Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Bia Apocalypse participa do projeto Envelheço na Cidade

O Grupo Giramundo tem 51 anos. Ainda que não queira entregar a idade (e não tem como não entregar, já que as datas são próximas), Beatriz Apocalypse, a Bia, nasceu quase na mesma época do grupo de teatro de bonecos. A artista é a entrevistada de Mariana Peixoto no projeto Envelheço na Cidade.

Foi literalmente no quintal de sua casa em Lagoa Santa, onde vivia com os pais, Álvaro Apocalypse e Teresinha Veloso, que o grupo foi fundado. Os dois eram artistas e professores da Escola de Belas Artes da UFMG. No começo, sem experiência alguma com bonecos, começaram a construi-los para se divertirem no fim de semana.

Mas logo o projeto ganhou vulto e a partir de 1971, ao lado da colega Madu Vivacqua, levaram o Giramundo para o Festival de Inverno da UFMG, onde passaram a construir novos espetáculos.

Bia Apocalypse. Foto: Bia Apocalypse/Divulgação
Bia Apocalypse. Foto: Bia Apocalypse/Divulgação

Giramundo


O primeiro espetáculo do Giramundo é “A bela adormecida”. Segundo Bia Apocalypse, A montagem ganhou diferentes versões, com bonecos cada vez mais elaborados, ao longo dos anos. Bia lembra de momentos históricos de ocupação da cidade como, por exemplo, a apresentação de “Cobra Norato”, um dos espetáculos mais importantes do grupo, em pleno lago do Parque Municipal.

Outro divisor de águas para o grupo foi sua sede própria, no bairro Floresta. O Giramundo ficou até 1999 na UFMG. Com o fim da parceria com a universidade, o grupo, que havia comprado um antigo casarão na Floresta, só se mudou para lá em 2001.

A partir deste espaço o grupo, nos últimos 20 anos, foi ganhando novos braços, como o museu (são pelo menos 1,5 mil bonecos), teatro, escola de animação e estúdio de gravação. Em 2021, ainda lança seu primeiro longa-metragem, “O pirotécnico Zacarias”, inspirado em seu mais recente espetáculo.

Veja a entrevista completa:

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!