fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Cinebiografias: confira produções sobre músicos brasileiros para o cinema

Conheça filmes sobre alguns dos maiores nomes da música brasileira, como Elis Regina, Cazuza e Tim Maia

Por Jaiane Souza *

12/05/2020 às 09:50 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Foto: Downtown Filmes / Divulgação

A música brasileira sempre foi repleta de grandes nomes. As histórias de nossas personalidades são contadas em livros, peças de teatro, programas de televisão e em filmes, como por exemplo documentários e cinebiografias. Por isso, selecionamos cinco longas-metragens sobre músicos brasileiros para você conferir e conhecer um pouco mais sobre a vida e carreira deles. Além disso, como obviamente são repletos de música você vai poder ouvir novamente e em outro formato as canções mais marcantes de Cazuza, Elis Regina, Simonal, Tim Maia e Renato Russo.

Confira.

Simonal (2019)

Junto com os filhos do cantor, Max de Castro e Simoninha, o diretor do filme, Leonardo Domingues, busca continuar resgatando e expandindo a história do músico. O longa mostra a trajetória de Simonal (Fabrício Boliveira) do começo ao fim, quando caiu no ostracismo devido ao envolvimento com a ditadura militar brasileira. Entretanto, este não é o único ponto com relevância, porque a narrativa explora questões que antes não tinham sido tão bem visitadas, como o racismo, por exemplo. Para isso, mostra como um jovem carioca, com seu jeito malandro, encontrou espaço em meio à indústria musical e virou fenômeno da sua geração. Além disso, o filme retrata a relação de Simonal com Tereza (Ísis Valverde), passando por momentos íntimos entre o casal até a tentativa de suicídio de Tereza. Aqui você pode ler as nossas impressões sobre o filme.

Cazuza - O tempo não para (2004)

Daniel de Oliveira foi o ator responsável por viver um dos maiores nomes da música brasileira no cinema. O filme de Sandra Werneck e Walter Carvalho é baseado na vida de Cazuza a partir do livro Cazuza, só as mães são felizes, escrito pela própria mãe do cantor, Lucinha Araújo, e pela jornalista Regina Echeverria. A cinebiografia retrata a vida do artista desde o começo da carreira, atuando na peça Paraquedas do coração, passando pelo sucesso no grupo Barão Vermelho e chegando à carreira solo. Além disso, retrata como Cazuza foi acometido pela AIDS e a sua morte, em 1990. A produção recebeu diversas premiações como Melhor Filme e Melhor Ator (para Daniel de Oliveira) no Prêmio Qualidade Brasil, no Troféu APCA, no Grande Prêmio Brasileiro de Cinema e no Brazilian Film Festival de Miami.

Tim Maia (2014)

O longa de Mauro Lima percorre 50 anos da vida de Tim Maia, interpretado por Robson Nunes na época de adolescente e Babu Santana na fase adulta. A narrativa é baseada no livro Vale tudo – O som e a fúria de Tim Maia, de Nelson Motta, que também resultou em um musical teatral. É inegável que a trama mostra a carreira de um gigante da música brasileira, com voz marcante e única. Entretanto, recebeu muitas críticas de pessoas ligadas ao cantor. Hyldon foi parceiro de Tim Maia em algumas músicas a criticou a cronologia do filme, Léo Maia (filho adotivo do cantor) enumerou uma série de erros no longa e Erasmo Carlos disse que foi um exagero a encenação de que Roberto Carlos tenha “esnobado” Tim Maia. Em resumo, é preciso ver o filme e tirar suas próprias conclusões.

Elis (2016)

Celebramos aqui os 75 anos de nascimento de Elis Regina explicando por que ela é uma das maiores intérpretes da música brasileira. Mas a sua história também já foi contada por livros e filmes. O longa de Hugo Prata, por exemplo, mostra a intensa trajetória de Elis, desde a carreira que começou cedo, passando pelo auge e chegando à morte. Os altos e baixos envolvendo a fama, a personalidade e a vida pessoal também estão presentes. O filme recebeu diversos prêmios. Entre eles os de Melhor Atriz (para Andreia Hora que viveu Elis), Montagem e Melhor Filme pelo Júri Popular no Festival de Gramado, o Troféu APCA de Melhor Atriz e nove das 12 categorias que foi indicado ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro.

Somos tão jovens (2013)

Esta cinebiografia de Antonio Carlos da Fontoura retrata a juventude de Renato Russo até a formação do Legião Urbana. Quando criança, se mudou com a família para Brasília e sofria de uma rara doença nos ossos, o que o obrigou a ficar em cadeira de rodas após ser submetido a uma cirurgia. Com o tempo ocioso em casa, começou a se envolver com a poesia e com a música. Sonhava em liderar uma grande banda de rock. Dessa forma, escrevia e praticava música. Quando se curou, passou a frequentar o movimento punk da cidade, criou o grupo Aborto Elétrico e, posteriormente, o Legião Urbana. Em suma, é um filme sobre um ídolo de diferentes gerações, responsável por letras emblemáticas que criticam a sociedade e a política.

cinebiografias
Simonal (Fabrício Boliveira) e Tereza (Isis Valverde) Foto: Downtown Filmes / Divulgação
photo

Cinco séries e filmes indianos para ver na Netflix

A produção cinematográfica indiana é uma área que merece atenção, principalmente daqueles apaixonados por cinema. Isso porque a indústria da Índia, conhecida como Bollywood, é a que mais produz no mundo. São cerca de 1.800 filmes ao ano e receitas de muitos bilhões de dólares. Entretanto, nem todas as séries e filmes indianos podem ser […]

LEIA MAIS
photo

Dicas de reality show para ver agora que o BBB20 acabou

Pessoas e histórias reais: é disso que uma série precisa para se tornar um reality show. O maior programa do gênero no Brasil acabou nesta segunda, dia 27 de abril, e já estamos órfãos do Big Brother Brasil. E que temporada não é mesmo? Sabemos que assim como nós, você vai procurar a próxima série […]

LEIA MAIS
photo

Netflix Party: conheça a extensão que faz sessões de cinema compartilhadas

Em março, por conta do isolamento social decorrente da pandemia do Novo Coronavírus, uma extensão do Google ganhou destaque. É a Netflix Party. Ela permite que usuários da Netflix assistam a filmes e séries à distância, sincronizam a reprodução de vídeo e adicione bate-papo em grupo. Ou seja, você pode assistir os títulos preferidos com […]

LEIA MAIS