Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

9 vezes em que videogames foram adaptados para o audiovisual

Gostou? Compartilhe!

Indo desde adaptações que potencializaram as obras originais, até fracassos históricos que causaram a ira dos fãs, a transposição de videogames para outros meios tem uma história conturbada.

Por Caio Brandão | Repórter

A notoriedade da indústria dos games, embora seja algo estabelecido há décadas, só cresce e não dá sinais de que vai parar. Iniciativas extremamente lucrativas, somadas à uma legião de fãs, fizeram com que Hollywood assimilasse essas obras, configurando uma série de adaptações com níveis variáveis de sucesso.

Indo desde adaptações que potencializaram as obras originais, até fracassos históricos que causaram a ira dos fãs, a transposição de videogames para outros meios tem uma história conturbada.
The Last of Us - Foto: HBO

O Culturadoria separou 9 adaptações, algumas ótimas, algumas boas, e outras comicamente horríveis, para você conferir!

Super Mario Bros.

A grande novidade, no que se refere a jogos adaptados para filmes, Super Mario Bros. chegou aos cinemas com um elenco estrelado. Chris Pratt, Jack Black, Anya Taylor-Joy, além de outros nomes gigantescos da indústria cinematográfica, se juntaram para dar vida à lendária série de jogos sob a tutela da Illumination Studios.

A adaptação veio para apagar da memória dos fãs a primeira tentativa de transpor o encanador mais famoso da história para as telonas, feita em 1993. A obra ficou notória pela recepção extremamente negativa, tanto por parte dos fãs, quanto da crítica. Assim, a coisa ficou tão feia que, ao longo do tempo, o filme de 93 se tornou uma resposta popular para a pergunta “qual o pior filme da história?”.

The Last of Us

O grande blockbuster atual no mundo das séries veio dos videogames. A HBO acertou em cheio ao adaptar a obra original, de 2013, que já era extremamente aclamada. Mesmo que o jogo que originou a série já fosse focado na narrativa vinda da jornada de Joel e Ellie, a adaptação possibilitou que um público ainda maior entrasse em contato com a premiada trama. 

O elenco estrelado e carismático, destacando Pedro Pascal e Bella Ramsey, contribuiu ainda mais para o sucesso esmagador da série. Consequentemente, existirão debates sobre qual o melhor “The Last of Us” até o fim dos dias, o que é um testamento à qualidade da adaptação.

Uncharted

Produzido pela Naughty Dog, mesmo estúdio que desenvolveu The Last of Us, o jogo Uncharted era uma obra perfeita para ser adaptada. Atualizando a fórmula de aventura estabelecida pela franquia Indiana Jones, Uncharted trouxe personagens carismáticos. Ademais, criou formas inovadoras de unir gameplay e narrativa, deixando qualquer filme de ação com orçamento milionário sentindo inveja. 

Contudo, a adaptação para o cinema não teve o mesmo sucesso, recebendo várias críticas negativas apesar de ter nomes como Tom Holland e Mark Wahlberg no elenco. 

Detetive Pikachu

Pokémon é uma verdadeira instituição cultural, cuja influência passa por várias gerações e engloba todo o mundo. Sendo assim, não é surpreendente que Hollywood tenha, historicamente, crescido os olhos sobre a franquia, considerando a popularidade colossal da marca. 

Todavia, o que é, de fato, surpreendente, foi a recepção positiva que o filme “Detetive Pikachu” recebeu dos fãs, acumulando 79% de aprovação da audiência no Rotten Tomatoes. Os trailers, que mostravam uma mistura de CG com live action, além de um Pikachu que fala como um ser humano, preocuparam os amantes de Pokémon, mas, no fim, deu tudo certo. 

Cyberpunk 2077

Um dos maiores cases de sucesso na história das adaptações de videogames é a adaptação para anime de Cyberpunk 2077. Produzido pelo lendário Studio Trigger, a animação excedeu expectativas, bem como recuperou a credibilidade da obra original. Utilizando um estilo altamente expressivo, a obra se tornou querida até para quem nunca teve contato com a produção original.

O lançamento do jogo foi extremamente conturbado. O hype era gigantesco, mas o produto foi entregue claramente inacabado, cheio de bugs, gerando uma decepção sem precedentes para os fãs de videogames. Contudo, a animação é tão boa que acabou reconquistando o público machucado pelo fracasso retumbante que foi o lançamento do jogo original, dando uma segunda vida à franquia. Dito isso, a obra contém violência gráfica e explícita, então assista por sua conta e risco!

The Witcher

Conquistando o público por sua gameplay única e pelo estilo interativo de narrativa, a saga The Witcher pedia por uma adaptação. O jogo é marcado pela imersão que os desenvolvedores conseguiram, já que o jogador interage com todos os pormenores de ser um caçador de monstros, além de ter participação ativa no desenrolar da história. 

Assim, a Netflix se encarregou de adaptar a franquia para uma série, escalando Henry Cavill para interpretar o protagonista Geralt. A obra, embora seja polarizante por conta dos fãs mais hardcore, agradou o público geral. Mas, com a saída de Cavill do elenco, aqueles que estavam investidos na série agora olham com desconfiança para o futuro da adaptação.

Tekken

O lendário jogo de luta, que é tido ao lado de nomes como Street Fighter e Mortal Kombat como um dos maiores nomes da história do gênero, recebeu uma adaptação diferente. A história do terceiro jogo da saga, Tekken 3, recebeu uma adaptação para anime, cortesia da Netflix. 

Embora a história em si seja simples, é perceptível o carinho que a obra recebeu na transposição do jogo para a animação. Vários golpes icônicos presentes nos games foram levados com fidelidade máxima ao anime, mantendo até os efeitos sonoros originais. Um prato cheio para os fãs da franquia!

League of Legends

Não é novidade para ninguém o colosso cultural que League of Legends se tornou. Mesmo que você não jogue “LoL”, com certeza conhece alguém que passa, ou já passou, centenas de horas nesse universo. Desse modo, é claro que a expansão da marca aconteceria cedo ou tarde, e o resultado desse processo é uma das melhores adaptações já feitas.

Disponível na Netflix, a série Arcane demonstra um nível de qualidade excepcional na narrativa, bem como nos aspectos técnicos. Os personagens são bem trabalhados e aprofundados, ao passo que o estilo de animação singular usado no projeto exalta ainda mais a obra. Simplesmente imperdível!

Assassin’s Creed

Misturando fatos históricos com ficção, a saga Assassin’s Creed se tornou um colosso na indústria dos videogames. Somando quase 15 títulos, e tendo ainda mais jogos em desenvolvimento, a série tem uma legião de fãs, e isso não passou despercebido por Hollywood.

Sendo assim, Michael Fassbender foi encarregado com o papel de protagonista na adaptação, recebendo suporte de nomes estabelecidos, como Marion Cotillard, Jeremy Irons e Michael K. Williams.

Porém, como vimos em outros casos, um elenco estrelado não constrói uma obra por si só, fazendo com que o filme fosse um fracasso retumbante. Massacrado pela crítica e odiado pelos fãs, o longa de 2016 é um manual do que não fazer quando se adapta um game para o cinema.

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]