fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Agenda cultural para o seu fim de semana: 27 de setembro

Leitores e seguidores do Culturadoria têm 10% para show Arnaldo Antunes. Almir Sater, Zizi Possi e Cenas Curtas também integram a programação

Por Jaiane Souza *

26/09/2019 às 08:05 | * Escreveu com a supervisão de Carolina Braga

Publicidade - Portal UAI
Foto: Paulo Winz

O cinema brasileiro vai ganhar mais uma obra com nomes de peso no elenco. O filme O juízo, dirigido por Andrucha Waddington, tem previsão de estreia em 12 de dezembro e conta com Criolo, Fernanda Montenegro e Lima Duarte no elenco. Os atores integram o filme que tem Criolo como um escravo determinado a se vingar dos antepassados do protagonista e Fernanda Montenegro, interpreta uma personagem espírita. Andrucha Waddington já dirigiu Casa de areia e Sob pressão. Leia a matéria completa.

Falando em Fernanda Montenegro. Salve, salve, salve essa atriz maravilhosa. Em que mundo estamos? Essa semana o nome dela esteve envolvido em uma polêmica surreal. Foi alvo de ofensas proferidas pelo diretor de artes cênicas da Funarte, Roberto Alvim. Que homem equivocado. A coisa é tão absurda que não dá para sair da fase do espanto. Se você quiser saber o que aconteceu, clique aqui.

Saindo do cinema e caminhando para a música, Milton Nascimento fez uma declaração que deu o que falar. Ele teria dito que “A Música brasileira tá uma merda. As letras, então. Meu Deus do céu, uma porcaria!”.  A frase foi publicada na entrevista concedida para a jornalista Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo. Entretanto, o jornal teria colocado o trecho fora de contexto, segundo o artista. A frase, que foi para a manchete, se referia à música produzida no mainstream do mercado nacional.

Acontece na capital

Bom, por aqui tem desconto de 10% de desconto para quem quiser conferir o show de Arnaldo Antunes neste fim de semana. O cantor vem a BH para apresentar RSTUVXZ Trio, que reúne sucessos de Antunes, releituras, músicas em parceria com Liniker e os Tribalistas. Além de Arnaldo Antunes, Almir Sater também toca em Belo Horizonte acompanhado de sua viola caipira. O repertório do show vai ser composto pelos grandes sucessos do músico e por novos trabalhos. Da música para as apresentações em palco, a programação do fim de semana conta com espetáculo Azúcar, do grupo de dança contemporâneo Sala B, e Brasilis, espetáculo musical circense da Turma da Mônica. Veja o que mais nós separamos!

Arnaldo Antunes

Finalmente chegou o tão aguardado show de Arnaldo Antunes. Já contamos mas vale repetir: leitores e seguidores do Culturadoria têm 10% de desconto para conferir a apresentação no fim de semana. O show de RSTUVXZ é inquieto, inventivo e em movimento, assim como a personalidade de Arnaldo Antunes. O repertório reúne sucessos do rock compostos pelo músico e intercalados por releituras de canções consagradas e alguns sambas, já que a proposta do álbum é misturar estes estilos mesmo. A lista de parceiros é bem grande. Tem novos e antigos, por exemplo, Marisa Monte, Cezar Mendes, Pretinho da Serrinha, Carminho, Pedro Baby, Carlinhos Brown, André Lima, Paulo Miklos e Brás Antunes. Arnaldo Antunes também resgatou antiga parceria com Marcelo Fromer (1981-2001), ex-colega de Titãs.  Pense Duas vezes Antes de Esquecer, com Marcelo Jeneci e Ortinho, é a única inédita no setlist do show.

[O QUE] Arnaldo Antunes [QUANDO] 28 de setembro, 20h [ONDE] O Distrital – R. Opala, s/n , Cruzeiro – BH [QUANTO] R$ 50 (inteira no terceiro lote)

[COMPRE AQUI] 

 

Foto: Sinomar Calmona / Divulgação.

Almir Sater

Quando o artista tem um público cativo, não dá outra. Volta mesmo, várias vezes durante o ano. É o que tem acontecido com Almir Sater e, outra coisa que se repete é que as plateias estão sempre cheias. O show da vez não é para o lançamento de nenhum disco ou coisa parecida. É para saudar os clássicos mesmo. Então, no repertório não vai faltar Tocando em frente, Chalana e Trem do Pantanal. Da nova safra de trabalhos Almir Sater vai executar canções de AR, ganhador do Grammy Latino em 2016, e +AR, de 2018. Ambos os álbuns em parceria com Renato Teixeira. Aliás, dobradinha que eles já fizeram pelos palcos daqui. 

[O QUE] Show de Almir Sater [QUANDO] 28 de Setembro, 22h [ONDE] Km de Vantagens Hall – Av. Nossa Sra. do Carmo, 230, Savassi – BH [QUANTO] R$ 45 (meia) a R$ 137 (mesa)

[COMPRE AQUI] 

 

Foto: Caio Gallucci/Divulgação

Zizi Possi

A cantora retorna a BH com repertório dedicado a canções italianas. Zizi Possi já esteve por aqui neste ano e fez um dos shows mais marcantes ao lado da filha, Luiza. Neste retorno, Zizi apresenta o show Italianíssima, no qual relembra grandes sucessos como Per amore, Passione, Torna a surriento e Io che amo solo te. Além das clássicas, músicas inéditas como Incancellabile, de Laura Pausini, e Dio come ti amo, de Gigliola Cinquetti, também fazem parte do setlist. A canção Per amore foi lançada em 1997 e surpreendeu ao alcançar o primeiro lugar das músicas mais ouvidas no Brasil. Ela também conquistou o Prêmio Carrozzone, um dos mais importantes da música napolitana. 

[O QUE] Zizi Possi –  show Italianíssima [QUANDO] 27 de setembro, 21h [ONDE] Cine Theatro Brasil Vallourec – Av. Amazonas, 315, Centro – BH – (31) 3201-5211 [QUANTO] R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia-entrada)

[COMPRE AQUI] 

 

Leitores do Culturadoria tem 10% de desconto nos ingressos para o show de Arnaldo Antunes

 

 

Foto: Patrícia Ribeiro

Roberta Campos

A cantora chega a Minas Gerais, terra natal, para apresentação do show do primeiro DVD gravado por ela: Todo caminho é sorte – ao vivo. O trabalho celebra 10 anos de carreira de Roberta Campos, que quis “marcar o tempo” mesmo em uma época na qual as pessoas não assistem tanto a essa mídia. Ao longo da carreira, a cantora emplacou 19 músicas em trilhas de novelas de diferentes emissoras e já cantou grandes nomes da música brasileira, como Lô e Márcio Borges. Nós do Culturadoria fizemos uma entrevista com Roberta Campos para falar mais sobre o DVD e o show em Belo Horizonte. Leia aqui.

[O QUE] Roberta Campos, lançamento do DVD Todo caminho é sorte – Ao vivo [QUANDO] 28 de setembro, 21h [ONDE] Centro Cultural Minas Tênis Clube – R. da Bahia, 2244 – Lourdes – BH -(31) 3516-1360 [QUANTO] R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia)

 

Foto: Cristine Rochol/Divulgação

Kleiton e Kledir + Nenhum de Nós

Pela primeira vez dois grandes nomes da música brasileira se unem para show. Kleiton & Kledir se apresentam ao lado de Nenhum de nós. O grupo sempre teve a dupla como referência. Em 2019, Nenhum de nós completa 33 anos de carreira e já fez mais de dois mil shows ao longo de todos esses anos. No total, são 17 álbuns, 3 DVDs e um EP. Não precisa nem dizer que tantos anos de carreira foram construídos junto com prêmios, não é? Desde o ano passado, Nenhum de nós está em turnê com o show Paz e amor tour, que comemora o relançamento dos álbuns Paz e amor e Paz e amor acústico, 20 e 10 anos de lançamento respectivamente. Já Kleiton e Kledir se destacam pela mescla de MPB, folk music e pop. 

[O QUE] Kleiton e Kledir + Nenhum de Nós [QUANDO] 27 de setembro, 21h [ONDE] Palácio das Artes – Avenida Afonso Pena 1537 – Centro, BH [QUANTO] de R$50 a R$140

[COMPRE AQUI] 

 

Foto: Ketlen Suzy/Divulgação

Bailinho da Bôta

Um noite de tecno brega, cumbia, carimbó e outros ritmos será promovida pelo Bailinho da Bôta. A festa propõe uma mistura entre Minas Gerais e Pará. Para fazer com que essa mistura aconteça de fato, os cantores Juca Culatra e Thais Badu vêm diretamente de Belém para embalar a noite. Além de Juca Culatra e Thais Badu, o evento conta com o músico Furmiga Dub, da Paraíba, que apresenta músicas autorais misturando ritmos populares do norte e nordeste e as batidas da música eletrônica contemporânea. Representando Minas Gerais estão Mapùche, Black Josie e DJ Amy.

[O QUE] Bailinho da Bôta [QUANDO] 28 de setembro, 23h [ONDE] GRUTA! – Casa de Passagem [QUANTO] R$ 15 (primeiro lote)

[COMPRE AQUI]

 

 

Foto: Camila Rios / Divulgação

20º Festival Cenas Curtas

Pioneiro no formato no país, o Festival Cenas Curtas chega à sua vigésima edição com programação especial. O formato de competitivas é mantido. Dezesseis cenas são apresentadas ao longo de quatro dias e avaliadas pelo público. As mais votadas serão convidadas a se apresentar em formato reduzido no La Movida Microteatro Bar. Um dia depois das apresentações, críticos do portal Horizonte da Cena comandam os Debates do Dia Seguinte. A programação especial de aniversário inclui atividades em diferentes linguagens artísticas em diversos espaços parceiros do Corredor Cultural Leste. São eles Gruta, Zona Last, Santa e Rua Pitangui. As atrações artísticas abordam temas como questões de gênero e identitárias e o direito à cidade. 

[O QUE] 20º Festival Cenas Curtas [QUANDO] 24 a 29 de setembro [ONDE] Galpão Cine Horto – R. Pitangui, 3.613, Horto – BH e espaços associados do entorno [QUANTO] Cenas de Rua + Rolês + Debates do Dia Seguinte: Entrada franca | Cenas de Palco + Cenas-Espetáculo + Festa de Encerramento: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Passaporte para cinco dias (de terça a sábado): R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia).

[COMPRE AQUI] 

 

Foto: Fernando Barbosa e Silva/Divulgação

Espetáculo 68

A ditadura militar é tema do espetáculo 68 e traz à tona discussão sobre momentos fundamentais da luta contra o regime militar. A peça dramatiza episódios que marcaram a resistência da população do Brasil e tem como foco as experiências realizadas aqui em Minas Gerais. O recorte vai ser a cidade de Belo Horizonte, pouco encenada nos palcos do teatro. Além disso, a montagem 68 vai recriar cenas importantes da história das lutas e fazer um resgate histórico com reconstrução artística. O diferencial é mostrar fatos desconhecidos para as novas gerações.

[O QUE] Espetáculo 68 [QUANDO] 27 e 28 de setembro às 20h e 29 de setembro, 19h [ONDE] Teatro Marília – Av. Prof. Alfredo Balena, 586, Centro – BH (31) 3277-4697 [QUANTO] R$ 44 (inteira) R$ 22 (meia-entrada) na bilheteria do teatro e R$20 (preço único) pelo site vá ao teatro

[COMPRE AQUI]

 

 

Foto: Mariana Rettore / Divulgação.

Espetáculo Azúcar

Fernando Castro, um dos fundadores do Grupo Corpo, é o diretor de Azúcar, uma montagem produzida pelo grupo de dança contemporânea Sala B. O espetáculo ganhou nome a partir de uma gíria usada em países caribenhos que sugere mais energia nas performances artísticas. Além disso, o açúcar é um produto muito importante simbolicamente para alguns países latinos, já que tem grande influência na história cultural e social dos Estados. Na narrativa do espetáculo é justamente o potencial criativo dos países latinos. Eles são potencializados em cena. Isso é possível por meio da movimentação, das propostas cênicas e do uso de variações rítmicas da música latina.

 [O QUE] Espetáculo Azúcar [QUANDO] 28 e 29 de setembro, 20h  [ONDE] Teatro do Corpo – Av. Bandeirantes 866, Mangabeiras – BH (31) 3221 -7701 [QUANTO] R$ 30 e R$ 15

[COMPRE AQUI] 

 

 

Foto: Daniel Augusto / Divulgação

A Bruxinha que era boa

As bruxas, muitas vezes, são conhecidas como criaturas que só fazem o mal para as pessoas e carregam apenas energia negativa. Mas neste espetáculo a bruxinha incorpora outra figura.  A peça conta a história de Ângela, uma bruxinha diferente das outras que frequentam a Escola de Maldades da Floresta e que estão sempre preparadas para serem as piores bruxas. A bruxinha que era boa foi escrita originalmente em 1958 pela dramaturga brasileira Maria Clara Machado e chega a BH em uma versão colorida, divertida e com paródias de famosos musicais como Frozen, Mudança de hábito, O fantasma da ópera, A pequena sereia e Aladdin.

[O QUE] A Bruxinha que era Boa [QUANDO] 21, 28 e 29 de setembro, 16h [ONDE] Teatro Marília – Av. Professor Alfredo Balena, 586, Santa Efigênia – BH [QUANTO] Ingressos na bilheteria do teatro: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia); R$ 22 (postos sinparc)

[COMPRE AQUI] 

Paula Lima canta ao vivo durante Brasilis, o circo da Turma da Mônica. Foto: Rodolfo Magalhães / Divulgação

Brasilis – um espetáculo do Circo Turma da Mônica

Você provavelmente já leu a Turma da Mônica dos quadrinhos, já viu na televisão e assistiu no cinema. Mas no teatro, você já viu? Brasilis – um espetáculo de Circo Turma da Mônica é o maior espetáculo já produzido pela Mauricio de Sousa Produções e faz parte das comemorações de 60 anos da produtora. O musical, com performance ao vivo da cantora Paula Lima e trilha do Olodum, conta a história da diversidade cultural brasileira, passando pelas origens indígenas, africanas e europeias do Brasil. Isso acontece quando Mônica, Magali, Cebolinha e Cascão conversam sobre as diferenças entre a cidade e a roça e a sábia Vó Dita começa a responder. Confira aqui, mais detalhes sobre a montagem. 

[O QUE] Brasilis – um espetáculo do Circo Turma da Mônica [QUANDO] 28 e 29 de setembro. Sábado: às 16h e domingo: às 11h e 16h [ONDE] Sesc Palladium – Rua Rio de Janeiro,1046 – BH [QUANTO] De R$ 37,50 a R$ 140 

[COMPRE AQUI]

 

Foto Divulgada por ASCOM FMC sem indicação de crédito

Aladim 

O espetáculo conta a história do menino Aladim, que, ao descobrir, um gênio poderoso dentro de uma lâmpada, faz planos de conquistar o coração de um princesa. Será que ele vai conseguir? Quem assistia aos clássicos da Disney na infância provavelmente se lembra do final desta história. Que tal vê-lo novamente, mas, desta vez, no palco? A apresentação de Aladim faz parte do projeto Diversão em Cena ArcelorMittal e pode ser visto pala família inteira depois do almoço de domingo. O figurino e a música ao vivo promove o diálogo entre o teatro, a música e os clássicos da literatura no imaginário de crianças e adulto

[O QUE] Aladim [QUANDO] 29 de setembro, 16h [ONDE] Centro Cultural Minas Tênis Clube – R. da Bahia, 2244, Lourdes – BH [QUANTO] R$22

[COMPRE AQUI]

Foto: Síntese Produções/Divulgação

Patati Patatá

Com o espetáculo Sorrir e Brincar, os personagens Patati Patatá sobem ao palco do Palácio das Artes acompanhados por dançarinos e dançarinas. O cenário da apresentação é colorido e propõe aos pequenos e grandes espectadores uma viagem ao mundo lúdico. Os ingredientes inerentes à dupla – alegria, humor ingênuo e carinho com as crianças, não vão faltar. Os palhaços Patati Patatá foram criados em 1995 e encantam o público até os dias de hoje.

[QUANDO] 29 de setembro, 17h [ONDE] Palácio das Artes – Av. Afonso Pena, 1537, Centro – BH – (31) 3236-7400 [QUANTO] De R$ 30 a R$ 120

[COMPRE AQUI]

 

 

AD ASTRA – RUMO ÀS ESTRELAS

O novo filme com Brad Pitt participou da competitiva no Festival de Veneza. Dirigido por James Gray, conta a história de um engenheiro espacial que decide cruzar a galáxia para tentar descobrir o que aconteceu com o pai dele. O homem, se perdeu no universo, a caminho de Netuno. Vamos combinar que não é uma missão qualquer, né. O longa foi muito bem recebido, elogiadíssimo pela crítica internacional. Peter Bradshaw, do jornal The Guardian, só teceu ótimos comentários à direção e também à performance de Brad Pitt. “Este é um filme com ambição e alcance emocionantes”, escreveu o crítico.

photo

Arnaldo Antunes vem aí! Leitor do Culturadoria tem desconto para o show

Setembro tem Arnaldo Antunes em BH. E o melhor: os leitores e seguidores do Culturadoria tem 10% de desconto para conferir o show. Ele chega acompanhado do RSTUVXZ Trio para uma apresentação que mistura samba e rock. Bom, o que não falta à carreira de Arnaldo Antunes é referência em diversos gêneros, musicais e literários. […]

LEIA MAIS
photo

Seis pontos sobre a CASACOR 2019

Itinerância sempre foi marca registrada da CASACOR. Mas em 2019 esta característica ganha digamos que um upgrade. O local escolhido para esta edição trouxe algo a mais para o projeto. Em resumo: a 25ª CASACOR tem história, tem rastro e, sobretudo, tem curiosidades. A mostra ocupa o Palácio das Mangabeiras até o dia 13 de […]

LEIA MAIS
photo

Roberta Campos lança novo disco em BH 

Chegar em casa, ou voltar para ela, e se sentir acolhido é sempre muito bom. O sentimento de Roberta Campos é exatamente esse ao falar sobre sua apresentação na capital mineira no próximo dia 28 de setembro. A cantora vai lançar no teatro do Centro Cultural Minas Tênis Clube o primeiro DVD: Todo caminho é […]

LEIA MAIS