Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

A tradição: A experiência negra contemporânea nos Estados Unidos nos versos do poeta Jericho Brown

Gostou? Compartilhe!

Lançado pelo Círculo de Poemas, “A tradição” é um volume assombroso de poesia:  “Minha memória é um ruído necessário” 

Por Gabriel Pinheiro | Colunista de Literatura

“Sim, posso estar em risco,

Mas, juro, confio mais nas larvas

Que moram debaixo das tábuas do piso

Da minha casa para fazer o que é preciso

Com uma carcaça qualquer do que/ Num agente da lei nesse país”

Antes de mais nada, os versos acima, do poema “Pontos importantes”, parecem sintetizar parte do grande tema que orbita “A tradição”, primeiro livro do poeta norte-americano Jericho Brown publicado no Brasil. Jericho diz, num conjunto assombroso de textos, sobre a experiência negra contemporânea no seu país de origem – mas com diferentes pontos de contato com a experiência brasileira e de tantos outros países – em suas mais diversas possibilidades. A incessante e sucessiva violência policial é uma delas. Mas não a única. “A tradição” publicado pelo Circulo de Poemas com tradução de Stephanie Borges.

Jericho Brown (Creditos Harvard University News Office)
Jericho Brown (Creditos Harvard University News Office)

No mesmo poema que abre este texto, Jericho Brown nos diz: 

“Mais valioso que o acordo

Que uma cidade pode pagar para uma mãe chorar,

E mais belo que a bala novinha em folha

Pescada das camadas do meu cérebro”

“A tradição” é um livro duro, sobretudo quando invadido pelo real dessa maneira. São muitos acordos, são muitos os choros de mães e são incontáveis as balas disparadas contra corpos negros dia após dia pelo fato unico e exclusivo de serem corpos negros. O real também invade o poema “Charada” mas, nesse caso, ganha um rosto e nome próprio: 

“Nós não reconhecemos o corpo

De Emmett Till. Nós não sabemos

O nome do garoto nem como é o som

Da mãe dele aos prantos”. 

Emmett foi um garoto negro assassinado brutalmente aos 14 anos de idade numa pequena cidade do Mississipi, depois de ter sido acusado de ofender uma mulher branca, Carolyn Bryant. Se o jovem foi morto em 1955, Carolyn Bryant veio a falecer apenas em 2023, aos 88 anos, sem nunca ter sido responsabilizada por seu papel na morte de Emmett Till.

Ao olhar para o passado no poema “Os pêssegos”, Brown revela:

“Por eles, faço um breve percurso

Até minha infância, essa casa

De trincos, labirintos

E portas

Trancadas. 

Todas as chaves

São minhas agora, embora tenha escondido algumas

De mim”

Quantas memórias recalcamos, como forma de proteção, como única possibilidade de seguirmos em frente? “Me interesso mais por pessoas que se dizem gratas/ Pelas surras na infância. nenhuma delas levou uma da minha mãe”, o  poeta nos diz em “Herói”. Em Jericho Brown, o amor é política, é um gesto combativo:

“Tenho certeza

Que alguém morreu enquanto

Fazíamos amor. Alguém

Matou uma pessoa

Negra. Pensei então

Em abraçar você

Como gesto político”. 

Em síntese o amor, os traumas familiares, as dores ancestrais, carregadas geração após geração, o prazer, o corpo negro. São muitos os temas presentes nos versos do volume. Pelas mãos de Jericho Brown, cada poema parece carregar um universo próprio. Ainda assim são textos para ler e reler. E o que mais fascina é o fato de que o assombro permanece na releitura. Entretanto, a cada retorno parecemos descobrir uma peça nova na engenhosa escrita do norte-americano. Não à toa, o livro venceu o Pulitzer em 2020. “Minha memória é um ruído necessário” conclui o escritor. Por fim, sim, Jericho, as páginas de “A tradição” ecoam um ruído urgentemente necessário, em alto e bom som.

A tradição (círculo de poemas)
A tradição (círculo de poemas)

Encontre “A tradição” aqui

Gabriel Pinheiro é jornalista e produtor cultural. Escreve sobre literatura aqui no Culturadoria e também em seu Instagram: @tgpgabriel (https://www.instagram.com/tgpgabriel)

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]