Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Cinco karaokês em BH para soltar a voz

As opções de karaokês incluem inclusive bloco de carnaval

Gostou? Compartilhe!

Como bem diz o ditado, quem canta seus males espanta! Só que nem sempre soltar a voz é tarefa fácil, principalmente quando julga-se não ter o famoso talento. Mas todo mundo pode ter o seu momento de artista. Em BH, por exemplo, diversos locais foram feitos especialmente para que as pessoas coloquem o cantor interior para fora nos karaokês.

Esse tipo de cantoria tem origem japonesa. Em 1970, o karaokê virou o passatempo preferido dos nipônicos, o que resultou até em campeonatos de talentos. A moda não ficou restrita ao Oriente. Logo chegou aos Estados Unidos e no Brasil por meio de imigrantes. Por aqui, foi adaptado para o videokê, o formato que conhecemos hoje em dia: letra da música na tela. Atualmente, diferentes espaços da capital mineira oferecem microfones para que os clientes soltem a voz sem medo de ser feliz. Evidências (Chitãozinho e Xororó), Depois do prazer (Só pra Contrariar), Convite de casamento (Gian e Giovani) e Dormi na praça (Bruno e Marrone) são só alguns dos exemplos das músicas mais tocadas nos karaokês. 

Então, confira alguns estabelecimentos que você pode cantar com os amigos, com a família, com o crush e até mesmo sozinho. 

karaokês
Bloco É o Amô Foto: Natália Alvarenga/ Divulgação usada no Facebook do bloco

Bloco É o Amô

Para começar, a junção entre karaokê e carnaval é a mistura perfeita para quem quer se divertir. O bloco É o Amô vai promover “o maior karaokê a céu aberto jamais visto”, de acordo com a organização. No dia 29 de fevereiro (isso mesmo) os foliões vão poder soltar o gogó e fazer parte do bloco que é só amor. Ah! Nos dias 7 e 13 de fevereiro vai ter aquecimento. Então, coloque na agenda e já comece a aquecer a voz. O bloco ainda não divulgou mais informações sobre o funcionamento do karaokê a céu aberto. As novidades serão publicadas nas redes sociais

Jângal

O Jângoke é uma opção no começo da semana para recarregar as energias para o restante dos dias. A cantoria é realizada todas às terças-feiras e os clientes são a principal atração musical do espaço. A organização destaca: talento não é pré-requisito, basta coragem e vontade. Para participar, o nome deve ser colocado em uma lista no momento da entrada. Dessa forma, o pública canta por ordem de chegada entre 18h e 23h. 

[ONDE] Jângal – R. Outono, 523, Cruzeiro – BH – (31) 99801-5182

[QUANTO] Gratuito

Bar da Cácia

Quando se fala em karaokê em Belo Horizonte, um dos primeiros nomes que vêm à mente é o Bar da Cácia. O local é ponto de encontro de amigos em comemoração de aniversários, despedidas e reencontros, e conta com dois ambientes. O primeiro fica no térreo e funciona apenas como bar. Já o segundo, fica no andar de cima e tem bar e karaokê. O esquema de músicas é de fila. Ou seja, os clientes pedem as músicas no aplicativo Tony Videokê e vão cantando de acordo com a ordem de chegada. Cada música custa R$ 2,50. A promessa do estabelecimento é lançar o próprio aplicativo de cardápio e pedido de músicas. Isso para que as atualizações sejam mais rápidas.

Durante a semana, o horário de funcionamento é das 19h às 3h, fim de semana e véspera de feriados, das 19h às 4h30.

[ONDE] Bar da Cácia – R. Rio de Janeiro, 1411, Centro – BH – (31) 3222-3260

[QUANTO] R$ 5 (seg. a qui.) e R$ 7 (sex., sáb. e dom.)

 

karaokês
Jângoke
Foto: Kim Ladeira / Divulgação

Public House Bar

Este bar é para quem gosta de escolher o dia e a hora que quer se soltar no canto, pois funciona todos os dias. O local não cobra entrada dos clientes, apenas as músicas, que saem por uma bagatela de R$ 1 cada. E para quem quer dar um gás já no início da semana, às segundas-feiras tem promoção de karaokê liberado e caipirinha a R$ 5 durante toda a noite. Além disso, o cardápio é variado. Vai desde lanches veganos, passando por petiscos e drinks. O Public House Bar funciona de segunda a sábado, das 17h às 1h30, e nos domingos, das 16h às 0h.

[ONDE] Public House Bar – Av. do Contorno, 1813, Floresta – BH

Calabouço Karaokê

O estabelecimento é um mix de casa noturna com boteco. Além de petiscos, cervejas e drinks o local faz jus ao nome e capricha na decoração. O local apertadinho é uma boa pedida para reunir alguns poucos amigos e transformá-los em uma plateia intimista enquanto se canta no karaokê. Isso porque, o Calabouço funciona com três salas. duas delas são privê e comportam até oito pessoas. Nesse formato o valor é de R$ 20 a hora. A sala maior funciona por pagamentos individuais e cada música custa R$ 2. Às quitas-feiras é realizado o Kintaokê: palco aberto e os clientes gantam gratuitamente até as 2h. 

O estabelecimento abre todos os dias, das 19h às 5h30. 

[ONDE] Calabouço Karaokê – R. Antônio de Albuquerque, 290, Funcionários – BH – (31) 98464-5410

 

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]