Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

5 filmes indispensáveis da carreira de Buster Keaton para maratonar!

Buster Keaton. Foto: Domínio público

Ao lado de Charlie Chaplin, Buster Keaton é um dos mais importantes nomes do cinema mudo, principalmente na comédia, sendo conhecido como o palhaço que não ri. 

Por Amanda Trindade Diniz | Culturadora

Dia 04 de outubro de 2021, fazem 126 anos do nascimento de Buster Keaton. O comediante, diretor, produtor, roteirista e dublê norte-americano marcou uma época. Até hoje, faz parte da história do cinema mundial. O ator se casou durante sua vida três vezes, tendo dois filhos. Faleceu em 1966, aos 70 anos, trabalhando até o final de sua vida

Começou a carreira muito jovem. Fazia um número de Vaudeville acompanhado dos pais. Esse gênero de entretenimento de variedades se tornou muito popular nos Estados Unidos e Canadá entre os anos 1880 e 1930. A cena se chamava Os Três Keatons e misturava circo e teatro, em tom de comédia, tendo um roteiro que explorava as possibilidades de se disciplinar uma criança mal-educada.

Após esta época o ator começa a se aventurar no cinema. Sendo assim, fez pontas em filmes até que, em 1920, inicia sua carreira como diretor através de alguns curtas. Em resumo: Buster Keaton dirigiu 17 obras visuais, entre filmes e curtas metragens. Interpretou quase 40 personagens como ator, sem contar contribuições como roteirista, produtor e participação em equipes técnicas. O último papel no cinema foi em “A Funny Thing Happened on The Way To The Forum” (1966). Um detalhe: o filme só estreou depois da morte dele.

O homem que nunca ri

Uma das principais estratégias de comédia utilizadas pelo ator durante as cenas são acrobacias e quedas cômicas. “Buster” significa o destruidor, apelido dado pelo amigo de seu pai, o grande mágico Houdini. Teve a ideia quando viu Keaton ainda bebê, cair da escada sem um arranhão. Nos filmes mudos a expressão corporal e facial são muito importantes e, sendo assim, o estilo de Keaton foi uma inovação. Ele construiu uma marca própria no cinema e passou a ser conhecido como “o homem que nunca ri”. 

Charlie Chaplin e Buster Keaton

Esses dois grandes nomes do cinema mudo por muitos momentos são colocados como rivais por terem estilos de atuação opostos. Charlie Chaplin, por exemplo, sempre fazia questão de rir de si mesmo e expressar isso. Mas a fama de Keaton não sobreviveu à conversão de Hollywood ao cinema audiovisual. Apesar disso, o convite para contracenar com Chaplin foi um de seus últimos grandes trabalhos. Por ironia, era um filme que falava sobre um artista em decadência, rendendo uma das cenas mais icônicas do cinema, em que os dois atores contracenam no fime Luzes da ribalta, onde Charlie Chaplin toca violino e Keaton está ao piano, rendendo muitas risadas.

Onde assistir os filmes de Buster Keaton gratuitamente 

Um dos motivos para que Buster Keaton não ter tanto sucesso quanto Charlie Chaplin é porque os filmes tinham uma distribuição limitada. Mas isso, claro, mudou. Hoje em dia possível assistir grande parte das obras do cineasta que se encontram em domínio público. Algumas obras também contam com legendas que podem ser ativadas no próprio site.

Dessa maneira, separamos cinco filmes indispensáveis da carreira de Buster Keaton para maratonar!

O Vaqueiro (Go West) – 1925 


Sherlock Jr – 1924 


O General (The General) -1927


The Buster Keaton Story – 1957


The Railrodder – 1965


Bônus: cena clássica do dueto entre Chaplin e Keaton:

Amanda Trindade Diniz é pesquisadora, educadora e apreciadora de uma boa prosa com um café quentinho.

Buster Keaton. Foto: Domínio público

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!