Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Palácio das Artes inaugura mostra coletiva de bordados

Gostou? Compartilhe!

Em interseção com a ópera “Devoção”, a Fundação Clóvis Salgado apresenta a exposição “Pontos de Fé”, que reúne mais de 40 bordados

Em interseção com a ópera “Devoção”, a Fundação Clóvis Salgado apresenta a exposição “Pontos de Fé”, uma mostra conjunta com mais de 40 obras feitas por 35 artesãos bordadeiros e bordadeiras integrantes do coletivo “Mãos que Bordam”. As obras têm inspiração nos ex-votos, que consistem nos presentes dados pelos fiéis aos santos de devoção, em consagração, renovação ou agradecimento de uma promessa. A abertura será na quinta-feira, 11 de julho, às 17h. Os trabalhos ficarão no hall do Cine Humberto Mauro, no Palácio das Artes, de 12 a 22 de julho.

Fabiano Lopes de Paula, Fátima Coelho e Maria Lucia Dornas foram os responsáveis pela curadoria dos bordados. Já a expografia ficou a cargo de João Caixeta e da Gerência de Artes Visuais da Fundação Clóvis Salgado.

Em interseção com a ópera “Devoção”, a Fundação Clóvis Salgado apresenta a exposição “Pontos de Fé”, uma mostra conjunta com mais de 40 bordados (as fotos que ilustram esta matéria são de Maria Lúcia Dornas / FCS/Divulgação)
Em interseção com a ópera “Devoção”, a Fundação Clóvis Salgado apresenta a exposição “Pontos de Fé”, uma mostra conjunta com mais de 40 bordados (as fotos que ilustram esta matéria são de Maria Lúcia Dornas/FCS/Divulgação)

Bordado livre

Os formatos dos ex-votos são variados: o presente de agradecimento pode ser uma tábua de madeira pintada, uma tela, uma escultura, uma foto ou um bordado, que é o foco da mostra. A exposição “Pontos de Fé” reverbera a rica tradição mineira, com cada artista criando e elaborando seus ex-votos através dos bordados livres. A inspiração para essas peças veio de histórias pessoais, crenças familiares, santos de devoção e até agradecimentos concebidos pela imaginação.

Desse modo, milhares de pontos formaram ex-votos produzidos pelo entusiasmo de uma experiência inédita para bordadeiras e bordadeiros. Esses ex-votos transcendem o mero objeto material; assim como os bordados, são símbolos vivos de uma jornada espiritual, onde cada peça representa um testemunho emocionante da perseverança humana e da conexão com o divino.

Exposição “Devoção – Mas trazemos flores, prendas e rezas”

Pensada também em consonância com a ópera, a exposição atual da Câmera Sete aborda as diversas manifestações de fé e religiosidade em Minas Gerais. Desse modo, reúne fotografias e obras em outros suportes que capturam momentos e rituais de crença popular, como as romarias, procissões e ex-votos. Dezenas de obras de artistas como Carol Lacerda, Isabela Senatore, Marcel Gautherot, Marco Tulio Resende e Miguel Aun compõem a seleção.

Com subtítulo retirado do poema “Romaria”, de Carlos Drummond de Andrade, a exposição reitera os anseios e questionamentos da jornada humana em direção ao sagrado. A mostra prossegue até 14 de setembro na Casa de Fotografia de Minas Gerais. 

Serviço

Exposição “Pontos de Fé” (bordados)

Data: Abertura dia 11 de julho (quinta-feira), às 17h

Período expositivo de 12 a 22 de julho

Horário: Segunda a sábado de 9h às 21h e domingo de 17h às 21h

Local: Hall do Cine Humberto Mauro – Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537, Centro)

Classificação indicativa: Livre

Entrada gratuita

Agendamento de visitas mediadas[email protected]  

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]