fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Culturadoria com as dicas para o seu fim de semana: 02 de março

Por Carol Braga

01/03/2018 às 14:40

Publicidade - Portal UAI
Reprodução do Filme A general enviada por Fundação Clóvis Salgado

No último fim de semana da Campanha de Popularização, Culturadoria destaca a presença do Grupo Galpão. Tem ainda, Nando Reis entre os shows e uma mostra gratuita dedicada a Buster Keaton.

Nando Reis se apresenta no KM de Vantagens Hall. Crédito: Benedita Comunicação/Divulgação

Nando Reis       

Não há como negar que o público de BH tem um carinho especial por ele. Tanto tem que Nando Reis vira e mexe está por aqui. Desta vez, chega pela última vez com o show do disco Jardim-Pomar. O álbum foi gravado de maneira independente por Nando com a produção do americano Jack Endino. Claro que as canções desse disco formam a maior parte do repertório, mas também tem lugar para “Os Cegos do Castelo”, “All Star”, “Por Onde Andei” e “O Segundo Sol”. Sempre gosto de Nando Reis, de todas as fases dele. Vale prestar atenção especial no cenário desse show, assinado por Felipe Tassara e Daniela Thomas.

[O QUE] Nando Reis [QUANDO] 03 de março, 22h [ONDE] Km de Vantagens BH Hall (Avenida N. Sra. do Carmo, 230, Savassi, BH, (31) 3209-8989) [QUANTO] Arquibancada R$100 (inteira) R$50 (meia) Mesa R$720 [COMPRE AQUI]

 

Luiz Gabriel Lopes. Crédito: João Lima/Divulgação

Luiz Gabriel Lopes         

Se tem um nome que bem representa a geração de cantautores de Belo Horizonte é o do Luiz Gabriel Lopes. Um dos fundadores do Graveola e o Lixo Polifônico, sempre manteve produções paralelas em atividade. No pacote completo, Luiz Gabriel se mostra um músico muito versátil, interessado em novos caminhos para a composição e fiel às suas influências.

[O QUE] Luiz Gabriel Lopes [QUANDO] 03 de março, 19h [ONDE] IDEA Casa de Cultura ( R. Bernardo Guimarães, 1200, Funcionários, BH,(31) 3309-1518) [QUANTO] R$20 (inteira) R$10 (meia).

Foto Crédito Cavaleri, espetáculo Carmina Burana – uma cantata cênica

Carmina Burana – Uma Cantata Cênica

Ernani Maletta é o responsável por essa cantata cênica em cartaz na Campanha de Popularização do Teatro e da Dança. Ele mistura linguagens na encenação desta obra composta por 24 poesias latinas medievais. São mais de 30 artistas em cena. O diretor define o espetáculo como “uma declamação cantada de poemas, embora haja, em sua representação, cenários e vestuário condizente”. Promete agradar principalmente quem já tem hábito de consumir música erudita, mesmo Carmina Burana sendo um clássico.

[O QUE] Carmina Burana, Uma Cantata Cênica [QUANDO] 2 e 3 de março, 21h, 4 de março, 19h [ONDE] Grande Teatro do SESC Palladium (Rua: Rio de Janeiro, 1046, Centro, (31) 3270 – 8100) [QUANTO] R$30 (inteira) R$15 (meia) [COMPRE AQUI]

 

 

    

Reprodução do Filme
A general enviada por Fundação Clóvis Salgado

Mostra Buster Keaton  

O cine Humberto Mauro comemora 40 anos e a festa começa com riso. É que a Mostra Buster Keaton ocupa o cinema até o dia 29 de março com cerca de 30 filmes, entre longas e curtas. Há algum tempo o espaço não promovia uma mostra com vocação popular como esta. Se Chaplin foi um grande sucesso, desta vez não será diferente. Confira a programação completa por dia aqui. Um destaque deste final de semana é a exibição de O Teatro, de 1921. Vale ficar ligado em todo evento mas dê atenção especial ao encerramento. Serão exibidos, no Grande Teatro do Palácio das Artes, o curta The Railrodder (1965) e o longa A General (1926), com trilha sonora executada ao vivo.

[O QUE] Mostra Buster Keaton – O Acrobata do Riso [QUANDO] 2 a 29 de março [ONDE] Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1.537, Centro, BH, (31) 3236-7400) [QUANTO] Gratuita.

 

 

             

Marcelo Castro no monólogo Prólogo Canino-Operístico. Foto: Reprodução do Facebook.

Prólogo Canino-Operístico        

Marcelo Castro, ex-Espanca!, é o protagonista deste monólogo que, de certa forma, dialoga com a história do grupo que ajudou a fundar. Se em Por Elise, o ator era o intérprete do cachorro. Agora também. O cão é protagonista de um poema de Carlito Azevedo sobre a obrigação de aparecer. Há na sinopse uma metáfora relacionada ao próprio fazer teatral. Em uma postagem na página do Facebook da peça, os criadores afirmam que o trabalho foi “concebido para acontecer somente em apresentações únicas, ausência de cenário e ênfase no texto”.

[O QUE] Prólogo Canino -Operístico [QUANDO] 02 e 03 de março, 21h [ONDE] C.A.S.A. – Centro de Arte Suspensa & Armatrux (R. Himalaia, 69, Vale do Sol, Nova Lima, (31) 3517-8282) [QUANTO] R$11 [COMPRE AQUI]

            

Guto Muniz

De tempo somos com Grupo Galpão

Pois a Campanha de Popularização termina em grande estilo com De Tempo somos. No sarau cênico-musical o Grupo Galpão percorre a própria carreira. São canções que marcaram todos os espetáculos da Companhia. Muito emocionante para quem acompanha a carreira do grupo. Daquelas peças que eu realmente não ligo de ver milhões de vezes. Cada uma delas é uma emoção diferente.

[O QUE] De Tempos Somos – Um Sarau Do Grupo Galpão [QUANDO] 04 de março, 19h [ONDE] Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537, Centro, BH, (31) 3236-7400) [QUANTO] R$13 [COMPRE AQUI]

 

Exposição de Nello Nuno e Eliana Rangel na Casa Fiat de Cultura. Crédito: Carolina Braga/Culturadoria

 

Construções afetivas: Nello Nuno e Eliana Rangel

Afeto é o que realmente não falta na nova mostra montada na Casa Fiat de Cultura. Estão expostas cerca de 80 obras dos irmãos Nello Nuno e Eliana Rangel. Apesar de possuírem estilos completamente diferentes, os quadros pintados a partir de técnicas diversas estabelecem íntimos diálogos. A curadoria da exposição é de Márcio Sampaio e Nello Rangel. Eles fizeram um intenso trabalho de pesquisa e conseguiram reunir quadros de mais de 30 colecionadores. Eis um importante trabalho de valorização das artes plásticas de Minas Gerais, especialmente a produção entre as décadas de 1960 e 1980.

[O QUE] Construções afetivas: Nello Nuno e Eliana Rangel [QUANDO] Até 6 de maio. Terça a sexta, 10 às 21h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h [ONDE] Casa Fiat de Cultura (Praça da Liberdade, 10 – Funcionários) [QUANTO] Grátis

photo

Culturadoria com as dicas para o seu fim de semana: 13 de abril

Diante desta Culturadoria, vai ser mesmo muito difícil escolher. Tem muita coisa legal em cartaz na cidade. Principalmente nas áreas da música e do teatro. Nossas apostas estão feitas. Faça as suas!     Maria Rita Já tem bastante tempo que Maria Rita não vem a Belo Horizonte. Desta vez chega para o lançamento do […]

LEIA MAIS
photo

Culturadoria do seu fim de semana: 09 de junho

Muitos críticos já falaram e eu assino embaixo: o novo disco de Criolo já é um dos melhores de 2017. Pois o flerte dele com o samba será lançado em uma festa junina por aqui. É uma das apostas para o entretenimento no fim de semana. No cinema eu não vou perder alguns dos filmes do […]

LEIA MAIS
photo

Dicas culturais para o seu fim de semana: 11 de outubro

No giro cultural da semana, recomendamos a leitura do material preparado pelo Nexo que, mais uma vez, dimensiona a sombra da censura pela qual estamos passando. Precisamos ficar cada vez mais cientes disso. Infelizmente.  Outra dica é a leitura do lindo e contundente texto que a atriz e escritora Fernanda Torres dedicou à mãe, Fernanda Montenegro na […]

LEIA MAIS
photo

Coringa: um filme para reflexões sem fim

Em “No Enxame: perspectivas do digital”, o filósofo sul-coreano Byung-chul Han busca em um livro escrito em 1895 pontos para a reflexão sobre a “era das massas”. Veja bem, o objetivo dele é falar sobre os impactos que a digitalização tem trazido para a vida da gente. Ainda assim, isso implica em uma volta no […]

LEIA MAIS
photo

Cinco atores marcantes na história do Coringa

Supervilão. É assim que a Wikipédia apresenta o Coringa. O personagem foi criado por Jerry Robinson, Bill Finger e Bob Kane. A primeira aparição – sempre apoteótica – foi em abril de 1940, na revista Batman #1, lançada pela DC Comics. Sim, ele é o arqui-inimigo do homem morcego. Aparece em diversos livros e listas como […]

LEIA MAIS
photo

Hebe: uma cinebiografia que promete, mas não cumpre

É muito mais fácil escrever sobre um filme quando você gosta do que o contrário. Quando a coisa não bate, o exercício de pensar o que pode ter acontecido para a coisa não fluir, dá mais trabalho e nem sempre é possível explicar. É exatamente o que sinto depois de ver Hebe – a estrela […]

LEIA MAIS