fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Confira cinco exposições virtuais imperdíveis em BH

Mostras exploram visitas em 360º graus, Instagram, YouTube e sites

Por Thiago Fonseca *

22/07/2020 às 12:05 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Tour virtual pelo Memorial Minas Gerais Vale é feito em 360º graus - Foto: Sérgio Luiz Castro / Divulgação

Já na primeira página da exposição virtual Em Nome das Rosas, do BDMG Cultural, o visitante se surpreende com fotos e relatos de mulheres agredidas. No Memorial Minas Gerais Vale as visitas pelo acervo fixo são virtuais em 360º graus. No Centro Cultural Minas Tênis Clube, a exposição sobre Raymundo Colares é pelo Instagram.

Essas são algumas das experiências de adaptação de mostras e exposições de museus de Belo Horizonte para o virtual. Confira a seguir projetos on-line imperdíveis na capital mineira.

Memorial Minas Vale

Um passeio em 360º graus pela história de Minas Gerais. Esta é a sensação que o visitante tem ao explorar a o acervo do Memorial Minas Gerais Vale em visitais virtuais. Nela é possível encontrar informações e curiosidades sobre os cerca de 30 espaços de exposição permanente, que conta a história do estado, além de curiosidades sobre o prédio do museu. Além das obras, há música e textos narrados para cada espaço. É possível fazer o tour pelo smartphone, computador ou tablet. Além de português, há visita em outras quatro línguas. Confira aqui.

Minas Tênis Clube

A exposição Raymundo Colares: de volta à estrada ganhou novo formato no Instagram e Youtube do Centro Cultural Minas Tênis Clube. Por lá é possível explorar galerias com imagens das pinturas, gravuras, guaches, gibis, o diário pessoal e material documental sobre o artista. São 30 obras do artista mineiro, natural de Grão Mogol. Já no Youtube é possível viajar no universo do artista por meio de um vídeo. Ele passeia pela exposição, tem brincadeiras inspiradas nas obras do artista e um tutorial de como fazer em casa o gibi de Colares. Além de narração sobre vida e arte de Raymundo.

 

Exposição Em Nome das Rosas – Foto: Miguel Aun / Divulgação

BDMG Cultural

Em site exclusivo, o visitante pode conferir a mostra Em Nome das Rosas. Ela apresenta dezenas de obras da artista mineira Eugênia França. São 80 pinturas sobre lona de caminhão, que retratam a violência contra a mulher. Imagens fortes que tocam. Fotos de mulheres com rosto inchado, machucado e roxo. Além disso, há áudios com leitura de cartas com relatos de violência. Todo o material foi criado entre 2018 e 2020. Clique aqui e acesse o site. A mostra estará disponível até 21 de outubro de 2020.

Casa Polifônica

Inaugurada em meio à pandemia, a Casa Polifônica, localizada no bairro Floresta, lançou no YouTube a mostra Durante a exposição a galeria estará fechada. No vídeo de quase uma hora o visitante passa pelas galerias da casa e pode conferir fotografias, pinturas e instalações, tudo ao som de música ambiente e de trânsito. A mostra é inspirada no trabalho de Robert Barry, que em 1969 montou três exposições ao redor do mundo com o título During the exhibition the gallery is closed. A curadoria é do artista visual Froiid. As obras discutem a relação espaço e espectador e conta com trabalhos de Clarice Panadés, Bruno Rocha, Monique Camelo e Francisco Pereira. Ao todo serão exibidas 37 obras. Clique aqui e acesse.

Minas e Metal

Desde março, o Museu das Minas e Metal está com uma exposição no Instagram sobre mulheres sensacionais que se destacam em diversas áreas da ciência. São posts semanais com ilustrações de grandes nomes da ciência, por exemplo, Shirley Ann Jackson a primeira mulher negra PhD em Física Nuclear e Florence Parpart a criadora da geladeira. Boa oportunidade para conhecer a história da ciência e curiosidades. Em breve o espaço lançará outras mostras virtuais.

photo

Dia do Cantor Lírico: artistas comentam desafios da profissão

Cinquenta anos da vida de Vanya Soares, de 73, foram dedicados ao canto lírico. Meia vida da Melina Peixoto, de 36, e do Pedro Vianna, de 30, também. O dia 22 deste mês será especial para eles. Na data é celebrado no Brasil o dia do cantor lírico. O gênero surgiu na Grécia antiga, antes […]

LEIA MAIS
photo

O que a série Normal People tem para fazer tanto sucesso?

Não sei isso é normal, gente, mas logo depois de maratonar em um único dia os 12 episódios, de cerca de 30 minutos cada, de Normal People me deu uma saudade de Marianne (Daisy Edgar-Jones) e Connell (Paul Mescal). Foi estranho, reconheço. Mas talvez a conexão que os protagonistas conseguem estabelecer com o espectador explique […]

LEIA MAIS
photo

Como começar a ler poesia na internet?

A poesia é um gênero literário que pode intimidar, causar receio e até ser rejeitado por algumas pessoas, já que tem muitas complexidades, estilos e formas. Mas o fato é que ela está em diversos lugares, como na música, no teatro, no cinema e também nas redes sociais. Vai dizer que nunca viu um verso […]

LEIA MAIS