fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Marcelo Veronez lança novo clipe com participação de 30 artistas

Por Carol Braga

30/07/2018 às 15:04

Publicidade - Portal UAI
Marcelo Veronez em cena do clipe de 'Nunca vi'. Crédito: Reprodução YouTube - Ceres Canedo

O cantor Marcelo Veronez escolheu a data de aniversário (30/07) para o lançamento do segundo clipe da carreira. Dessa forma, aproveita as boas vibrações para divulgar algo muito importante para a carreira. Afinal, hoje em dia, além dos singles, são os clipes que bombam!

Nunca vi, a canção escolhida, é cheia de histórias. Apesar da letra atualíssima, é uma curiosa parceria entre Marku Ribas e o escritor Paulo Coelho que data de 1976. Já o vídeo, com direção de Gustavo Ruas e Leonardo Fonseca, sintetiza algo muito marcante na carreira de Veronez: o coletivo.

“Tudo o que vier de Narciso deu um grito tem que ser muito coletivo. O disco foi construído assim: é fruto do carnaval, cheio de participações e feito por financiamento coletivo”, conta o cantor. Dessa forma, ele fez questão de participar mais do que protagonizar as cenas do clipe. Nunca vi foi gravada pela banda Iconili além de Lira Ribas, Cláudia Manzo e Ana Reis.

A escolha da canção para o segundo clipe do disco Narciso deu um grito foi dos diretores. Marcelo, inclusive, disse que procurou não interferir na escolha dos artistas que participaram. Ao todo são 30. Em sua maioria, rostos conhecidos do teatro mineiro e da música independente produzida em Belo Horizonte. Ou seja, a turma de Veronez mesmo.

Profissionalismo

O primeiro registro audiovisual do álbum foi da canção Corte Devassa, tema do bloco homônimo do carnaval de BH. “Foi gravado no carnaval, com uma câmera, mais para fazer um registro”, diz. O porte de Nunca vi foi outro. Sendo assim, a direção de fotografia e câmera é de Ceres Canedo, direção de arte e figurino de Tati Boaventura, edição e finalização: Carlos Henrique Roscoe.

As gravações foram na sede do grupo 171 e também na Gruta, reduto no Horto que há cerca de 10 anos é palco para os projetos musicais de Marcelo Veronez.

A letra de Nunca vi contém uma lúcida – e atemporal – crítica social. Em especial ao Brasil. “Nunca vi país democrata para ter tanto Rei. (Tanto Rei, tanto Rei). / Rei do Rock, Rei do Samba, Rei da bola”. Na versão audiovisual, os diretores se distanciam de símbolos clichês nacionalistas e focam em pessoas. De todos os tipos e com uma coisa em comum: são livres.

 

[youtube modulo=”2″]O49k0spS-WU[/youtube]

 

photo

Orquestra Filarmônica é ovacionada em concerto comemorativo de 10 anos

Já se passaram quase 24 horas. O domingo foi intenso e nem por isso os acordes da Sinfonia nº 9 de Beethoven (1770-1827), apresentada pela Orquestra Filarmônica de Minas Gerais na noite de sábado, se apagam na minha memória. Salve, salve! A Orquestra terminou a apresentação merecidamente ovacionada. Quem me dera ter todas as habilidades […]

LEIA MAIS
photo

Orquesta Atípica de Lhamas abre VAC em grande estilo ao lado de Maria Alcina

  A cantora Maria Alcina é mesmo um poder. Mas isso a gente já sabia há tempos. Por isso, a pergunta que fica depois da abertura do Verão Arte Contemporânea é: que potência é essa da Orquesta Atípica de Lhamas, minha gente?!? A “cerimônia” de abertura do Verão Arte Contemporânea foi em grande estilo. Depois […]

LEIA MAIS
photo

Shows do fim de semana: Roberta Sá + Zizi e Luiza Possi

Toda vez que recomendo shows no Palácio das Artes, faço questão de destacar a importância do local. Isso porque acho que poder ver (ou fazer) um show naquele palco é um privilégio. Mesmo o teatro dando sinais de que precisa de cuidados, ainda assim, é uma experiência diferente para o espectador. E é exatamente essa […]

LEIA MAIS
photo

5ª Mostra de Cinema Feminista: você não pode perder a nova edição

A 5ª Mostra de Cinema Feminista já chegou ao Sesc Palladium e por lá estará em cartaz até o dia 26 de maio. O tema da edição deste ano é ‘Mulheres Valentes’. Entre as homenageadas, Marielle Franco, Nise da Silveira, Sônia Guajajara, Indianara Siqueira e Maria da Penha. Serão exibidos 82 filmes dirigidos por mulheres. […]

LEIA MAIS
photo

Cinco motivos para você explorar o universo da Dreamworks no CCBB

Banguela, Soluço, Shrek, Melman, Po. Se você gosta de um desses personagens  de filmes como ‘Como treinar seu dragão’, ‘Shrek’, ‘Madagscar’ ou de tantos outros do universo criado pela Dreamworks pode abrir o sorriso. A exposição que o ocupa o Centro Cultural Banco do Brasil até o dia 29 de julho vai apresentar o avesso […]

LEIA MAIS
photo

Paula Toller vem aí: relembre grandes momentos do Kid Abelha

Em carreira solo desde que saiu do Kid Abelha, Paula Toller traz o show ‘Como eu quero’ para a capital mineira, no Palácio das Artes. Atire a primeira pedra quem é da geração da década de 80 e não conhece o Kid Abelha. Até para os jovens atuais, o rock melódico – quase pop – […]

LEIA MAIS