fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Cinco entrevistas incríveis de artistas em programas de televisão que estão no YouTube

De Michael Jackson a Clarice Lispector, confira entrevistas marcantes com artistas fundamentais para a cultura no mundo

Por Jaiane Souza *

27/01/2021 às 11:38 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Frame da entrevista que Michael Jackson concedeu para Oprah Winfrey após 14 anos longe da mídia

Dos momentos memoráveis da televisão, entrevistas é um dos formatos que mais chamam atenção. É sempre interessante saber sobre a história dos artistas quando isso sai deles mesmos. Michael Jackson, por exemplo, ficou 14 anos sem conversar com a mídia e decidiu receber Oprah Winfrey em 1993. Dessa forma, assistido por mais de 100 milhões de pessoas, Jackson falou pela primeira vez sobre a infância e abusos por parte do pai. Mostrou também o parque de diversão que construiu e até ensinou passos de dança. Por isso, confira a seguir, além de Michael Jackson, cinco entrevistas incríveis de artistas na televisão.

Michael Jackson

É muito difícil escolher apenas uma entrevista de uma dos maiores artistas do mundo, o Rei do Pop. Mas esta, concedida à Oprah Winfrey faz um apanhado geral da carreira do astro. Quando concordou em conceder a entrevista, ficou combinado que Oprah poderia perguntar e falar sobre tudo. Dessa forma, Michael Jackson conta sobre o início da carreira. Na época, era completamente feliz no palco, mas, nos bastidores, se sentia uma criança solitária. Ele relata que chorava a caminho do estúdio aos 8, 9 anos, quando via as crianças de sua idade brincando em um parque de diversão enquanto ele ia para o trabalho. Além disso, fala das exigências do pai, dos  boatos, mentiras, pele e acusações de pedofilia. 

Em resumo, o que mais fica evidente é o amor de Jackson pela música e pela dança. Isso é perceptível quando ele fala do surgimento do moonwalk e quando canta, à capela, Who is it. Ele sempre teve um conhecimento amplo da música que fazia, sabia onde estava todos os instrumentos e voz. 

Veja aqui

Mano Brown

Um dos maiores nomes e representantes do rap nacional, Mano Brown deu o papo reto no Roda Viva em uma entrevista de 2007. Muitas outras personalidades fundamentais passaram pelo programa. Entretanto, destacamos Brown por tratar de assuntos fundamentais. Além de fundamentais, são problemáticas que tiveram pouca evolução positiva em quase 15 anos. Ele fala sobre violência nas favelas, o papel da polícia, sobre drogas, política e cotas racias, assunto que nunca fica velho. 

Confira aqui. 

Elza Soares

Que Elza Soares é um ícone não há dúvidas. Por isso, destacamos duas entrevistas dela em épocas diferentes. A primeira foi também para o Roda Viva, em 2002. Na ocasião, ela falou sobre carreira, música e sobre a sua história. No entanto, tiveram muitas polêmicas. Em um momento, por exemplo, Elza comentou sobre a falta de entrevistadores negros na bancada. Em outros, foi interrompida várias vezes. Veja aqui. Mesmo assim, é uma oportunidade única conhecer os detalhes sobre ela. 

A outra entrevista foi realizada em 2017 no Conversa com Bial. O programa fez transparecer ainda mais a grandeza de Elza, da sua essência, do seu poder e da sua música. Veja aqui

Tim Maia

Não poderia faltar o número 1 da lista das 100 maiores vozes da música brasileira feita pela Rolling Stone. Tim Maia esteve várias vezes no programa do Jô Soares. Sempre bem humorado e irreverente, todas as conversas eram em tom descontraído, mesmo quando era pra falar de uma traição que sofreu e que até rendeu música. Em uma delas, ele comenta do medo de avião, de bebidas e do processo de produção do disco Voltou a Clarear (1994). Além disso, comentou sobre os conflitos com Roberto Carlos, já que nos anos 1950 foram companheiros na banda The Sputniks.

Veja aqui. 

Clarice Lispector

“Caótica, intensa, inteiramente fora da realidade da vida”, assim a autora define a sua própria produção literária na adolescência. A fala foi dita na última entrevista concedida por Clarice Lispector, em 1977, para o repórter Júlio Lerner, da TV Cultura. Ela pediu que a entrevista fosse veiculada apenas após a sua morte, que aconteceu em dezembro do mesmo ano. Falou sobre origens, sobre a descoberta recente de escritos da mãe, sobre ser escritora e sobre sua obra. Além disso, comentou sobre a temática psicológica e existencial, que sempre esteve presente na escrita.

Veja a entrevista completa aqui

entrevistas

Foto: Maureen Bisilliat

photo

Filmes e séries franceses para ver na Netflix

Lupin estreou no começo do ano e ainda está dando o que falar. É a primeira produção francesa no Top 10 de mais assistidas na Netflix e ainda tem um protagonista negro! Demos até alguns motivos aqui para você maratonar pra ontem a série. Entretanto, tem gente que já maratonou e está procurando outras alternativas. Então, […]

LEIA MAIS
photo

Orquestra Ouro Preto dá novas cores para os Beatles com 10 videoclipes

A Orquestra Ouro Preto sempre esteve na vanguarda e se reinventando. Em tempos em que tudo mudou, não foi diferente. No ano passado, o grupo completou 20 anos de trajetória. Entretanto, teve que abrir mão de uma programação comemorativa presencial e apostar no formato online. Nesse contexto, realizou lives, concertos virtuais, aulas online para jovens […]

LEIA MAIS
photo

Biografia desmonta clichês sobre a travesti Cintura Fina, personagem de Hilda Furacão

Foi a partir da literatura de Roberto Drummond que muita gente conheceu Cintura Fina. Um público ainda maior tomou conhecimento da história da travesti que agitou a zona boêmia de Belo Horizonte nos anos 1950 pela televisão. O livro Hilda Furacão foi adaptado para a telinha em 1998. Matheus Nachtergaele a interpretou. Mas, apesar do […]

LEIA MAIS