Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Conheça Cristiano Seixas: primeiro brasileiro a adaptar uma franquia de Hollywood para os quadrinhos

No Show da Tarde mineiro contou como foi convite da Dark Horse Comics para roteirizar Alien – The Original Screenplay

Gostou? Compartilhe!

Cristiano Seixas é diretor de arte, quadrinista, roteirista e co-fundador da Casa dos Quadrinhos. Agora é o primeiro brasileiro a adaptar o roteiro de uma franquia de Hollywood para os quadrinhos. No caso, Alien, o Oitavo Passageiro, de Dan O’Bannon, de 1976, que resultou no longa de Ridley Scott em 1979. O ilustrador mineiro, Guilherme Balbi, também embarca no projeto. O convite veio da Dark Horse Comics, responsável pelas publicações de Star Wars, Frozen e outras.

“Estou muito feliz pois é a primeira vez que dois mineiros assumem esse material oficialmente. Além disso, gosto muito do filme. Quando eu era criança eu vi na casa de um vizinho e fiquei com medo. Anos depois vi no cinema, uma reprise. Aquilo me impactou ainda mais. Foi um projeto desafiador e interessante”, conta.

Cristiano é formado design gráfico pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo, mestre em animação digital pelo Art Institute of California, além de ter feito feito um bootcamp em cinema pelo New York Film Academy. Além disso, já trabalhou em projetos da San Diego Comic Con, New York Comic Con, Chicago Comic Con e outros. Ou seja: um currículo e tanto.

Cristiano Seixas - Foto: Igor Clementino / Divulgação

O projeto

Alien – The Original Screenplay – é uma minissérie em quadrinhos dividida em cinco edições. Sendo assim, tem uma cara atual baseada no roteiro original, de O’Bannon. “Foi mais fácil porque eu não saí do zero”. Além dele e de Guilherme Baldi, participam do projeto a colorista Candice Han e o editor Randy Stradley.

A edição de número um foi lançada no dia 5 agosto, no digital, pela Amazon. A versão impressa será distribuída nas Comic Shops em toda América do Norte. Os brasileiros vão ter que aguardar um pouco, pois não há previsão de lançamento no país.

A escolha de Cristiano para o trabalho foi secreta. A Dark levou em conta o talento e anos de profissão do artista. “Criamos a Casa dos Quadrinhos e acabamos conhecendo muitas pessoas. Cheguei a ser agente de pessoas no estados unidos durante oito anos. Um deles é o Guilherme Balbi. Ele já estava no projeto e, dessa forma, me chamou. Sabia que eu tinha uma relação com esse personagem e com ficção. Por fim, enviei um material autoral e o editor gostou”, conta Cristiano.

 

Casa dos Quadrinhos

Todo reconhecimento do trabalho de Cristiano veio também por meio do sucesso da Casa dos Quadrinhos. A Escola Técnica de Artes Visuais e Digitais, localizada em Belo Horizonte, completa 20 anos em 2020. Ela oferece cursos de computação gráfica, escultura digital com impressora 3D, ilustração digital, histórias em quadrinhos e outros. Tem se reinventado na pandemia.

“A gente praticamente criou uma nova escola. Em quatro meses passamos por um super processo para chegar à confiança de ensinar artes visuais online. Dessa forma, precisamos de um tempo para entender o que é dar aula online. Qualquer um pode fazer um curso. Se você sabe escrever o seu nome ou sabe desenhar, já tem a coordenação”, salienta.

 

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]