fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Culturadoria com as dicas para o seu fim de semana: 21 de setembro

Por Carol Braga

20/09/2018 às 10:30

Publicidade - Portal UAI
Foto divulgada por Paula Granja sem indicação de crédito

Culturadoria

 

PEDRO CARDOSO

Tem um tempão que Pedro Cardoso não se apresenta em Belo Horizonte. Chega neste fim de semana com ‘O Autofalante’, mais um monólogo da carreira dele. É uma remontagem. A peça conta sobre um homem que perdeu o emprego, a mulher, a casa e tem um surto identitário. O protagonista é obrigado a conviver consigo mesmo. É um espetáculo que promete arrancar o riso nervoso da plateia.

[O QUE] Espetáculo ‘O Autofalante’ [QUANDO] 22 de setembro, às 21h [ONDE] Cine Theatro Brasil Vallourec – Av. Amazonas, 315, Centro -BH [QUANTO] De R$ 60 a R$ 80

[COMPRE AQUI]

 

Insetos – Foto: Elisa Mendes / Divulgação

 

INSETOS

A Cia dos Atores, grupo do Rio, comemora 30 anos de carreira com ‘Insetos’. A peça tem texto original de Jô Bilac. Estão em cena Cesar Augusto, Leonardo Netto, Marcelo Olito e Susana Ribeiro. Particularmente, sou fã dessa galera desde que fizeram ‘Meu destino é pecar’, peça que vi em 2002. A partir dos insetos, o texto traça paralelos entre a natureza e questões político-sociais dos dias de hoje.

[O QUE] Espetáculo ‘Insetos’ [QUANDO] De 20 de setembro a 15 de outubro, de quinta a segunda, às 20h [ONDE] CCCB – Praça da Liberdade, 450, Funcionários – BH [QUANTO] R$ 30

[COMPRE AQUI]

 

EVE – Foto: Loderndes Leuchten / Divulgação

 

FIT

Festival Internacional de Teatro Palco & Rua de BH termina neste domingo depois de dez dias de muitos espetáculos e discussões. Foi um FIT muito interessante. O conjunto de espetáculos conseguiu ampliar o debate em torno de questões urgentes como raça, sexualidade, regimes políticos. Para o fim de semana derradeiro, três apostas. ‘Unwanted’ é dança. Fala sobre o genocídio em Ruanda, uma época em que muitas mulheres foram estupradas. Já ‘Libertação’, é a segunda peça portuguesa desta programação e que aborda o processo de descolonização da África. E, por fim, ‘Eve’, que traz Jo Clifford de volta a BH. Para quem não ligou o nome à pessoa, ela é autora do polêmico texto O evangelho segundo Jesus, a Rainha do Céu.

[O QUE] FIT – ‘ESPETÁCULO UNWANTED’ [QUANDO] 21 de setembro, às 21h e 22 de setembro, às 21h [ONDE] Teatro do Centro Cultural Minas Tênis Clube [QUANTO] R$ 20

[O QUE] FIT – ESPETÁCULO ‘LIBERTAÇÃO’ [QUANDO] 21 de setembro, às 20h e 22 de setembro, às 17h [ONDE] Teatro Raul Belem Machado [QUANTO] R$ 20

[O QUE] FIT – ESPETÁCULO ‘EVE’ [QUANDO] 20 de setembro, às 19h e 21 de setembro, às 19h [ONDE] Teatro Marília [QUANTO] R$ 20

[COMPRE AQUI]

 

Foto: Daniel Mansur / Divulgação

MARCELO GABRIEL

O performer Marcelo Gabriel escolheu um nome bastante poético para o novo espetáculo: ‘Homem com o coração arrancado do peito’. Ele interpreta um escritor, que vive em um país de analfabetos. Os trabalhos de Marcelo Gabriel são sempre muito questionadores. Neste caso, ele discute os limites e as estruturas da linguagem formalizada.

[O QUE] Espetáculo ‘Homem com o coração arrancado do peito’ [QUANDO] 21 e 22 de setembro, às 20h e 23 de setembro, às 18h [ONDE] Teatro de bolso do Sesc Palladium – Rua Rio de Janeiro, 1046, Centro – BH [QUANTO] R$ 20

[COMPRE AQUI]

 

Foto: Daniel Augusto / Divulgação

A BRUXINHA QUE ERA BOA 

Um texto de 1958 que continua sendo relevante hoje só pode ser um clássico, né? É exatamente o que esta obra de Maria Clara Machado é. ‘A Bruxinha que era Boa’ ganha montagem mineira dirigida por Diego Benicá. A versão dele é bem colorida e faz paródia de musicais como “Mary Poppins”, “Mudança de hábito”, “O Fantasma da Ópera”, “A Pequena Sereia”, “Aladdin”, “Frozen”, entre outros. Diego é o líder da Copas Produções, que tem desenvolvido um trabalho bem interessante em teatro infantil.

[O QUE] Espetáculo ‘A Bruxinha que era Boa’ [QUANDO] 23 de setembro, às 16h [ONDE] Grande Teatro do Cine Brasil Vallourec – Av. Amazonas, 315, Centro – BH [QUANTO] R$ 50

[COMPRE AQUI]

 

 

Foto: Lívia Bastos / Divulgação

 

BETO GUEDES E MARCUS VIANA

Quando o nome de Beto Guedes aparece na agenda, pode saber que o programa é raríssimo. Sim, ele tem se apresentado muito pouco. Desta vez, sobe ao palco acompanhado de Marcus Viana para um show de sucessos. Eles vão se apresentar separadamente. Primeiro Marcus, com as tradicionais trilhas sonoras e depois vem o Beto com “Sol de Primavera”, “Amor de Índio”, “Sal da Terra”, Feira Moderna”, “Vevecos Panelas e Canelas”. Estará acompanhado de Neném (bateria), Adriano Campagnani (baixo), Ian Guedes (guitarra) e Will Motta (teclados).

[O QUE] Show de Beto Guedes e Marcus Viana [QUANDO] 22 de setembro, às 21h [ONDE] Grande Teatro Palácio das Artes – Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro – BH [QUANTO] De R$110 a R$130

[COMPRE AQUI]

 

Foto: Fernando Schlaepfer / Divulgação

 

DADO VILLA-LOBOS E MARCELO BONFÁ 

Quem gosta de Legião Urbana pode comemorar. Dois ingrantes da formação original da banda liderada por Renato Russo, Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá, comemoram os 30 anos de lançamento dos discos “Dois” e “Que País é Este”. Para quem não sabe, fazem parte destes discos canções como “Tempo Perdido”, “Que País é Este”, “Eduardo e Mônica” e “Faroeste Cabloco”.

[O QUE] Show de Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfa [QUANDO] 22 de setembro, às 22h [ONDE] Km de Vantagens Hall BH – Avenida Senhora do Carmo, 230, São Pedro – BH [QUANTO] De R$ 40 a R$ 180

[COMPRE AQUI]

 

Foto: Larissa Pinto / Divulgação

 

PALCO ULTRA FESTIVAL

Promover o encontro de novos nomes da música brasileira. Este é um dos objetivos do Palco Ultra Festival. Serão nove atrações: o rapper Djonga, as bandas Francisco, el Hombre, Maglore, Moons, e os cantores mineiros Luan Nobat, Sara não tem nome e Marcelo Veronez. O evento vai prestar uma homenagem ao produtor Carlos Eduardo Miranda, que morreu em março deste ano.

[O QUE] Palco Ultra Festival com Djonga; Francisco, El Hombre; Marcelo Veronez; Moons e outros [QUANDO] 22 de setembro, às 12h [ONDE] Praça da Assembleia – Praça Carlos Chagas, S/N, Santo Agostinho – BH [QUANTO] Gratuito

 

Fotos: Naty Torres / Divulgação

 

ORQUESTRA OURO PRETO

Quanto mais se produz, melhor se fica. É uma coisa básica. Por isso, a Orquestra Ouro Preto tem cada vez melhorado a performance. A presença do projeto na agenda é cada vez mais frequente. O repertório da semana são clássicos dos Beatles. Precisa falar mais alguma coisa? Acho que não, né?

[O QUE] Orquestra de Ouro Preto apresenta The Beatles I e The Beatles II  [QUANDO] 22 de setembro, às 20h30 [ONDE] Grande Teatro do Sesc Palladium – Av. Augusto de Lima, 420, Centro – BH [QUANTO] R$ 90

[COMPRE AQUI]

 

 

Foto: Nereu Jr / Divulgação

 

FARTURA

Tomara que o tempo firme e a chuva dê uma trégua para não atrapalhar a experiência de quem quer se jogar nas experiências gastronômicas do Fartura. Serão mais de 70 atrações gastronômicas de todas as regiões do país. Além das degustações, o evento também tem palestras, aulas teóricas e interativas. O Fartura também conta com uma programação artística.

[O QUE] Festival Fartura – Comidas do Brasil [QUANDO] 22 e 23 de setembro, às 12h [ONDE] Rua Tenente Brito Melo, 1090, Barro Preto – BH [QUANTO] R$15

[COMPRE AQUI]

 

 

 

[youtube modulo=”2″]15lBefAJVPI[/youtube]

 

FESTIVAL REMASTER

Clássicos brasileiros voltam ao cinema remasterizados no Festival Remaster. Os longas ocuparão o Cine Belas Artes. São todos filmes que marcaram época, foram premiados e aclamados pelo público. Entre a seleção estão Vidas Secas (1963), de Nelson Pereira dos Santos; O Homem da Capa Preta (1986), de Sergio Resende; República dos Assassinos (1979), de Miguel Farias Jr; Luz Del Fuego (1982), de David Neves; Vai Trabalhar Vagabundo (1973), de Hugo Carvana; O Assalto Ao Trem Pagador (1962), de Roberto Farias; e os documentários Os Doces Bárbaros (1977), de Jom Tob Azulay; e Carmem Miranda: Banana Is My Business (1995), de Helena Solberg.

[O QUE] Festival Remaster – Clássicos do Cinema Brasileiro [QUANDO] 20 a 26 de setembro [ONDE] Cine Belas Artes – R. Gonçalves Dias, 158, Lourdes – BH [QUANTO] R$ 18

[INGRESSOS NO LOCAL]

photo

Entrada franca: confira as opções gratuitas para o fim de semana, 13 de setembro

Além de eventos com entrada franca, neste post trazemos para você atualizações sobre o universo da cultura. Hoje vamos falar de Oscar mais uma vez. O filme Dor e glória do diretor Pedro Almodóvar foi o pré-selecionado para representar a Espanha na próxima edição do Oscar. Entretanto, apenas em dezembro a lista com os dez […]

LEIA MAIS
photo

Dicas quentes para o fim de semana do dia das mães

Para o fim de semana do dia das mães separamos uma lista que vai contemplar público de todas as idades. Vamos começar, claro, com uma mulher, mãe, de uma força impressionante. Elza Soares já passou dos 80 anos – ela não revela quantos anos tem – mas cultiva uma alma tão jovem que inspira todas […]

LEIA MAIS
photo

Agenda do fim de semana: 7 de fevereiro

Domingo tem Oscar e nossas apostas já estão feitas. E as suas? Aproveitamos para convidar a nos seguir pelo Instagram, onde estaremos comentando os principais prêmios da noite. Será uma cobertura com nossa equipe de jornalistas em tempo real, com comentários, interações e reações. Contamos com sua participação! Outra notícia legal do cinema foi a indicação de […]

LEIA MAIS
photo

Quem é Thiago Delegado: da engenharia ao samba

Na primeira entrevista celebrando os 10 anos de carreira, Thiago Delegado conta sobre o orgulho de fazer música e de ser conhecido pelo seu trabalho no cenário mineiro: “Tenho muito orgulho do que construí. Eu queria ser alguém em Belo Horizonte, antes de querer ser alguém em outro lugar.” Apesar disso, ele expõe sua inquietude […]

LEIA MAIS
photo

1917: razão ou emoção? 

“Que plano-sequência!”. Ouvi duas vezes a mesma exclamação na saída do cinema após a sessão de 1917. Para mim, ela resume o que é o filme. Ou seja, a produção dirigida por Sam Mendes impressiona mais pela técnica utilizada do que propriamente pela história contada. Embora seja um primor na reconstituição da época e dos […]

LEIA MAIS
photo

Filme de Bárbara Paz sobre Hector Babenco é um tratado sobre o amor

Sim, é triste registrar a morte de alguém. Mas a atriz Bárbara Paz, em sua estreia como diretora, mostra que a tarefa pode ser bonita, poética e extremamente emocionante. Ela resume tudo em uma palavra: “um filme sobre amor”. É assim que costuma apresentar o documentário Babenco – alguém tem que ouvir o coração e […]

LEIA MAIS