Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Cia Circunstância apresenta “Batalha” neste final de semana, no Parque Municipal

Gostou? Compartilhe!

A mais recente criação da Circunstância tem principalmente jovens e adultos, mulheres e a comunidade LGBTQIAP+ como público-alvo

Para comemorar os 19 anos de estrada, a Cia Circunstância apresenta neste sábado e domingo, dias 9 e 10, às 15h, no Parque Municipal, o espetáculo “Batalha”. Em cena, a palhaça Tityca deBoá, interpretada por Dagmar Bedê. A peça, a mais recente criação da companhia circense, tem como público-alvo principalmente jovens e adultos, mulheres e a comunidade LGBTQIAP+. O espetáculo tem a duração de 50 minutos. A entrada é gratuita. No dia 9, a apresentação conta com intérprete de Libras, para maior acessibilidade do público.

Dagmar Bedê lembra que a Cia Circunstância desenvolve uma pesquisa muito forte na linguagem da palhaçaria e também no teatro de rua. Não obstante, os espetáculos se adaptam bem a teatros e espaços alternativos. “’Batalha’ estreou ano passado, e agora será a primeira vez que a peça acontecerá na rua, a céu aberto. Trata-se de um espetáculo circense que tem um discurso marcado, forte, que trata de assuntos profundos. Ao mesmo tempo, não deixa de ser com uma palhaça brincando e falando bobagens”, comenta a atriz. “Assim, trabalhamos camadas de compreensão. A criança vai compreender de um jeito e o adulto de outro. Isso é a delícia de se fazer”.

"Batalha", da Cia Circunstância, será apresentado neste sábado e domingo, no Parque Municipal (Lina Mintz/DIvulgação)
"Batalha", da Cia Circunstância, será apresentado neste sábado e domingo, no Parque Municipal (Lina Mintz/DIvulgação)

Em cena, um ringue

O cenário do solo “Batalha”, da Cia Circunstância, é um ringue de luta livre. Em cena, uma personagem que dribla a própria ruína e se prepara para uma grande batalha. Este é o mote da dramaturgia do espetáculo, cuja estreia aconteceu em setembro de 2022. Com assistência de direção de David Maurity e dramaturgia de Idylla Silmarovi, a peça foi criada em diálogo com Dagmar. A atriz, vale dizer, já contabiliza 14 anos como a palhaça Titica, sendo, assim, referência no movimento de palhaças mulheres em Minas Gerais.

O espetáculo da Cia Circunstância mergulha nas referências da palhaçaria, do faquirismo, do universo feminino e da comicidade drag. Logo, a pesquisa da direção e da dramaturgia girou em torno do universo circense e cabareteiro brasileiro.

Em casa, no Parque

Em agosto deste ano, a companhia Cia Circunstância apresentou o espetáculo “Antes Solo do que Malacompanhado”, do palhaço Alegria Também (Diogo Dias), que completou 15 anos de estreia em 2023 e teve como público-alvo a família. “Estamos contentes com o fato de a comemoração dos 19 anos da Cia Circunstância ser realizada no Parque Municipal Américo Renné Gianetti. Primeiramente, por ser um importante lugar para viabilizar e captar diversos públicos da cultura circense belo-horizontina. Do mesmo modo, para ressaltar o quanto o parque é um importante espaço cultural na história da Cia”, diz Yasmine Rodrigues, produtora executiva da companhia. 

Luciano Antinarelli, fundador, palhaço e técnico de som da Cia Circunstância, é outro a ressaltar a importância do local na história do grupo. “O parque tem uma importância fundamental na construção e na criação da Circunstância. Foi lá que fizemos nossos primeiros experimentos na rua, as experimentações de cena, de espetáculos. Nossa primeira peça, ‘Palhaços à Vista’, que é o nosso xodozinho, nasceu no Parque Municipal. É um espaço super democrático, que auxilia vários grupos de teatro. E que foi fundamental para a fundação da Cia Circunstância”, ressalta.

Sobre Dagmar

Dagmar Bedê iniciou a pesquisa sobre a linguagem circense e palhaçaria em 2008. É palhaça, atriz, cabareta, faquiresa, diretora, produtora e gestora cultural. Além da Cia Circunstância, atua na plataforma de criação Divinas Tetas e na Trupe Estrela (Espaço Comum Luiz Estrela). Atualmente, também é mestranda do Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal de Ouro Preto. Lá, pesquisa as tranversalidades entre a linguagem da palhaçaria, arte drag e cabaré com recorte de gênero.

Serviço 

Espetáculo “Batalha”

Data: 9 e 10 de setembro, às 15h, na Praça dos Patins, no Parque Municipal Américo Renné Gianetti

Entrada gratuita.

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]