Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Eleonora Santa Rosa lança documentário sobre Affonso Ávila

Gostou? Compartilhe!

Em estreia como diretora, Eleonora Santa Rosa lança o documentário “Cristina 1300 – Affonso Ávila – Homem ao Termo”

A jornalista, escritora, gestora e produtora cultural Eleonora Santa Rosa celebra o legado poético do saudoso Affonso Ávila no documentário “Cristina 1300 – Affonso Ávila – Homem ao Termo”. Respondendo pelo primeiro longa dirigido por Eleonora, o filme terá pré-estreia nesta terça-feira, 26 de março, às 20h30, no Cine Belas Artes. Serão duas sessões que acontecerão simultaneamente, em salas separadas, exclusivas para convidados. No entanto, haverá uma cota reservada para espectadores. Assim, os interessados devem chegar com 60 minutos de antecedência para a retirada gratuita dos ingressos (sujeito à lotação).  

Mergulho

O documentário faz um mergulho profundo na poesia construtivista, experimental, crítica e singular de Ávila. Vale dizer que o homenageado participou do início do projeto de concepção do filme, em 2010. Inclusive, com gravações feitas na casa em que residia, na rua Cristina, 1.300, no bairro Santo Antônio. A obra traz também leituras do poeta em estúdio.

Doc celebra trajetória literária de um dos poetas contemporâneos mais importantes do Brasil, Affonso Ávila (Frame)
Doc celebra trajetória literária de um dos poetas contemporâneos mais importantes do Brasil, Affonso Ávila (Frame)

“Desse modo, o próprio Affonso Ávila apresenta a visão poética e as diversas fases de criação artística, em articulação com animações, recortes fotobiográficos e contrapontos sonoros”, descreve Eleonora Santa Rosa. Ela ressalta que a ideia principal do documentário é apresentar o poeta por ele mesmo, como um cidadão comum. Assim, ampliar o interesse das pessoas pela poesia e pela instigação que ela provoca.

Trajetória poética refinada e crítica

Eleonora Santa Rosa, responsável também pelo argumento, roteiro e produção executiva, que contou com a codireção de Marcelo Braga de Freitas, conviveu com o poeta por mais de três décadas. Assim, desejava reverberar, para o grande público, a trajetória poética refinada e crítica de quem tinha um domínio pleno da língua e da linguagem. “Affonso Ávila teve uma carreira reconhecida e muito respeitada como ensaísta e pesquisador do barroco, especialmente o mineiro”.

No entanto, ela diz que, apesar de ser um dos maiores poetas contemporâneos do país, a produção poética de Ávila ficava mais restrita ao consumo dos seus pares. “Assim, senti uma urgência em produzir esse material desse autor profundamente original, que não se encaixa em nenhuma escola literária específica, sobretudo contemporâneo”, enfatiza.

Idas e vindas

Eleonora Santa Rosa diz que o projeto começou a ser concebido em 2010. Daí, passou por uma extensa trajetória de idas e vindas para ser concretizado somente agora. Ela define a empreitada como um exercício de crença absoluta na importância do poeta para a cultura brasileira. “O documentário é uma lição de resistência, resiliência, persistência e insistência”. Ela lembra que a empreitada foi desafiadora em vários sentidos. Primeiramente, da estruturação diferenciada do padrão usual dos filmes, bem como da questão financeira. Depois, do próprio falecimento de Affonso Ávila, em 2012.

E mais: “das incompatibilidades técnicas de uma película que começou a ser gravada lá atrás, da pandemia e até mesmo da escolha de uma equipe que entendesse o âmago do filme”, enumera. A trilha sonora, por exemplo, é um fator estruturador da obra. Assim, Eleonora diz que Lucas Miranda (oscilloID), jovem compositor de Belo Horizonte, “fez um trabalho extraordinário, laborioso e artesanal”. Já a identidade visual foi desenvolvida pela Voltz Design. A montagem, por seu turno, é de Breno Fortes. 

E mais

“Cristina 1300 – Affonso Ávila – Homem ao Termo” tem tradução em inglês, espanhol e libras. A produção entrará efetivamente em cartaz nos cinemas em meados de junho. A iniciativa tem produção do Santa Rosa Bureau Cultural e Alef Cultural. Patrocínio Cemig (Lei Federal de Incentivo à Cultura e da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais) e Liasa (Lei Federal de Incentivo à Cultura).

Serviço

“Cristina 1300 – Affonso Ávila – Homem ao Termo”

Ficha técnica

Direção, argumento original e roteiro: Eleonora Santa Rosa

Codireção: Marcelo Braga de Freitas

Montagem: Breno Fortes

Produção executiva: Joana Braga e Eleonora Santa Rosa                         

Trilha sonora original: Lucas Miranda (oscilloID)

Tratamento de som, mixagem e masterização: Ronaldo Gino

Identidade visual: Voltz Design (Alessandra Soares e Cláudio Santos Rodrigues)

Direção de animação: Cláudio Santos Rodrigues

Participação especial (leitura de poemas): Vera Holtz

Consultoria de roteiro: Eduardo de Jesus

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]