Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Museu Inimá de Paula recebe exposição “Caboclos da Amazônia”

Gostou? Compartilhe!

Concebida pelo paraense Carlos Alcantarino, a mostra reúne mais de 300 peças da atmosfera cultural vivenciada pelos caboclos que habitam a floresta

Após passar por São Paulo, a exposição “Caboclos da Amazônia: Arquitetura, design e música” chega agora à capital mineira. Concebida pelo designer paraense Carlos Alcantarino, a mostra celebra e ressalta o universo da arquitetura, do design e das expressões artísticas do Pará. A iniciativa poderá ser vista até o dia 31 de março de 2024, no Museu Inimá de Paula.

Ao longo de suas incursões pelas comunidades da ilha de Marajó, incluindo Afuá, e da ilha do Combu, situada em Belém, Alcantarino documentou impressões da paisagem amazônica. Assim, elementos do cotidiano, como a elevação das habitações para proteção contra as cheias das marés. Do mesmo modo, a vibrante paleta de cores das casas e a música regional. Tal qual, as elaboradas inscrições nas embarcações, confeccionadas por artistas conhecidos como “abridores de letra”. Tais registros revelam conceitos originais, que desafiam as normas estéticas convencionais. Ou seja, que capturam a atmosfera cultural vivenciada pelos caboclos que habitam a floresta.

Fotografia que integra a seção de “Arquitetura e Interiores" da mostra "Caboclos da Amazônia" (Carlos Alcantarino/Divulgação)
integra a seção de “Arquitetura e Interiores" da mostra "Caboclos da Amazônia" (Carlos Alcantarino/Divulgação)

Seções

A mostra apresenta uma coleção diversificada com mais de 300 peças. No caso, organizadas em quatro categorias distintas: Arquitetura e Interiores, Objetos, Letras e Música. Primeiramente, “Arquitetura e Interiores” exibe fotografias tiradas nas ilhas do Marajó e do Combu. Ela enfatiza a arquitetura das casas de ribeirinhos, pescadores e outros cenários da Amazônia. Desse modo, as paredes do Museu foram pintadas nas cores tradicionais dessas habitações. A área dedicada aos “Objetos” apresenta instalações que incluem elementos da vida cotidiana dos caboclos. Ou seja, o carrinho de raspa-raspa, garrafas com ervas do Mercado Ver-o-Peso, brinquedos feitos de miriti e pipas.

Outra fotografia presente na Mostra, esta, do Barco Vigia (Carlos Alcantarino/Divulgação)
Outra fotografia presente na Mostra, esta, do Barco Vigia (Carlos Alcantarino/Divulgação)

Na seção dedicada às “Letras”, os visitantes terão a oportunidade de se familiarizar com os símbolos de comunicação dos caboclos amazônicos, com destaque para os “abridores de letras”. Ou seja, os artistas responsáveis por pintar os nomes nas embarcações. Assim, as paredes servem como suporte para exibir o trabalho de alguns desses artistas, cada um com seu estilo único.

Música

No espaço dedicado à “Música”, a atmosfera evoca os bares à beira da estrada do interior amazônico. Assim, o destaque recai para a trilha sonora. que inclui os ritmos de carimbó, guitarrada e festa de aparelhagem. Para a realização da exposição, Carlos Alcantarino recebeu o apoio da designer gráfica Fernanda Martins, especializada em Tipografia e Design com foco na região amazônica, e que também coordena o projeto “Letras que Flutuam”.

Carlos Alcantarino

O curador da exposição “Caboclos da Amazônia” nasceu em Belém do Pará, em 1958. Mudou-se para o Rio de Janeiro em 1982, onde está baseado até o presente. Designer autodidata, possui graduação em engenharia civil com mestrado pela PUC Rio. Em 1996, montou o Estúdio Alcantarino, especializado no desenvolvimento de móveis e objetos utilitários, projetos arquitetônicos e cenográficos e consultoria em design. Tem se destacado na área de design sustentável e socioambiental com o projeto Experiência Design. Já participou de várias exposições internacionais e ganhou diversos prêmios de design no Brasil e exterior.

Serviço

Exposição “Caboclos da Amazônia – Arquitetura, Design, Música”

Abertura: 1 de fevereiro | quinta-feira | das 12h às 20h30.

Período da exposição: 02 de fevereiro a 31 de março de 2024
Museu Inimá de Paula (Rua da Bahia, 1.201, Centro).
Horários: terça, quarta, sexta e sábado, das 10h às 18h30 | quinta, de 12h às 20h30 | domingo, das 10h às 16h30
Entrada gratuita
Mais informações: (31) 3213-4320 ou pelo instagram
Sobre a exposição: www.alcantarino.com | Instagram @caboclosdaamazonia

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]