Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Agenda cultural do fim de semana: atrações de 26 a 31 de março

Gostou? Compartilhe!

A agenda cultural da semana será marcada pela encenação da Paixão de Cristo na Praça da Liberdade

Carol Braga | Editora

A agenda cultural da semana santa está com o número de atrações inferior ao que estamos acostumados em Belo Horizonte. Ainda assim, há muitos destaques, principalmente para quem gosta de teatro. Um deles é a estreia de Mutações, espetáculo que tem no elenco os atores Luís Melo, Andréia Nhur e Alex Bartelli. Eles interpretam três personagens em um jogo constante de transformação, em que nada parece ser o que aparenta. 

Mutações. Foto: Ale Catan
Mutações. Foto: Ale Catan

O espetáculo concebido e dirigido por André Guerreiro Lopes e com dramaturgia de Gabriela Mellão se inspira livremente nas simbologias do “I Ching”, a mais consagrada obra milenar oriental. Mutações estará em cartaz no Sesc Palladium, sábado às 20h, domingo às 19h. Ingressos a partir de R$21.

Agenda cultural de terça, 26 de março

Nesta terça, o coletivo Perfumaria Proibida apresenta o álbum de estreia “Notas de Amor e Liberdade”, para piano e voz, em concerto gratuito no Conservatório UFMG. Os cantores Vinícius Abreu e Lucas Viana acompanhados pelo pianista César Augusto interpretarão canções de quatro ciclos compostos por Samuel Matheus e Juno Carreño. Metade do repertório é cocriada com poetas LGBTQIA+ de Belo Horizonte, enquanto a outra metade é composta exclusivamente pelos músicos do projeto.

Já na Sala Minas Gerais tem a primeira apresentação do projeto Filarmônica em Câmara de 2024. Três obras estão no programa. Quarteto de Cordas nº 1 em mi menor: Da minha vida”, de Smetana, será interpretada por Rodrigo de Oliveira e Wagner Oliveira, nos violinos, Daniel Mendes, na viola, e William Neres, no violoncelo. Já o clarinetista Alexandre Silva e a harpista Clémence Boinot executam o Duo para clarinete e harpa, op. 4, de Bouffil. Para encerrar a noite, Cássia Lima, na flauta, Alexandre Barros, no oboé, Marcus Julius Lander, no clarinete, Adolfo Cabrerizo, no fagote, e Alma Maria Liebrecht, na trompa, apresentam Danças Húngaras Antigas, de Farkas. O concerto está marcado para 20h30 e os ingressos custam  R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

Também nesta terça, a Livraria Jenipapo e o Projeto República da UFMG promovem o lançamento do livro “Canção Sertaneja e Política Agrária durante a Ditadura Militar”, de Marcela Telles. O evento será na praça da Livraria Jenipapo e aborda propostas alternativas ao projeto rural vigente entre 1964 e 1985, explorando as transformações políticas, econômicas e sociais através das canções sertanejas. Os convidados incluem Marcela Telles, Elian de Lima e Paulo César de Araújo, destacados historiadores e pesquisadores da cultura brasileira. A entrada é gratuita.

Agenda cultural de quinta, 28 de março

O Projeto ‘Praça Sete Instrumental’ traz o Léo Pires Quarteto para uma apresentação ao meio-dia desta quinta, 28/03. Léo Pires, músico, compositor e produtor, iniciou sua trajetória musical aos 10 anos de idade, praticando violão e contrabaixo. Autodidata na bateria desde os 14 anos, participou de diversos workshops de artistas nacionais e internacionais. Trabalhou com uma variedade de artistas de diferentes gêneros, incluindo Wilson Sideral, Beto Guedes, André Valadão, Victor e Leo, Pato Fu, entre outros.

Agenda cultural de sexta, 29 de março

Este é o último fim de semana para ver ou rever Aqueles Dois, premiada peça da Cia Luna. Inspirado no conto homônimo de Caio Fernando Abreu, o espetáculo narra a relação entre Raul e Saul, dois funcionários de uma repartição que desenvolvem laços afetivos e sofrem homofobia. Completando 17 anos em cartaz, “Aqueles Dois” é um dos trabalhos mais longevos da Cia. Luna Lunera. Em cena estão Cláudio Dias, Guilherme Théo, Marcelo Soul e Odilon Esteves. Em cartaz na Sala João Ceschiatti, sexta e sábado, às 20h; domingo, às 19h. Os ingressos custam R$ 20 (meia-entrada) e R$ 40 (inteira). 

Ainda no teatro, Leão Rosário, protagonizado por Adyr Assumpção, está em cartaz no Teatro II do CCBB BH. Inspirado na obra-prima de Shakespeare, “Rei Lear”, e nas criações do artista visual Arthur Bispo do Rosário, a peça aborda temas como o tempo, a morte, a velhice e o poder, transportando o público para um Reino africano fictício, Oió, Ifé e Benguela. Com direção de Eduardo Moreira, a peça busca refletir sobre questões sociais e políticas urgentes, promovendo uma abordagem afetuosa e profunda para o público. Sexta, sábado e domingo, às 19h.

Paixão de cristo

Na Sexta-feira da Paixão (29/3), a partir das 19h, a encenação teatral da Paixão de Cristo irá percorrer trechos do Circuito Liberdade até chegar à Igreja da Boa Viagem. O espetáculo, realizado pela primeira vez neste local, faz parte da programação especial do programa turístico Minas Santa 2024. A encenação teatral da Paixão de Cristo retrata os principais passos de Jesus na Via Crucis e terá início em frente ao prédio do Iepha. Depois, segue em cortejo pela alameda da Praça da Liberdade, passa pelo Palácio da Liberdade e termina na Igreja Nossa Senhora da Boa Viagem. 

O espetáculo terá direção geral de Antony Diniz e direção artística de Magdalena Rodrigues. O elenco será formado por aproximadamente 60 pessoas do Centro Artístico Cultural São João Batista (Cenarc), localizado no bairro Salgado Filho. A encenação também será transmitida pela Rede Minas de Televisão e TV Horizonte. 

Paixão de Cristo. Foto: Leo Bicalho
Paixão de Cristo. Foto: Leo Bicalho

Exposições

Entre as exposições em cartaz na cidade, vale destacar “Sansão – Estilistas Brasileiros“, em cartaz no Sesc Palladium. Para comemorar os 60 anos da Mônica, estilistas brasileiros foram convidados a criar intervenções artísticas no icônico coelho Sansão. As obras reinterpretam o personagem com materiais e cores diferentes. O processo criativo permitiu aos estilistas uma releitura original do coelho, que é um ícone para muitos fãs. Participaram do projeto estilistas como Priscilla e Camilla Macedo, Carol Barreto, Dani, Gabriel, Isa – Isaac Silva Brands, Luiza Mallmann, Meninos Reis, Olé Rendeiras, Ronaldo Fraga e Walério Araújo, garantindo uma diversidade de estilos e representatividade regional. Fica em cartaz até o domingo, dia 31 de março.

Está em cartaz na CâmaraSete uma exposição coletiva com os trabalhos vencedores da 4ª edição do Prêmio Décio Noviello de Fotografia. São eles André Baumecker, Marcelo Castro e Marlon de Paula. As exposições exploram temas contemporâneos e a potência das imagens, refletindo sobre a construção coletiva e a relação entre a crise ecológica e a colonialidade. Os trabalhos, escolhidos com base em critérios como qualidade, contemporaneidade e originalidade, convidam o público a uma jornada de reflexão sobre o mundo ao nosso redor. Além disso, o projeto “Núcleo Nômade de Fotografia”, liderado por Baumecker e Castro, oferece uma experiência imersiva aos visitantes, revelando não apenas o produto final dos artistas, mas também o processo criativo por trás de cada imagem e fotolivro, com desafios e encontros marcantes ao longo do caminho. Em cartaz até 25 de maio.

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]