Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Coletivo Sala Vazia estreia videodança adaptada de Tito Andrônico, de Shakespeare

Tito: uma videópera pop do cerrado mineiro em chamas estreia em 30 de março, às 20h, no YouTube do Coletivo Sala Vazia

Gostou? Compartilhe!

Contrastando a violência presente na obra de Shakespeare, a ironia e “aparente alegria’ da cultura pop de 1980, estreia neste 30 de março a videodança Tito: uma videópera pop do cerrado mineiro em chamas. No espetáculo, bailarinos realizam um jogo audiovisual dividido em cinco partes, assim como nas tragédias do autor inglês. Dessa forma, o público decide entre 600 possíveis combinações qual final quer assistir. 

A influência dos anos 1980 está na proposta da linguagem. Segundo o diretor Fernando Barcellos, lembra a sequência de filmes do Rocky Balboa e de outros longas do gênero da época. O trabalho teve a temporada presencial interrompida em 2020 com a chegada da pandemia e agora foi adaptado para o formato de videodança. 

Adaptação para o online

Na pela original de Shakespeare, Tito Andrônico é um poderoso general da Roma Antiga que volta de uma guerra e recusa a se tornar imperador. Sendo assim, a sequência de mortes devido à disputa pelo trono desencadeia uma onda de vingança interminável. A apresentação original do Coletivo Sala Vazia durava 70 minutos. No entanto, a versão online passou por cortes para dar dinamicidade à narrativa, resultando em 30 minutos de duração. Mesmo assim, a essência do espetáculo se mantém. 

Tito
Foto: Bruna Freitas / Divulgação

Além disso, o desafio principal foi mudar a forma de interação com a plateia. No formato anterior, Fernando Barcellos atuava como juiz da luta entre os jogadores/bailarinos e decidia o que aconteceria na sequência. Agora, a peça mantém a característica de jogo cênico. Mas, além disso, em vez de interagir com os performers, o espectador dialoga com a plataforma e escolhe  a versão que quer ver do ato. Tudo isso no YouTube. Todos eles disponíveis no canal do coletivo. 

Em suma, os bailarinos além de investigar a violência na tragédia de Shakespeare, pesquisam a sua relação  com a violência da sociedade contemporânea. Em Tito: uma videópera pop do cerrado mineiro em chamas, contracenam os atores-bailarinos Bruno Ribela, Bruno Silva, Camila Oliveira, Isabela Palhares, Lara Barcelos, Marcelo Ferreira e o diretor Fernando Barcellos. A apresentação é realizada a partir do repertório de cada um deles. Ou seja, ássa pelo jazz dance, twerk, danças de salão, teatro físico, dança moderna, balé clássico até a performance art.

 

tito
Foto: Bruna Freitas / Divulgação

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]