04 jan 2018

Culturadoria com as dicas para o seu fim de semana: 05 de janeiro

A primeira Culturadoria do ano destaca, obviamente, os ventos que fazem nosso janeiro ferver. A Campanha de Popularização do Teatro e da Dança começou e, como sempre, o cardápio é variado. As peças a preços razoáveis estarão em cartaz entre os dias 05 de janeiro e 04 de março. São 132 espetáculos, sendo 54 deles inéditos. Serão 15 apresentações de dança, 29 peças infantis e 88 voltadas para o público adulto. Já o Verão Arte Contemporânea oferece será realizado de 07 de janeiro a 04 de fevereiro com mais de 25 atrações em 11 espaços culturais da cidade.

 

 

Gisberta. Crédito: Alice Macedo

GISBERTA

Antes de conhecer a história dessa mulher, Balada de Gisberta, a música que Maria Bethânia interpreta já me chamava atenção pela força. Pois é justamente a protagonista da canção que o ator Luis Lobianco leva para o palco. Aqui o ator de Porta dos Fundos investe em uma vibe totalmente diferente. É um monólogo, um drama. Lobianco narra a experiência da brasileira, transexual, que foi para Portugal tentar uma vida melhor mas acabou vítima da transfobia. Um adendo, o espetáculo não faz parte da Campanha de Popularização do Teatro e da dança e nem do VAC.

[O QUE] Gisberta, com Luis Lobianco [QUANDO] 05 de janeiro a 05 de fevereiro, 20h [ONDE] CCBB BH (Praça da Liberdade, 450, Funcionários, BH, (31) 3431-9400) [QUANTO] R$ 20 (inteira) R$ 10 (meia) [COMPRE AQUI]

 

Carol Corrêa. Crédito: Lucas Brito/Divulgação

TROMBO

A atriz Carolina Corrêa fez primeiro uma cena curta e agora apresenta o monólogo Trombo. É a história de uma mulher que recebe um diagnóstico fatal. Como a artista tem uma relação bonita com a expressão corporal, a dança, o espetáculo tende a ser uma performance poética. Trombo reflete, entre outros temas, sobre a finitude. Na sinopse, ela pergunta: quantos golpes são necessários para um corpo deixar de ser um corpo?

[O QUE] Trombo, com Carolina Corrêa [QUANDO] 07 jan a 15 jan; Dom e Seg: 19h [ONDE] CCBB BH (Praça da Liberdade, 450, Funcionários, BH, (31) 3431-9400) [QUANTO] R$ 10 [COMPRE AQUI]

 

Certos Rapazes foi dirigido por Maurício Canguçu. Crédito: Campanha de Popularização/Divulgação

CERTOS RAPAZES

É muito bom que tenhamos cada vez mais espetáculos que tratem as relações homossexuais com respeito. Certos Rapazes é um deles. Vi a peça e o que chamou a minha atenção foi o fato de ser uma comédia romântica, gênero pouco explorado no teatro e menos ainda tratando da relação de dois homens. No meu ponto de vista, a montagem peca pelo excesso de romantismo e, em alguns momentos, força a barra para o humor. Mas, pensando bem, qual o mal disso, né? A direção é de Maurício Canguçu.

[O QUE] Certos Rapazes, com direção de Maurício Canguçu [ONDE & QUANDO] Teatro da Biblioteca Pública 05 jan a 28 jan | Sex e Sáb: 21h, Dom: 19h Cine Theatro Brasil Vallourec (Teatro de Câmara) 01 fev a 04 mar | Qui a Sáb: 21h, Dom: 19h (exceto 08 fev a 11 fev) [QUANTO] R$ 17 [COMPRE AQUI]

 

GUARA-PA-RIR

Entre as tantas comédias repetidas, escolhi Guara-pa-rir para indicar neste primeiro fim de semana da Campanha. Sabe por que? Porque eu admiro a  Kayete e sei que ela arrasa. Nessa empreitada interpreta ao lado de Guilherme Oliveira um casal ZN, que vai passar férias na Praia do Morro em Guarapari – Praia do Morro. É pra rir mesmo da farofada mineira. Todo ano eu me planejo ir e acaba não dando. Em 2018, fiz o mesmo plano!

[O QUE] Guara-pa-rir [ONDE & QUANDO] Teatro Bradesco 05 jan a 28 jan | Qui a Sáb: 21h, Dom: 19h; Espaço Alternativo Itaú Power Shopping 08 jan a 29 jan | Seg: 21h; Teatro Estação Cultural 09 jan a 30 jan | Ter: 21h; Espaço Cultural Partage Shopping Betim 10 jan a 24 jan | Qua: 20h; Teatro Izabela Hendrix, 02 fev a 04 mar | Sex e Sáb: 21h, Dom: 19h (exceto 09 fev a 18 fev) [QUANTO] R$ 17 [COMPRE AQUI]

 

Crédito: Campanha de Popularização do Teatro e da Dança/Divulgação

INTIMIDADE INDECENTE

Esse texto de Leilah Assumpção já teve uma montagem incrível protagonizada por Irene Ravache e Marcos Caruso. Agora chegou a vez do diretor Pedro Paulo Cava nos apresentar seu olhar. É uma história de um relacionamento maduro. Outro ponto que me faz querer ver essa peça é o elenco: Andreia Garavello e Geraldo Peninha são dois grandes nomes do teatro mineiro.

[O QUE] Intimidade Indecente, com direção de Pedro Paulo Cava [ONDE & QUANDO] Teatro da Cidade 06 jan a 04 mar | Sex e Sáb: 20h30, Dom: 19h (exceto de 09 fev a 11 fev) [QUANTO] R$ 19 [COMPRE AQUI]

Crédito: Campanha de Popularização do Teatro e da Dança/Divulgação

CARREGANDO A LUA

Agora uma dica para levar a garotada de férias: Carregando a lua. Resolvi recomendar um espetáculo que fugisse da coisa dos clássicos ou então dos personagens de cinema. Essa história é de palhaço. São três que nos contam, em uma montagem cênica-musical a história de uma Trupe Mambembe. Fala sobre o interior de Minas com humor e muitas homenagens, principalmente às serestas e brincadeiras tradicionais.

[O QUE] Carregando a Lua [ONDE & QUANDO] Teatro Francisco Nunes 05 jan a 14 jan | Qui a Dom: 19h; Teatro Santo Agostinho 17 fev a 04 mar | Sáb e Dom: 16h [QUANTO] R$ 11 [COMPRE AQUI]

 

Maria Alcina é convidada da abertura do VAC. Crédito: Murilo Alvesso

Orquestra Atípica de Lhamas convida Maria Alcina e Grupo de Dança

O outro evento que agita nosso janeiro também começa neste fim de semana. O Verão Arte Contemporânea 2018 vai até o dia 04 de fevereiro com mais de 25 atrações em 11 espaços culturais da cidade. O abre-alas será em grande categoria. A “mineiríssima” Orquestra Atípica de Lhamas convida Maria Alcina e Grupo de Dança. Alguma dúvida de que isso será mega animado? O conjunto é formado por 17 artistas, todos engajados com o carnaval de BH, apaixonados pela cumbia e atuantes na cena musical e teatral da cidade. As Lhamas vem de bandas e blocos como ICONILI, Pequena Morte, A Fase Rosa, Djalma Não Entende de Política, Frito na Hora, Chama o Síndico, Roda de Timbau, Juventude Bronzeada, Alcova Libertina, Couro Encantado e Trampulim, além das cantoras solo Claudia Manzo e Laura Lopes. Uma ótima mistura para abrir o VAC!

[O QUE] Orquestra Atípica de Lhamas convida Maria Alcina e Grupo de Dança [QUANDO] 07 de janeiro, 19h [ONDE] Sesc Palladium – Grande Teatro R. Rio de Janeiro, 1046 – Centro [QUANTO] R$2 (inteira) e R$1 (meia) [COMPRE AQUI]

 

 

Viva – A vida é uma festa

Animação da Pixar já sabe, né? Pode esperar o melhor. Tanto nos quesitos técnicos, como nas temáticas. Viva – a vida é uma festa, pelo que diz a crítica publicada pelo Adoro Cinema, aborda mortes. Principalmente os fins simbólicos. O filme está indicado ao Globo de Ouro na categoria de melhor animação. É a história de um garoto que tem o sonho de ser cantor. Como vive em uma família muito tradicional, realiza-lo não é das tarefas mais simples. Pode esperar porque, como é tradicional da Pixar, Viva – a vida é uma festa tem um montão de sacolejo para os adultos.

[Coco, Estados Unidos, 2017], de Lee Unkrich (Disney). Gênero: animação. Elenco: Anthony Gonzalez, Benjamin Bratt, Gael García Bernal. 3D. Classificação: Livre

 

Gostou? Compartilhe!

Artigos Relacionados

Culturadoria com as dicas para o seu fim de semana: 16 de fev

Agora sim nossa Culturadoria volta ao normal! São muitas estreias interessantes na Campanha de Popularização para crianças e adultos. No cinema, também tem novidades de peso: Três anúncios para um crime, Lady Bird: a hora de voar e Eu, Tonya.     Orquestra Filarmônica de Minas Gerais Embora os ingressos já estejam esgotados, não dá […]

Leia Mais

Culturadoria para quem quer fugir do pré-Carnaval: 02 de fevereiro

Sim, o carnaval está aí mas há outras opções na cidade. Quem quer saber sobre bloquinhos e afins, clique aqui. Já quem prefere outras diversões saiba que temos Rouge, favorito ao Oscar em cartaz e as tradicionais apostas teatrais para crianças e adultos.     A forma da água O diretor Alejandro Gonzáles Iñarritu já […]

Leia Mais

Lá da Favelinha completa três anos de revolução cultural

  Desde que o Centro Cultural Lá da Favelinha nasceu na Vila Novo São Lucas a rotina e a vida dos moradores não são mais as mesmas. O simples andar pela rua hoje já é diferente. Um tímido espaço colorido chama a atenção de quem passa por lá. Pelo tamanho poderia ser confundido com um […]

Leia Mais

Comentários