13 fev 2017

Dicas de peças para conferir na reta final da Campanha de Popularização

A Campanha de Popularização do Teatro e da Dança chega à sua reta final ainda com a agenda bem cheia de opções. Para quem deixou para escolher na última hora, confira dicas de algumas peças que eu apostaria uma ida no último fim de semana do evento.

Danação. De quinta a domingo, 20h. CCBB-BH. R$ 10. Crédito: Marcelo Castro

Danação. De quinta a domingo, 20h. CCBB-BH. R$ 10

O que é mais bonito em Danação é o encontro de gerações que dá origem à peça. Há também uma curiosa inversão. Eduardo Moreira, consagrado ator do Grupo Galpão, é quem está em cena. Na direção, Marcelo Castro, integrante do Grupo Espanca! e Mariana Maioline. O texto – muito poético – é de Raysner de Paula. Os três – Marcelo, Mariana e Raysner – são de uma geração formada pelo Galpão. Juntos criam um trabalho muito narrativo, que desafia o jogo e as convenções teatrais, na entrega de uma história cheia de delicadezas.

SER – Experimento para tempos sombrios. De quinta a domingo, 20h na Funarte MG. R$ 10. Credito: Felipe Chimicatti

SER – Experimento para tempos sombrios. De quinta a domingo, 20h na Funarte MG. R$ 10

Essa eu quero ver desde que a programação foi divulgada. O ator Rafael Lucas encena texto de David Maurity. Para quem não conhece, os dois fazem parte da Toda Deseo, coletivo de artistas performáticos que tem apresentados alguns dos trabalhos mais interessantes dos últimos dois anos. Para citar um, a montagem de rua Nossa Senhora do Horto. O desafio do momento é buscar a “narrativa como lugar de resistência, insurgência e crítica”. Mesmo que você não entenda a sinopse, se deixe provocar.

Cassino da Kayete. Sábado, 19h. Teatro Alterosa. R$ 15. Crédito: Divulgação

Cassino da Kayete. Sábado, 19h. Teatro Alterosa. R$ 15

Quem busca comédia pode apostar sem medo na Kayete. Esta montagem, em especial, é uma adaptação do programa que a atriz faz na rádio. A versão para o palco tem convidados e a promessa de ser uma peça cheia de surpresas. Como Kayete domina muito bem a arte do improviso, tem humor nato, se você gosta de rir, vale apostar. Mesmo não sendo meu gênero favorito e nem o estilo de teatro que me atraia Kayete tem meu respeito.

Cheiro de manga. Sexta e sábado, 20h e domingo, 19h. Teatro Raul Belém Machado. R$ 5. Crédito: Divulgação

Cheiro de manga. Sexta e sábado, 20h e domingo, 19h. Teatro Raul Belém Machado. R$ 5

Cheiro de manga é o primeiro trabalho solo da atriz Laura de Castro. O material de divulgação diz que é um convite ao público por experimentar outros sentidos diante do teatro. É oportunidade também para conhecer o Teatro Raul Belém Machado, inaugurado no ano passado no bairro Alípio de Melo.

Em verdade vos digo. Quarta e quinta, 20h. Sesc Palladium. Crédito: Divulgação

Em verdade vos digo. Quarta e quinta, 20h. Sesc Palladium

Não é uma estreia na campanha mas é sinal de resistência. Em verdade vos digo é uma montagem do grupo In-Cena, de Teófilo Otoni. Tem texto de Anderson Feliciano e André Luiz Dias, que também é o diretor. Montagem começou a circular em 2013, quando se apresentou no Encuentro Internacional de Teatro: Achupallas em Viña del Mar (Chile), e desde então não parou. É uma trupe guerreira!

Gostou? Compartilhe!

Artigos Relacionados

Arte e Liberdade: Zula Cia de Teatro monta peça a partir de experiência em presídio

Teatro para além dos palcos: atravessando muros Por Lara Alves Reza uma lenda japonesa que aquele que fizer mil tsurus de origami terá um desejo realizado. Ao cabo de séculos essa tradição viajou entre ocidente e oriente. Do lado de cá do oceano, mulheres que cumprem pena no pavilhão externo do Complexo Penitenciário Feminino Estevão […]

Leia Mais

Encontro Latino-americano de Teatro de Grupo resiste e chega a sua segunda edição

Movidos pela resistência, pela vontade de transformar por meio da arte com alegria e amor, três grupos de teatro de Nova Lima, na região metropolitana de BH, juntaram forças e persistiram para a realização do Segundo Encontro Latino-americano de Teatro de Grupo. O evento, de 12 a 16 de abril, contará com apresentações teatrais brasileiras, […]

Leia Mais

‘Tristeza e Alegria na Vida das Girafas’: enlace entre política e afeto

    No cinema é mais comum. No teatro não são muito costumeiras narrativas que se debruçam em jornadas de crescimento de personagens. Menos ainda para o público infanto-juvenil. É nessa lacuna que o francês Tristeza e Alegria na vida das Girafas se insere. E brilha!   A montagem internacional participou da Mostra Oficial de […]

Leia Mais

Comentários