO] R$ 20 (inteira) R$ 10 (meia).

A atriz Cynthia Paulino na peça ‘Coisas Boas acontecem de repente’. Foto: Catarina Paulino

COISAS BOAS ACONTECEM DE REPENTE

É bonito se deparar com artistas com urgência em dizer certas coisas. Cynthia Paulino transformou as próprias urgências em peça. Coisas boas acontecem de repente é uma livre adaptação dela para textos de Karine Alexandrino. Há uma personagem ficcional, MamaCy, mas na boca dela manifestos necessários, temperados com humor e política. Em Coisas boas acontecem de repente temos diante de nós uma atriz que reencontra o palco da melhor maneira possível. Vi a versão longa e também uma curta da peça. Gostei de ambas e acho que a Cynthia escolhe dizer coisas que toda mulher deveria não apenas ouvir, mas reproduzir!

[O QUE] Monólogo Coisas Boas acontecem de repente [QUANDO] 24 e 25 de março, 20h, domingo, 19h. [ONDE] Funarte Galpão 2 (Rua Januária, 68, Centro, BH, (31) 3213-3084). R$ 20 (inteira) R$ 10 (meia).

[MÚSICA]

 

CARMINHO

A jovem fadista portuguesa Carminho, de 32 anos, não esconde a paixão pelo Brasil. Prova mais explícita é o show que apresenta em sessão única no Grande Teatro Palácio das Artes. Carminha canta Tom Jobim, ou seja, só clássico da bossa nova em sotaque lusitano. Filho de Tom, Paulo é produtor do disco.  Uma das versões mais elogiadas é a de “Sabiá”, que neste vídeo recebeu prólogo na voz de Fernanda Montenegro.

[O QUE] “Carminho canta Tom Jobim” [QUANDO] 26 de março, 20h [ONDE] Grande Teatro do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537, Centro, BH (31) 3236-7400) [QUANTO] Plateia I R$ 200,00 (inteira) R$ 100,00 (meia) Plateia II R$ 180,00 (inteira) R$ 90,00 (meia) Plateia Superior R$ 120,00 (inteira) R$ 60,00 (meia)

Barulhista lança CD no Teatro Marília. Foto: Marco Aurélio Prates

BARULHISTA

Autor de inúmeras trilhas sonoras de montagens teatrais de Belo Horizonte o músico Barulhista lança disco solo no Teatro Marília. O trabalho autoral dele é uma pesquisa mais vertical nas técnicas do remix e do sampler. Barulhista não tem pudor algum em criar novos universos a partir do que já existe. O resultado é sempre surpreendente. Tanto que, segundo contam, Martin Atkins (Sex Pistols) o apontou com um dos mais interessantes músicos brasileiros contemporâneos. Salve, Barulhista!

[O QUE] Lançamento álbum ‘Desfiado’, de Barulhista [QUANDO] 24 mar, 21h [ONDE] Teatro Marília (Av. Alfredo Balena, nº 586, Santa Efigênia) [QUANTO] R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

[CINEMA]

 

ERA O HOTEL CAMBRIDGE

Novo filme da diretora Eliane Caffé mistura ficção e realidade ao se aproximar da rotina do Hotel Cabridge, em São Paulo, residência de refugiados recém-chegados ao Brasil. No elenco tem parceiros antigos da cineasta, como o grande ator José Dumont, protagonista de Narradores de Javé, um dos filmes mais conhecidos da cinematografia dela.

[O QUE] Filme Era o Hotel Cambridge [QUANDO] Diariamente, 14h. [ONDE] Cine Belas Artes (Rua Gonçalves Dias, 1.581, Funcionários) [QUANTO] Segunda, terça e quinta: R$15; Quarta: R$13; Sexta a domingo e feriados: R$17

Cena do filme ‘Serafine’ em cartaz no MIS Santa Tereza. Foto: Mis/Divulgação

MOSTRA CINEMA FRANCÓFONO

A Bélgica é o país homenageado da Mostra de Cinema Francófono, em cartaz no MIS Santa Tereza. A programação é bastante variada. Tem desde homenagem ao criador do TinTim a produções da nova geração. Recortes assim são sempre oportunidade para ter acesso a filmes que passam bem longe do nosso circuito comercial.

[O QUE] “Mostra de Cinema Francófono” [QUANDO] 22 de março a 01 de abril. [ONDE] MIS Cine Santa Tereza (Rua Estrela do Sul, 89, Santa Tereza, BH, (31) 3277-4699). [QUANTO] Entrada Gratuita.

Aqui o que os colegas escreveram sobre as outras estreias da semana: Trainspotting  e PowerRangers

[EXPOSIÇÃO]

Imagem da mostra ‘A delicadeza atroz do Tempo’ montada no BDMG Cultural. Foto: Élcio Paraíso

A Galeria de Arte BDMG Cultural recebe duas as exposições simultâneas dedicadas a fotografia. Fábio Cançado apresenta Reserva da Paisagem – Dos Modos de Ver e Priscila Heeren, A Delicadeza Atroz do Tempo. Mas não ache que são fotos, simplesmente. Ambos os trabalhos propõe desdobramentos de olhar. O público poderá visualizar as imagens mais próximas, menores, afastadas ou de qualquer outra posição. Apropriações diversas.

[O QUE] Exposições Fábio Cançado, Reserva da Paisagem – Dos Modos de Ver / Priscila Heeren, A Delicadeza Atroz do Tempo [QUANDO] Até 29 de março, de 10h às 18h. [ONDE] Galeria de Arte do BDMG Cultural (Rua Bernardo Guimarães, 1.600, Lourdes) [QUANTO] Grátis.

 

photo

Crítica em Diálogo: ‘Suave coisa nenhuma’ e as sutilezas cruéis das relações abusivas

Crítica em diálogo é um projeto que começa a tomar contornos mais fortes dentro do Culturadoria. Ele surge porque eu não acredito mais em uma crítica de teatro horizontalizada. Por isso, procuro o diálogo com quem cria a peça. Dessa conversa, sai um texto – geralmente longo – que tem como objetivo ampliar a compreensão […]

LEIA MAIS
photo

Cinema Negro é tema do 20º Festival Internacional de Curtas de BH

O Festcurtas chega à sua 20º edição consolidado não apenas como espaço de exibição, mas, sobretudo, como um evento voltado para a reflexão sobre as relações entre cinema, estética e política. Nesta edição o Festival se volta para o cinema negro. “É hora de mostrar que com o tempo o negro sai de objeto de […]

LEIA MAIS
photo

Palpites e expectativas para o Oscar 2019

Foram tantas idas e vindas sobre a produção da 91a Cerimônia do Oscar que ainda não sei muito bem esperar do programa que vai ao ar na noite deste domingo. Tanto em termos de resultados como aspectos da produção mesmo. Ao todo, 36 filmes concorrem a este que é o prêmio mais disputado da indústria. […]

LEIA MAIS