25 nov 2016

Ônibus em movimento vira palco para peça de teatro em BH e Ouro Preto

Cena de Entrepartidas do grupo Teatro Concreto, de Brasília.  Foto: Diego Bresani

Cena de Entrepartidas do grupo Teatro Concreto, de Brasília. Foto: Diego Bresani

Vivemos imersos em tantas convenções que qualquer convite para quebrá-las já tem meu respeito e interesse. Por isso que o convite para ver uma peça de teatro dentro de um ônibus me soa, no mínimo, inusitado, interessante. Não inédito.

Experiências desse tipo já tiveram vez em BH. Quem propõe agora é o grupo de Brasília, Teatro do Concreto com o espetáculo Entrepartidas. Qual é o “tcham” da coisa: despertar no espectador o que eles chamam de “olhar afetivo” dos moradores para com a cidade.

Funciona assim: todo mundo embarca em um ônibus e no trajeto entre a praça da Estação, precisamente, na Rua Aarão Reis, 423, e dali partem para um passeio com duração de 2h30. A dramaturgia de Jonathan Andrade fala sobre “encontros e desencontros, chegadas e partidas, vida e morte, o caos da cidade grande, o individualismo, a solidão e a transitoriedade das relações afetivas”.

São 16 atores dirigidos por Francis Wilker. Segundo ele, Entrepartidas fala sobre amor e abandono. A conferir. Detalhe: são apenas 29 passageiros/espectadores por sessão.

A peça será apresentada em Belo Horizonte até domingo (27/11) e no próximo fim de semana, 03 e 04 de dezembro, circula por Ouro Preto, com embarque e desembarque na Praça Tiradentes.

Entrepartidas – Belo Horizonte
Sexta (25/11), 20h, sábado (26/11) e domingo (27/11), 19h.
Embarque e desembarque: Rua Aarão Reis, 423, próximo à entrada da Estação Central

Entrepartidas – Ouro Preto
De 3 a 4 de dezembro de 2016. De sexta a domingo (sexta às 20 horas | sábado e domingo às 19 horas). Embarque e desembarque: Praça Tiradentes

Os ingressos devem ser adquiridos pelo site www.sympla.com.br. R$20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Veja algumas cenas da montagem: 

Gostou? Compartilhe!

Artigos Relacionados

Cinco peças da Campanha que o Culturadoria viu e recomenda

Nightvodka A parceria do Grupo Armatrux com o diretor Eid Ribeiro é de longa data. Mesmo assim, eles conseguiram sair de uma zona de conforto para fazer Nightvodka. O espetáculo se inspira na literatura de Svetlana Alexijevich. É um potente flerte com a performance. Quando vi achei a primeira parte da peça um pouco arrastada, […]

Leia Mais

Política cultural chama atenção no lançamento da Campanha de Popularização 2018

As novidades anunciadas na abertura da Campanha de Popularização estão muito mais no campo da legislação cultural do que propriamente no cardápio de atrações artísticas. Em 2018 o tradicional evento da cidade vai até o dia 04 de março. A expectativa é que atraia 250 mil espectadores durante as oito semanas. O café da manhã […]

Leia Mais

“O Rei da Vela”: Antropofagia Oswaldiana revisitada

Por Márcia Mendonça O que há em comum entre a montagem da peça O Rei da Vela, de 1967, e a de hoje? Qual a atualidade do texto de Oswald de Andrade? São épocas, espaços e contextos diferentes. Cinquenta anos separam a estreia do espetáculo, na turbulenta década de 1960, na capital paulista, da remontagem de […]

Leia Mais

Comentários