09 jan 2018

Cinco peças da Campanha que o Culturadoria viu e recomenda

Nightvodka

A parceria do Grupo Armatrux com o diretor Eid Ribeiro é de longa data. Mesmo assim, eles conseguiram sair de uma zona de conforto para fazer Nightvodka. O espetáculo se inspira na literatura de Svetlana Alexijevich. É um potente flerte com a performance. Quando vi achei a primeira parte da peça um pouco arrastada, mesmo que com imagens lindas. Da metade para o final, o espetáculo vira outra coisa. Esse é para quem busca um teatro mais reflexivo, menos óbvio!

[O QUE] Nightvodka com Grupo Armatrux [QUANDO] 15 a 26 fev, quinta a segunda, 20h [ONDE] CCBB – BH [QUANTO] R$10 [COMPRE AQUI]

 

Nightvodka, com o Grupo Armatrux. Crédito: Divulgação Campanha

Coisas Boas acontecem de repente

Já recomendei e recomendarei sempre que Cynthia Paulino voltar ao cartaz com este monólogo. A dramaturgia inspirada nos escritos de Karine Alexandrino, A mulher tombada, fala sobre empoderamento feminino com humor. Como diz o material de divulgação, é realmente libertário, amoroso e revolucionário. Um texto rápido, inteligente que faz pensar ao mesmo tempo que diverte. É ótima para levar machistas!

[O QUE] Coisas Boas Acontecem de Repente [QUANDO] 15 a 19 fev, quinta a segunda, 19h [ONDE] CCBB-BH [QUANTO] R$ 10 [COMPRE AQUI]

 

Cynthia Paulino em Coisas boas acontecem de repente

 

Continua após a publicidade

Rosa Choque

Outro espetáculo que não me canso de recomendar. Principalmente porque normalmente é feito em espaços pequenos e eu acho que é um discurso que precisa ser espalhado. Chegar até muita gente. Nunca é demais chamar atenção para o machismo enraizado na nossa cultura. Provocar reflexões com a expectativa de gerar alguma mudança. Mesmo que ela seja mínima. Acredito que este seja um dos papeis da arte.

[O QUE] Rosa Choque [QUANDO] 23 jan a 28 jan | Ter a Dom: 20h (exceto dia 25 jan) [ONDE] Sesc Palladium (Teatro Júlio Mackenzie) [QUANTO] R$11 [COMPRE AQUI]

 

Rosa Choque é um espetáculo urgente para nossos tempos. Crédito: Divulgação Campanha

 

Certos Rapazes

Recomendo essa peça principalmente porque eu acho importantíssima a presença de histórias gays em todos os gêneros. Neste caso, é uma comédia romântica. Tem os clichês do romantismo, mas poucos sobre homossexualidade. Quase nenhum. Me incomoda um pouco o tom da interpretação e, para meu gosto, sobra um pouco de humor. De toda forma, acredito que é uma peça que, apesar de leve, desempenha importante papel político na discussão social. Espetáculos que tratam o gay com seriedade e respeito tem que ocupar mesmo.

[O QUE] Certos Rapazes, com direção de Maurício Canguçu [ONDE & QUANDO] Teatro da Biblioteca Pública 05 jan a 28 jan | Sex e Sáb: 21h, Dom: 19h Cine Theatro Brasil Vallourec (Teatro de Câmara) 01 fev a 04 mar | Qui a Sáb: 21h, Dom: 19h (exceto 08 fev a 11 fev) [QUANTO] R$ 17 [COMPRE AQUI]

 

Certos Rapazes tem direção de Maurício Canguçu

 

Antes do Fim

Esse projeto da diretora Rita Clemente foi ousado. É uma peça bastante racional, com uma história, mas contada a partir de quatro pontos de vista diferentes. O projeto também envolveu performance, exposição. Ou seja, um negócio transmídia de verdade. Imagino que tenha sido um grande desafio para toda a equipe, especialmente para o elenco.

[O QUE] Antes do Fim [QUANDO] 22 de fevereiro a 04 de março, Qui a Dom: 19h [ONDE] CCBB-BH [QUANTO] R$10 [COMPRE AQUI]

 

Antes do fim é um ousado exercício de linguagem cênica. Crédito: Divulgação/Campanha

Gostou? Compartilhe!

Artigos Relacionados

Diálogo Crítico: as reverberações psicanalíticas de ‘Mergulho’

Culturadoria dá continuidade à série Diálogo Crítico com um convidado. Fernando Araújo, psicólogo e antropólogo é quem escreve sobre Mergulho. O espetáculo dirigido por Rita Clemente, com André Senna, Flávia Pyramo e Bruno Figueroa esteve em cartaz durante o Verão Arte Contemporânea 2018.   Crítica de Fernando Araújo Escrever a respeito de um espetáculo, remete-nos, […]

Leia Mais

Crítica em Diálogo: ‘Suave coisa nenhuma’ e as sutilezas cruéis das relações abusivas

Crítica em diálogo é um projeto que começa a tomar contornos mais fortes dentro do Culturadoria. Ele surge porque eu não acredito mais em uma crítica de teatro horizontalizada. Por isso, procuro o diálogo com quem cria a peça. Dessa conversa, sai um texto – geralmente longo – que tem como objetivo ampliar a compreensão […]

Leia Mais

Confira as dicas de teatro infantil em cartaz na Campanha de Popularização 2018

Desde que me tornei uma tia coruja me aproximei do universo do Teatro Infantil. Descobri que é preciso escolher com muito cuidado no que levar as crianças. Se para as produções voltadas ao público adulto não é fácil, imagina para quem faz arte para criança. Só pra começar o ingresso tem que ser mais barato […]

Leia Mais

Comentários