Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Coisa Nossa – Festival de Dança de Salão realiza primeira edição online de 21 de maio a 5 de junho

Evento ocorre desde 2019 tendo como premissa básica a universalidade e coletividade da dança

Gostou? Compartilhe!

Em 2019, a professora, dançarina, coreógrafa e produtora cultural Priscilla Rangel criou o festival Coisa Nossa. Ela tomou como premissa o fato de a dança ser uma das expressões artísticas mais democráticas e acessíveis. Isso porque todos, sem exceção, podem dançar, cada um com seu corpo e particularidades. Além disso, dança é vista como uma das interações sociais mais potentes e universais, pois a performance se constrói em relação com o outro. Ou seja, é uma expressão universal e coletiva. Dessa forma, o festival Coisa Nossa, nasceu das próprias experimentações da artista em aulas que buscam respeitar e potencializar a forma como cada corpo se movimenta e a desconstruir em si mesma e nos alunos papéis de gênero nas danças a dois, populares dança de salão. 

Em 2021, o evento ocorre pela primeira vez, em 14 anos, em plataforma online. A transmissão será pelo YouTube, de 21 de maio a 5 de junho, sempre às 20h. A programação conta com lives com participação de artistas convidados em entrevistas, aulas e performances inéditas. 

Programação

As entrevistas e aulas vão ao ar sempre às 12h e às 14h. Além disso, o Coisa Nossa também recebe inscrições para interessados em participar com performances de dança. As inscrições dos vídeos vão de 24 de maio a 1 de junho. Os selecionados vão formar uma das videodanças que compõem a mostra coreográfica do festival, com exibição em 5 de junho para fechar o evento. 

coisa nossa
Priscilla Rangel, idealoizadora do festival Coisa Nossa. Foto: Raquel Neves / Divulgação

A programação completa, inscrições para videodanças e mais informações você encontra no site do festival Coisa Nossa clicando aqui. Só para exemplificar, alguns dos artistas convidados, além de Priscilla Rangel, são Juliana Macedo, Pat Géa, Jézz Mendes, Théo Skar e Flávia Ramos. Além de artistas da cena independente de BH que promovem aproximação de apreciadores de música e dança. Eles são  Cassiano Luiz, Luísa Mitre e Graziê.

coisa nossa
Foto: Raquel Neves / Divulgação

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]