Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Confira lançamentos musicais de março para não deixar de ouvir

Março foi um mês que serviu muita qualidade musical e diversidade. De Djonga a Lana Del Rey, confira alguns lançamos.
Por Jaiane Souza
março
Capa do disco "Nu". Foto: Jeff Delgado. Capa: Alvaro B. Jr

Mais um mês chega ao fim e a música continua nos entregando ótimos presentes. Nos últimos 30 dias, do rap ao rock, passando pelo samba e pelo pop, diversos artistas do Brasil e do mundo lançaram singles e discos.

Por isso, trouxemos uma pequena amostra do que mais diverso foi lançado por aí. Ou seja, da cena local à internacional. Confira e dê o play porque vale a pena conferir cada um deles. 

Djonga

Quem acompanha o artista sabe que todo dia 13 de março, desde o primeiro disco, em 2018, é dia de lançamento de novo trabalho. Em 2021, foi a vez de Nu. O disco é composto por oito faixas, traz um Djonga introspectivo e dialogando com as próprias dores e temas da atualidade. Ao mesmo tempo, continua com o discurso forte e incisivo. Leia aqui nossas impressões sobre o disco. Ouça Nu nas plataformas de streaming e no YouTube. 

Duda Beat

O single Meu pisêro é o anúncio de Duda Beat de que um novo álbum vem aí. Depois de três anos desde de Sinto muito, disco de estreia, a pernambucana está de volta com uma mescla de estilos musicais. No entanto, o amor e o romantismo continuam sendo gancho para a canção, mas de uma forma mais madura. Além disso, Meu pisêro também ganhou um clipe que faz referências a filmes de suspense e terror. Entre eles Poltergeist, de Tobe Hooper, O bebê de Rosemary, de Roman Polanski, e Suspiria, de Luca Guadagnino.

Confira. 

Rico Dalasam

Complexo e rico em detalhes. Assim pode ser brevemente resumido Dolores Dala Guardião do Alívio, segundo disco de estúdio de Rico Dalasam. Composto por cinco músicas, é uma visita aos afetos, emoções, carreira e a própria vida do artista, nome fundamental da cena do rap queer brasileiro. Além disso, o trabalho marca a volta de Dalasam aos holofotes, já que ele foi cancelado após reivindicar direitos autorais da música Todo dia, gravada por Pabllo Vittar. Em resumo, sob a perspectiva da afetividade preta, o álbum é uma espécie de continuação do EP que o artista lançou em 2020. A música Braile, inclusive, foi premiada no Prêmio Multishow. 

Ouça no Spotify. 

Lana Del Rey

De volta às origens melancólicas, Lana Del Rey lançou neste mês o álbum Chemtrails over the country club. Ela volta a uma sonoridade mais amena depois do agitado e aclamado Norman fucking Rockwell (2019), que foi indicado a álbum do ano no Grammy. No novo trabalho, Lana apresentou músicas reflexivas, leves e bem minimalistas no geral, fazendo uma união entre country, música folk e alternativa, ritmo tradicional dela. Outro ponto interessante é como a sonoridade e estética remetem aos anos 1960 e 1970 e aos seus artistas.

Escute no Spotify.

Graveola

Abre alas que vem disco novo do Graveola aí! O single Nosso estranho amor, acabou de sair do forno e é o ponto de partida para o sexto trabalho de estúdio previsto para 2021. O single chega depois de cinco anos de transformações no grupo e, de acordo com Luzia Brina, o que era para ser mais uma balada romântica, ganhou uma pegada mais rock. Ela é autora da música ao lado de Luiz Gabriel Lopes. 

Ouça aqui. 

Kings of Leon

A banda estadunidense surgiu no cenário da música no início dos anos 2000 trazendo uma sonoridade que combinava o rock com ritmos como o blues, o country, o boogie e o garage rock. Aos poucos passou a se encaixar no rock alternativo e ganhou muita projeção, principalmente pela capacidade de se reinventar. No entanto, o oitavo álbum da banda, When You See Yourself, volta às origens, mas tocando com maturidade e identidade própria. Mesmo assim, ainda com a mesma influência do começo. Alguns podem dizer que o disco é monótono e sem surpresa, mas quem acompanha ou tem consciência da história do grupo está feliz. 

Disponível no Spotify. 

Thiago Delegado

Outro grande nome da cena mineira e que decidiu colocar a voz pra jogo é o músico Thiago Delegado. Ele lançou a música e clipe Vai e vem, primeiro single do novo disco a ser lançado. A composição foi construída em conjunto com Vini Ribeiro e Clara Delgado. A ideia era fazer algo pensando em Dorival Caymmi. Já o disco vai apresentar um recorte dos três últimos anos do instrumentista, ou seja, músicas que ele fez ao longo desse tempo. Ele contou mais detalhes sobre o trabalho pra gente. Leia aqui. 

Ouça a música.

Drik Barbosa

Drik Barbosa é um forte nome do rap feminino nacional e merece atenção. Recentemente lançou Seu abraço, música com características de R&B norte-americano, mas que caminha por rumos completamente diferentes. Isso porque gravou com o grupo baiano de pagode Psirico e com RDD, integrante do coletivo Àttøøxxá. Já deu pra imaginar a sonoridade ímpar da canção, né? Seu abraço faz parte do projeto NÓS, iniciado em 2020 com o single Sobre nós, em uma parceria de Drik com Rashid. Até o fim deste ano, mais duas músicas chegam às plataformas e uma audionovela de histórias reais acompanhará o trabalho. 

Ouça no Spotify

março
Graveola. Foto: Bruna Brandão

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!