Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Ballet Jovem Minas Gerais apresenta quinta edição do projeto Us4

Gostou? Compartilhe!

“rUMo”, “Como Se Fosse Amor”, “Baile Jeans MientrasDura” e “E.L.A” foram desenvolvidas por jovens coreógrafos do Ballet Jovem

A quinta edição do projeto Us4, realizado pelo Ballet Jovem Minas Gerais, apresenta nesta sexta e sábado, no Espaço Cênico Yoshifumi Yagi – Teatro Raul Belém Machado, quatro coreografias que flertam com a diversidade dos corpos e de estilos. “A proposta do Us4 é proporcionar um espaço para o exercício do processo de criação junto aos integrantes do Ballet Jovem, viabilizando a apresentação para o público”, explica a coordenadora de planejamento e projetos Tiça Pinheiro. Ela conta, ainda, que a ação nasceu no ano de 2017, após jovens artistas terem manifestado o desejo de coreografar para o Ballet Jovem.

“Nesse processo, os coreógrafos têm total liberdade para criar”, completa Andréa Maia, diretora geral e artística do Ballet Jovem. “Assim, eu não faço interferências na criação, pois é um momento em que os coreógrafos estão sensíveis e fragilizados. Não fragilizados de uma maneira pejorativa, mas por estarem abertos, com os canais abertos para evoluírem os conceitos”.

Ensaio geral para o Us4, iniciativa do Ballet Jovem (Tiça Pinheiro/Divulgação)
Ensaio geral para o Us4, iniciativa do Ballet Jovem (Tiça Pinheiro/Divulgação)

Convidados

Nesta edição, os coreógrafos convidados são Christiano Castro e Maxmiler Junio, com “rUMo”; Isadora Brandão, com “Como Se Fosse Amor; Rudson Rocha, com “Baile Jeans MientrasDura”; e Fred Veiga, com “E.L.A”. 

“Entre os coreógrafos desta edição, nós teremos três ex-integrantes do Ballet Jovem. O Christiano, o Maxmiler e a Isadora fizeram parte do nosso elenco e, atualmente, estão na Cia. De Dança do Palácio das Artes. O Rudson ainda faz parte do Ballet Jovem, e o Fred ministrou aulas de dança contemporânea para o elenco atual”, comenta Tiça.

“Em todas as edições do Us4, nós convidamos um dos atuais integrantes do Ballet Jovem para coreografar. É uma maneira de o elenco abrir a visão para outros caminhos dentro do universo da arte e observar possibilidades”, ressalta Andréa, destacando que há bailarinos com talento também para composição de trilhas e confecção de figurinos.

Storytelling

Como um novelo nas mãos de um artesão, as quatro montagens de Us4 vão sendo costuradas diante do público, criando um storytelling contemplativo da própria existência. “rUMo” parte das experiências, das vivências que moldam os indivíduos, e faz um convite ao mergulho na jornada. Já “Como Se Fosse Amor”, por meio de jogos de improviso, como os passos de uma intensa caminhada, reflete sobre os amores, as paixões e a complexidade das relações humanas.

“Baile Jeans MientrasDura”, por sua vez, propõe que o pulsar do coração possa embalar os passos e os movimentos do corpo, resgatando o prazer da dança e da leveza em aproveitar o ritmo da vida. Por fim, “E.L.A” traz à tona os percalços da trajetória. Batizada em referência à Esclerose Lateral Amiotrófica, doença rara e sem cura, a coreografia reflete sobre a fragilidade e a vulnerabilidade. A montagem é uma homenagem a Jorge Heleno, que foi diagnosticado com a doença em 1996.

Participantes

Com direção geral e artística de Andréa Maia, a quinta edição de Us4 conta com os bailarinos Airon Gischewski, Amanda Marques, Andressa Fonseca, Barbara Reggiani, Bárbara Santana, Carol Gripp, Danielle Cirino, Dion Dutra, Duda Lima, Eduardo Ribeiro, Emanuela Santos, Emmanuella Matos, Enmei, Fernanda Yasmin, Gabriella Cobucci, Gabrielle Costa, Guilherme Gomes, Heleno Carneiro, Isadora Paolinelli, Jéssica Maria, Julia Tereza, Kaiky Nunes, Leonardo Molina, Lívia Dumont, Livia Lanna, Malcom Mohammed, Maria Nepomuceno,  Marina Soares, Nana Amendola, Nayara Aurora, Phelippe Mor e Rudson Rocha – integrantes do Ballet Jovem. 

O projeto Us4 conta com o patrocínio do Instituto Cultural Vale, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e com o apoio do Ministério da Cultura.

Serviço

Projeto Us4: “rUMo”, “Como Se Fosse Amor”, “Baile Jeans MientrasDura” e “E.L.A
Quando. 
11 e 12 de agosto, às 20h; e 13 de agosto, às 19h
Onde. Teatro Raul Belém Machado (rua Leonil Prata, s/n, Alípio de Melo), em BH
Quanto. R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia) – Ingressos disponíveis no Sympla
Informações: (31) 3277-4658

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]