Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Rodrigo Pederneiras é convidado do projeto Envelheço na cidade

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Imagine uma família sem qualquer tradição na dança cujos seis filhos, quatro homens e duas mulheres, acabam formando um grupo. Mais: que usam a própria casa como sede. A gente vê hoje o Grupo Corpo com grandes espetáculos apresentados mundo afora e não imagina como foi, mais de 40 anos atrás, para os filhos de Manoel e Isabel Pederneiras desbravarem um terreno praticamente sem referências em Belo Horizonte. Rodrigo Pederneiras, coreógrafo de tantas montagens inesquecíveis – “21”, “Bach”, “Lecuona”, “Parabelo”, “Gira” – descobriu a dança por meio da irmã, Myriam Pederneiras, a primeira dos seis irmãos a descobrir a arte. Daí foi um pulo para que todos – Paulo, José Luiz, Pedro e Marisa – também dessem os primeiros passos.

História

O Corpo nasceu no bairro da Serra, mais especificamente na Rua Barão de Lucena, 66, na casa em que a família vivia. Assim que viram que o trabalho era pra valer e que os filhos seguiriam carreira, Manoel e Isabel deixaram a casa, o único imóvel que tinham, e se mudaram.

Ali os seis criaram o espetáculo “Maria Maria” (1976), um sucesso estrondoso que ficou vários anos em cartaz. Só em Paris cumpriram, naquela época, uma temporada de um mês. A partir de “Maria Maria”, com música composta especialmente para a montagem por Milton Nascimento e Fernando Brant, o Corpo começa sua escalada para se formar como uma das mais expressivas e originais formações de dança contemporânea brasileira. 

Rodrigo Pederneiras. Foto: Jose Luiz Pederneiras / Divulgação
Rodrigo Pederneiras. Foto: Jose Luiz Pederneiras / Divulgação

Rodrigo conta histórias deliciosas, relembrando da BH da época. Quando se mudaram da Serra para a Avenida Bandeirantes, onde o grupo está até hoje, nem ônibus chegava lá.

Acompanhe aqui a entrevista que a repórter Mariana Peixoto faz com Rodrigo Pederneiras:

Cena do ensaio de GIL com Grupo Corpo. Foto: José Luiz Pederneiras/Divulgação

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!