fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Conheça projeto do UniBH que estuda ecossistema da música

Desenvolvido pelo curso de música, Mapa Sonoro mapeia cadeia musical no Buritis e lança podcast

Por Thiago Fonseca *

24/06/2020 às 17:08 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Foto: Alexandre Milton / Divulgação

Mapear o ecossistema musical do bairro Buritis, na região Oeste de Belo Horizonte, e falar sobre a relação da música com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável propostos pela ONU. Estas são algumas das ações realizadas pelo Mapa Sonoro. Trata-se de um projeto de extensão realizado pelo curso de Música e Gestão de Carreira do UniBH.

“Queremos estender os braços para comunidade e interagir. O mapa mostra quem são os músicos amadores e profissionais, onde estão e o que fazem. Além disso, as escolas de música, os bares que recebem cantores, casa de shows, lojas que equipamentos musicais, estúdios, etc”, explica Joana Boechat, coordenadora da pesquisa.

A primeira ação realizada pela professora e cinco alunos do curso, foi mapear, por meio de um questionário, qual a relação das pessoas que moram, estudam ou trabalham no bairro com a música. A ideia, em síntese, é formar uma rede.

Oitenta e duas pessoas já responderam o questionário. Para a professora, o número é um começo. Qualquer um pode participar. Se você tiver relação com a música e com o Buritis, clique aqui e deixe sua contribuição. Os dados serão disponibilizados publicamente em plataforma online no dia primeiro de julho.

 

Músico Zé Mauro é um dos envolvidos no projeto – Foto: Bruno Figueiredo / Divulgação

Podcast Paisagens Sonoras

Outra ação desenvolvida pelo projeto, em parceria com a Battito Música e Desenvolvimento, é o Podcast Paisagens Sonoras. Disponibilizado no Spotify, o programa de seis episódios, fala sobre a relação da música com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável propostos pela ONU em 2015, com metas para 2030.

“Pegamos cinco deles e relacionamos com a atividade musical. Ou seja, como ela pode contribuir para estes objetivos sustentáveis. Uma forma de mostrar que a música não é só entretenimento, que ela pode contribuir para o desenvolvimento da sociedade”, conta Joana.

O músico Zé Mauro é um dos alunos do curso e colaborador no projeto. Para ele, as iniciativas contribuem para a cadeia musical. “É uma oportunidade de realizar encontros e uma conexão entre os agentes do setor. Além disso, saber mais sobre o mercado e ver que a música e arte estão presentes na vida e são essenciais”, ressalta.

photo

Funkeiros Cults: conheça a página que une a periferia às artes, à filosofia e a questões sociais

Gostar, ao mesmo tempo, de funk, literatura, cinema e filosofia é contraditório? Não! E é com esse objetivo que a página Funkeiros Cults surgiu no Instagram. Dayrel Teixeira, de 21 anos, morador de Morrinho da Compensa, em Manaus, criou o perfil em maio, e já passa de 100 mil seguidores. Em entrevista ao site do […]

LEIA MAIS
photo

Palco Instituto Unimed-BH em Casa realiza primeira edição com espetáculos em formatos originais

Os amantes do teatro terão mais uma possibilidade para desfrutar de grandes espetáculos, mesmo em isolamento social, a partir do dia 27 de junho. O que há de novo, no entanto, é que o projeto Palco Instituto Unimed-BH em Casa, vai promover as apresentações online, ao vivo e em formato original. Ou seja, com cenografia, […]

LEIA MAIS
photo

Little Fires Everywhere: por que você deveria ver a série disponível na Amazon Prime?

No início de Little Fires Everywhere você tem a impressão de estar vendo uma novelinha bem convencional americana. Bom, ainda bem que é só impressão mesmo, e bem no início. À medida em que a trama avança, todos os problemas estruturais da nossa sociedade vão sendo revelados. Aí descortina-se o mundo hipócrita que vivemos, marcado […]

LEIA MAIS