07 jul 2017

Solidariedade no frio: CCBB troca agasalhos por ingressos para o teatro

Cena de ‘Sobre ratos e homens’ em cartaz no CCBB. Crédito: Luciano Alves

Quem levar ao Centro Cultural Banco do Brasil agasalhos, calças, cobertores, calçados, meias e outros acessórios de inverno, limpos e em bom estado de conservação poderá assistir de graça a um dos espetáculos em cartaz na casa. Ou seja, o ótimo Sobre Ratos e Homens e Jardins, que ainda não vi. Diariamente serão disponibilizados até 13 pares de ingressos para a ação de solidariedade.

A ação faz parte da campanha #CalorHumano, lançada pelo Servas e na qual pelo Centro Cultural é um dos pontos de coleta.

Sobre Ratos e Homens é uma montagem paulistana que está em cartaz por lá desde o início de junho. É uma das atrações em cartaz em BH que vale a pena apostar. Principalmente se você gostar de textos fortes. Escrevi uma crítica sobre o espetáculo e você confere aqui. 

É um texto clássico de John Steinbeck em 1937. A versão dirigida por Kiko Marques foi vencedora do prêmio APCA de 2016 de melhor espetáculo. São 110 minutos que você nem vê passar. Conta a história de dois amigos que tentam sobreviver em um cenário de crise econômica e não desistem de seus sonhos.

Jardins é uma montagem mineira com direção de Rogério Araújo. Estão no elenco os ex-integrantes do grupo Teatro Invertido os atores Kelly Criefer e Camilo Lélis. É um texto que também trata de crise, mas de outra natureza: moral. O texto, também escrito por Lélis, se inspira no atual cenário político do Brasil.

 

Kelly Criefer e Camilo Lélis na peça ‘O Jardim’. Crédito: André Veloso

[O QUE] Sobre Ratos e Homens [QUANDO] Até 17/07, às 20h, de sexta a segunda [ONDE] Teatro I – Centro Cultural Banco do Brasil (Praça da Liberdade – 450 – Funcionários) [QUANTO] R$ 20 (inteira). Troque um cobertor ou agasalho por um ingresso.

[O QUE] Jardins [QUANDO] Até 17/07, às 20h, de sexta a segunda [ONDE] Teatro II – Centro Cultural Banco do Brasil (Praça da Liberdade – 450 – Funcionários) [QUANTO] R$ 20 (inteira). Troque um cobertor ou agasalho por um ingresso.

Continua após a publicidade

Gostou? Compartilhe!

Artigos Relacionados

Cinco peças da Campanha que o Culturadoria viu e recomenda

Nightvodka A parceria do Grupo Armatrux com o diretor Eid Ribeiro é de longa data. Mesmo assim, eles conseguiram sair de uma zona de conforto para fazer Nightvodka. O espetáculo se inspira na literatura de Svetlana Alexijevich. É um potente flerte com a performance. Quando vi achei a primeira parte da peça um pouco arrastada, […]

Leia Mais

Política cultural chama atenção no lançamento da Campanha de Popularização 2018

As novidades anunciadas na abertura da Campanha de Popularização estão muito mais no campo da legislação cultural do que propriamente no cardápio de atrações artísticas. Em 2018 o tradicional evento da cidade vai até o dia 04 de março. A expectativa é que atraia 250 mil espectadores durante as oito semanas. O café da manhã […]

Leia Mais

“O Rei da Vela”: Antropofagia Oswaldiana revisitada

Por Márcia Mendonça O que há em comum entre a montagem da peça O Rei da Vela, de 1967, e a de hoje? Qual a atualidade do texto de Oswald de Andrade? São épocas, espaços e contextos diferentes. Cinquenta anos separam a estreia do espetáculo, na turbulenta década de 1960, na capital paulista, da remontagem de […]

Leia Mais