fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Cinco razões para você não perder Rincon Sapiência em BH

MC participa do Circuito Municipal como uma das atrações do Descontorno Cultural. Evento trará mais de 200 atrações gratuitas em diversos espaços da cidade entre 6 e 8 de dezembro

Por Thiago Fonseca *

04/12/2019 às 14:20 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Foto: Andreh Santos / Divulgação

De 6 a 8 de dezembro, Belo Horizonte será tomada pelo Descontorno Cultural e as primeiras atividades do Circuito Circuito Municipal de Cultura. Sendo assim, serão mais de 200 atrações gratuitas, de diferentes linguagens artísticas, que contemplam do público infantil ao idoso. Os 17 centros culturais da cidade serão ocupados além de outros espaços culturais. O show de MC Rincon Sapiência, na sexta, dia 06, debaixo do Viaduto Santa Tereza, é um dos mais esperados.

Será o lançamento do álbum “Mundo Manicongo – Dramas, danças e afroreps”, já elogiado pela crítica. O disco resgata as próprias vivências e a exploração de gêneros musicais como funk, dancehall e reggaeton. Rincon Sapiência atingiu tamanha notoriedade com o primeiro e muito premiado álbum “Galanga Livre”, onde revela maturidade poética e musical.

No disco, o MC exalta sonoridades das raízes africanas, combinadas com letras que abordam a consciência e a valorização da afrodescendência no Brasil contemporâneo.

 

Foto: Andreh Santos / Divulgação

Confira cinco motivos para você não perder a apresentação do rapper. 

Mistura de ritmos

Rincon é um cara que transita por vários estilos musicais em suas canções mesmo sendo um rapper. No novo disco, por exemplo, tem música com mistura de funk, samba, batidas eletrônicas e percussão africana. Neste novo trabalho, o artista viaja pelos mais diversos ritmos, norteado por vertentes da música pop contemporânea africana. Ou seja, o cantor promete embalar gerações com hits diferenciados. 

Letras politizadas

As dificuldades dos negros é tema recorrente nas composições de Rincon. Mas ele também se preocupa em falar sobre as conquistas dessa fatia da população. O rapper nasceu em Cohab 1, periferia de São Paulo, e traz toda a vivência e o que viu na infância e juventude para a letra das músicas. Sendo assim, canta a realidade de muitos dos seus fãs. Ele fala ainda, do poder do povo negro. Um artista que transita entre Crítica social e romantismo.

Artista de números 

O rapper que começou a cantar aos 15 anos, hoje com 32, jamais imaginou o sucesso que faria. Rincon soma mais de 9,2 milhões de visualizações da música Ponta de Lança no YouTube. Três troféus entre as sete categorias do superjúri na edição 2017 do Prêmio Multishow. Em shows no Sesc Pompeia, em São paulo, os ingressos esgotaram em menos de 24 horas. Ou seja, um artista que atrai multidão. 

Multifacetado 

Rincon compõe, canta e dirige. Na adolescência, então, fez sua primeira letra, montou uma banda e começou a trilhar o que seria o início de uma carreira. No novo trabalho expõe a evolução de Rincon como artista e produtor musical, que assina toda a direção do álbum.

Show engajado e performer 

Quem for ao show de Rincon Sapiência deve prestar atenção no cuidado artístico que ele tem com tudo aquilo que vai além da música. Por exemplo, a beleza do figuro, as interações com o público proporcionam um espetáculo engajado. Sendo assim, o rapper canta, dança, joga para a geral e encanta.  

Circuito Municipal de Cultura

Ricon Sapiência será uma das atrações do Circuito Municipal de Cultura que, ocupará BH com shows, teatro e diversas manifestações artísticas nos próximos 12 meses. O Circuito começa com programação conjunta com o Descontorno Cultural. Durante os três dias de evento (06, 07 e 08 de dezembro), vans e ônibus farão o transporte do público, de forma gratuita, por todos os palcos do festival. Entre as atrações, estão, como por exemplo, Maurício Tizumba, Sérgio Pererê, Viluji Rap, Groove da Esquina, Edu Pio, Grupo Calangos, Tamara Franklin e Cia El Indivíduo.

photo

Vinte: formandos do Cefart colocam performance e cartografia em diálogo

Da última fileira do teatro, o diretor e dramaturgo Marcio Abreu observa a encenação. Coça a barba, franzindo a testa. Do lado direito, está Rafael Lucas Barcelar. Do esquerdo, Lydia Del Picchia. Ambos diretores assistentes. Ao mesmo tempo em que o sorriso aparece no canto da boca, o nervosismo também aparece. Estão atentos e orgulhos […]

LEIA MAIS
photo

Música brasileira: quem vai permanecer de acordo com Chico César?

Quem na música brasileira vai continuar fazendo sucesso? Quem de novo vem por aí? E quem vai permanecer? Não é possível saber ao certo, mas dá para fazer apostas. Chico César, por exemplo, já tem as próprias apostas. Ele esteve em BH para arrasar no show de lançamento do novo disco durante o Festival de […]

LEIA MAIS
photo

Quero Arepas: um pedacinho da Colômbia em BH

Por Gabriel Lacerda Pense encontrar um lugar no qual só tenha música em espanhol, decoração típica da Colômbia, pessoas falando em castellano, cores da bandeira colombiana por toda parte, muitos sorrisos e um cheiro delicioso que te leva para dentro de um restaurante. Cada detalhe pensado para fazer o cliente sentir-se na Colômbia. A ideia […]

LEIA MAIS