fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Cinco livros para ler mais escritores latino-americanos

Selecionamos obras de diferentes gêneros e épocas para você embarcar em narrativas plurais, assim como é a América Latina.

Por Jaiane Souza *

19/10/2020 às 09:23 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
O escritor Nicanor Parra. Foto: Ilonka Csilag/Biblioteca Nacional do Chile

Os acontecimentos históricos/políticos do século passado serviram com inspiração para que escritores como Gabriel García Márquez, Julio Cortázar, Carlos Fuentes e Mario Vargas Llosa, ajudassem a projetar a literatura produzida na América Latina para o mundo. Até então, o espaço literário era majoritariamente europeu.

Só para exemplificar a importância dos autores para a difusão da literatura latina para o mundo, García Márquez e Vargas Llosa foram vencedores do Nobel de Literatura. O primeiro por Cem anos de solidão (1982) e o segundo “por sua cartografia de estruturas de poder e suas imagens vigorosas sobre a resistência, revolta e derrota individual”. Em outros contextos, também houveram outros agraciados pelo prêmio, como Gabriela Mistral, em 1945. O livro que rendeu a premiação foi Sonetos de la muerte, primeiro da carreira e que traz memórias pessoais.

Por isso, aqui vão cinco dicas de livros para você ler mais autores latino-americanos. Confira!

Cartas para a minha mãe, de Teresa Cárdenas

O primeiro romance da autora cubana, de 1997, conta a história de uma garota negra que escreve cartas para a mãe que já morreu. Nos textos, ela fala sobre emoções, desejos e dores. Além disso, conta como é o dia a dia em um ambiente marcado pelo racismo, já que vive na casa de uma tia. A protagonista não tem nome, pois a escritora escreveu pensando em meninas negras. A ideia é reivindicar a voz feminina negra, que é pouco presente e não tem espaço na literatura cubana, mesmo que seja uma país em sua maioria negra, como o Brasil. 

Compre aqui.

Só para maiores de cem anos, de Nicanor Parra

Quem torce o nariz para a poesia pode dar uma chance para este livro e para o escritor. Nicanor Parra é tido como um dos principais poetas chilenos do século XX. Ele inventou a antipoesia, ou seja, versos que se aproximam da língua do dia a dia, aquela falada nas ruas, sarcástica, irônica e subversiva. Dessa forma, Só para maiores de cem anos é um antologia que reúne poemas, ou melhor, antipoemas, dos principais livros do autor. 

Compre aqui.

escritores latino-americanos

A escritora Selva Almada. Foto: Enrique Garcia Medina

Garotas Mortas, de Selva Almada

A autora argentina explora três feminicídios ocorridos no país na década de 1980, período de reabertura política. Elas são Andrea Danne, Maria Luísa Quevedo e Sarita Mundín. As três mulheres têm suas vidas e mortes reconstruídas a partir da repercussão dos crimes e dos desdobramentos que os assassinatos causaram nas famílias. Em resumo, é uma narrativa construída a partir da perspectiva e estilo literário próprio de Selva Almada, uma das mais importantes da contemporaneidade. 

Compre aqui. 

O livro dos abraços, de Eduardo Galeano

Este livro reúne histórias curtas com visões do autor sobre temas variados, como arte, valores, emoções e política. É memória pessoal e memória coletiva sobre a América a partir de diferentes pequenos momentos. Tudo isso indo do real ao fantástico. Vale destacar, ainda, que o livro faz críticas à sociedade moderna e ao capitalismo. O autor uruguaio tem mais de 40 obras publicadas e traduzidas para vários idiomas. 

Compre aqui

Ifigênia, de Teresa de La Parra

Considerada uma das obras precursoras do feminismo da América Latina, o livro conta a história de uma jovem que volta à Venezuela, seu país de origem, após morar por 12 anos na França. A partir disso, a narrativa reflete sobre as diferentes condições sociais das mulheres nos dois países no começo do século XX. Assim como a protagonista da história, a escritora Teresa de La Parra também viveu entre a Venezuela e a Europa. Além disso, é a única mulher escritora que está no Panteão Nacional da Venezuela, uma espécie de cemitério para heróis nacionais. 

Compre aqui.

 

photo

Conheça Louise Glück, vencedora do Prêmio Nobel de Literatura 2020

“Por sua inconfundível voz poética que com austera beleza torna universal a existência individual”.  Foi essa a justificativa do júri do Nobel de Literatura para premiar Louise Glück em 2020. Aos 77 anos, além de poetisa, Glück é professora na Universidade de Yale, nos Estados Unidos. Já é reconhecida como uma das poetisas mais importantes […]

LEIA MAIS
photo

Cinco livros para ler mais autoras e autores negros 

Como em diversas outras artes, a produção literária feita por autores negros foi e ainda continua sendo invisibilizada. Entretanto, as narrativas são diversas, passando por todos os gêneros, como poesia, biografia, poesia e romance, por exemplo. Por isso, selecionamos algumas obras para que você leia e embarque nesse universo riquíssimo da produção literária feita por […]

LEIA MAIS
photo

Cinco séries curtas para ver no Streaming

Você é daqueles que, às vezes, tem preguiça de ver uma série por ser grande demais e ter episódios longos? Este post foi feito para você! Separamos cinco produções no streaming que têm capítulos com menos de 30 minutos e são cativantes. Em um só dia é possível maratonar. Tem a recém chegada na Netflix, […]

LEIA MAIS