Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

5 fotógrafos mineiros para você conhecer

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Listamos 5 fotógrafos mineiros que trabalham a fotografia de formas diferentes e inovadoras e que você precisa ficar de olho!

Por Ohana Padilha | Culturadora

Fotografar é a arte de registrar momentos, de criar narrativas e construir pontes de conhecimento. É para muitos ter a possibilidade de se expressar, a partir de sua forma de ver o mundo. 

Nos últimos anos, com o advento da internet e de todas as suas possibilidades, temos acesso a uma infinidade de produções fotográficas. Todos os dias, pela palma da mão e ao alcance dos olhos, vemos produções do fotojornalismo, do documentário e até do meio artístico, não é mesmo?

Nos últimos tempos, o campo da arte, e com ela fotografia, vem ocupando um papel na construção da memória, do imaginário e da reparação histórica. Além de também, denunciar e dar luz às mais variadas questões da nossa sociedade. 

Neste contexto, listamos cinco fotógrafos mineiros que trabalham a fotografia de formas diferentes e que você precisa ficar de olho! 

Dalila Coelho

Formada em jornalismo, a fotógrafa deparou-se com as casas de bronzeamento de fita na periferia de Belo Horizonte e se encantou com o universo. Assim, registrou a rotina das clientes e das empreendedoras do bronze. 

Em 2021, lançou o livro Beleza que também traz o universo das barbearias e salões de beleza da região central de BH. A publicação reúne o olhar da fotógrafa sobre esses dois mundos. 

Duo Paisagens Móveis

É um duo feminino de arte, composto pelas artistas Bárbara Lissa e Maria Vaz, ambas com trajetória nas Letras e nas Artes Visuais. O duo trata da relação entre a memória individual e coletiva, suas lacunas, apagamentos e ficções poéticas, dentro do universo familiar, coletivo e do espaço urbano e natural.

Neste ano, o fotolivro Três Momentos de um Rio será lançado presencialmente no Festival de Fotografia de Tiradentes. O livro é uma fabulação poética e fotográfica dos rios urbanos da cidade de Belo Horizonte, numa profusão de tempos que olham seu passado, presente e futuros possíveis.

Ísis Medeiros 

Com seu trabalho, a fotógrafa busca denunciar a negligência e o descaso das mineradoras no território de Minas Gerais. Também é engajada na luta e empoderamento das mulheres, denunciando as violências do Estado e as violações de direitos humanos. 

Eustáquio Neves

Eustáquio Neves é fotógrafo e artista visual, suas obras são marcadas por processos de experimentação com a linguagem da fotografia, utilizando camadas de sobreposições de imagens e procedimentos químicos. Seu principal tema é a identidade e memória da população negra no Brasil. 

Conheça o trabalho “Retrato falado”, de Eustáquio Neves, que reconstruiu o retrato de seu avô, a partir de descrições de parentes e de recursos analógicos e digitais de manipulação fotográfica. 

Rafael Freire

Com 100 mil seguidores no Instagram, o fotógrafo Rafael Freire chama atenção pelos seus retratos expressivos e dedicados à comunidade do Aglomerado da Serra, em Belo Horizonte. O fotógrafo possui um olhar delicado e que exalta a beleza negra e periférica. 

Foto em Pauta 2022

Com o objetivo de trazer nomes da produção fotográfica brasileira, o Foto em Pauta é uma iniciativa realizada na cidade de Tiradentes. O festival fomenta as trocas entre público e autores.  

Em 2022, o Festival de Fotografia de Tiradentes – Foto em Pauta chega à décima primeira edição e ocorrerá entre os dias 16 e 20 de março. A cidade histórica será palco de diversas exposições, debates, projeções de fotografias, lançamentos de livros e atividades educativas voltadas para a comunidade local.

Quando indagado sobre a produção fotográfica em Minas Gerais, o idealizador do Foto em Pauta, Eugênio Sávio, avalia como bem produtiva e acredita que o evento possa ter ajudado na evolução das produções. “Considero uma cena bem ativa, com muita gente fazendo projetos e com editoras novas surgindo. Tem uma nova geração entrando no circuito e acredito que o festival tem uma contribuição com isso”, informou. 

@ohana_padilha é jornalista e fotógrafa. Apaixonada por artes, meio ambiente, viagens e tudo que proporciona conhecer novas culturas e pessoas. Acredita no poder da arte de sensibilizar corações e mentes.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!