Culturadoria para o seu fim de semana: #30mar_02abr

O fim de semana está com atrações interessantes principalmente na música. A programação tem desde veteranos como Lô Borges comemorando os 45 anos do “Disco do Tênis” como representantes da novíssima geração revelada pela internet, elenco do Festival Sai da Rede. No teatro, Letícia Sabatella traz a Belo Horizonte montagem que está mais para show do que um espetáculo formal. Confira todas as apostas do Culturadoria para o fim de semana cultural dos dias 30 de março a 02 de abril.

É importante ressaltar que são apostas, ok?

Lô Borges e a banda que o acompanha no show do “Disco do Tênis”. Crédito: Flávio Charchar

Lô Borges

Será a primeira vez que Lô apresentará em Belo Horizonte o show do álbum conhecido como Disco do Tênis. Foi lançado em 1972 e registra canções como “Canção Postal”, “O Caçador” e “Faça Seu Jogo”, entre outras. O disco será apresentado na íntegra, com os arranjos originais. Recentemente o Disco do Tênis foi incluído no livro “1.000 Recordings To Hear Before You Die” do norte-americano Tom Moon.

[O QUE] Lô Borges “O Disco do Tênis”
[QUANDO] 31 de março, às 21h.
[ONDE] Teatro do Sesc Palladium (Rua Rio de Janeiro, 1046, Centro, BH (31) 3270-8100)
[QUANTO] Plateia I R$ 40, Plateia II R$ 30, Plateia III R$ 20.

Roberta Campos se apresenta no Teatro Bradesco. Foto: Patrícia Ribeiro

Roberta Campos

Para quem não liga o nome à pessoa, a menina da foto é Roberta Campos, a voz doce que canta a música da abertura da antiga novela das 18h da TV Globo. “Quero ver o sol nascer/De novo aqui… “. Ela é mineira e viu a carreira deslanchar depois de encontrar Nando Reis na canção “De Janeiro a Janeiro”. Nesse show ela lança o CD Todo Caminho é Sorte, que foi indicado ao Grammy Latino 2016. Podé Nastácia faz uma participação.

[O QUE] “Roberta Campos”
[QUANDO] 31 de março, às 21h.
[ONDE] Teatro Bradesco (Rua da Bahia, 2244, Lourdes, BH (31) 2626-1015)
[QUANTO] R$ 30 (inteira) R$ 15 (meia).

Compre aqui

Ana Vilela

Embora da mesma geração de Roberta Campos, Ana Vilela é um nome mais recente da música brasileira. Ficou conhecida pela música Trem-bala. Por causa do fuzuê que um vídeo caseiro da música causou na internet a carreira se profissionalizou. Até Gisele Bündchen foi flagrada cantarolando a composição de Ana por aí. A curiosidade que sempre fico com shows de quem começa desta forma é: o que mais está no repertório da moça?

[O QUE] Ana Vilela “Turnê Trem-bala”
[QUANDO] 02 de abril, às 19h
[ONDE] Cine Theatro Brasil (Av. Amazonas,315, Centro, BH (31) 3243.1964)
[QUANTO] Plateia R$ 110 (inteira) R$ 55 (meia) Plateia II R$ 80 (inteira) R$ 40 (meia).

Compre aqui

Mart’nália se joga na MPB e se apresenta no Palácio das Artes. Foto: Fundação Clóvis Salgado

Mart’nalia

A questão para a Mart’nália é outra: o que deixar de fora do repertório. O aspecto inusitado da parada é que ela se apresenta no Grande Teatro do Palácio das Artes. É o lançamento do projeto + Misturado, feito com a gravadora Biscoito Fino. Nele, a filha de Martinho, se joga nos braços da MPB menos sambista e mais “clássica”.

[O QUE] Mart’nália “+ Misturado”
[QUANDO] 31 de março, 21h.
[ONDE] Grande Teatro do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537, Centro, BH (31) 3236-7400)
[QUANTO] Plateia I R$ 120 (inteira) R$ 60 (meia); Plateia II R$ 100 (inteira) R$ 50 (meia); Plateia Superior R$ 80 (inteira) R$ 40 (meia)

Compre aqui

Rubel se apresenta no Festival Sai da Rede mas os ingressos estão esgotados. Crédito: Jonas Tucci

Festival Sai da Rede

As atrações do Festival Sai da Rede são apresentadas como “representantes da nova cena musical brasileira, que ganharam visibilidade por meio da internet”. Neste final de semana teremos Rubel (31 mar), MC Flora Matos (01 abr), Tássia Reis e Russo Passapusso (02 abr). Em outras palavras significa dizer que são artistas que souberam construir uma relação direta com seus diversos públicos diretamente pela rede. Ali nasceram, ali continuam. E tem a quantidade de fãs que interessa. Tanto tem que só restam ingressos para o dia de MC Flora.  Fui conhecer e me encantei com Rubel (https://open.spotify.com/artist/0slVGXBggrLglTLNKbeEyW)! Pena que já era tarde para comprar …

[O QUE] Festival Sai da Rede
[QUANDO]
29 de março a 01 de abril, às 20h30, 02 de abril às 20h.
[ONDE]
CCBB Belo Horizonte (Praça da Liberdade, 450, Funcionários, BH, (31) 3431-9503).
[QUANTO]
R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia).

Compre aqui 

‘A vigilante do amanhã: Ghost in the shell’

O filme protagonizado por Scarlett Johansson é a adaptação live-action (com atores) do mangá “Ghost in the Shell”, criado por Masamune Shirow. A primeira vez que ele marcou presença no cinema foi em 1989. Como todo produto desse tipo, tem uma legião de fãs que está de olho no trabalho da atriz e também do diretor. Leia aqui a crítica do Jovem Nerd .

 

As mulheres do século 20

Dirigido por Mike Mills, As mulheres do século 20 marcou presença discreta na temporada de prêmios de Hollywood. A atuação de Annete Bening como a mãe de família na Califórnia dos anos 70 foi o mais atraiu a atenção. De maneira geral, é um filme bem avaliado pela crítica, nacional e internacional. Veja o quadro do Adoro Cinema.

Trabalho de Nicole Bini. Crédito: Casa Leopoldina

Sororidade artística

Casa Leopoldina abre suas portas e oferece suas paredes para uma pintura coletiva e feminina. As artistas Laura Pinto Coelho, Maria Clara Cheib e Nicole Bini reuniram uma turma de mulheres artistas para literalmente desenhar na cafeteria. Todo o processo será aberto ao público e todos estão convidados a fazer da arte a sua ferramenta de expressão.

[O QUE] Pintura Coletiva – Sororidade artística
[ONDE] Casa Leopoldina (Rua Leopoldina, 357, Santo Antônio)
[QUANDO] 01/04 (sábado), a partir das 10h
[QUANTO] Grátis

Caravana Tonteria

Letícia Sabatella mostra o lado musical em Cavarana Tonteria. O espetáculo é aprsentado como um cabaré itinerante. Coloquei em teatro porque tenho a expectativa (e a impressão) de ser um pouco híbrido. Fato é que Sabatella se entrega a canções de Chico Buarque, Colle Porter, Kurt Weill, Duke Ellington e Carlos Gardel. Está acompanhada do marido, o multi-instrumentista Fernando Alves Pinto (serrote, trompete, voz e violão), a montagem é dirigida por Arrigo Barnabé.

[O QUE] “Caravana Tonteria”, com Letícia Sabatella
[QUANDO] 01 de abril, 20h,02 de abril,18h.
[ONDE] Teatro SESIMINAS (Rua Padre Marinho, 60, Santa Efigênia, BH (31) 3241-7181).
[QUANTO] R$ 50 (inteira) R$ 25 (meia).

Compre aqui 

A bailarina Heloisa Domingues se lança em experiência solo. Credito: Adriana Domingues

Membranças

A bailarina e coreógrafa Heloisa Domingues celebra mais de 30 anos dedicados a dança. É hora de se lançar numa experiência solo. Assim nasce Membrança, sob a direção de Dudude Hermann. A intérprete inventou essa palavra para falar sobre “a relação entre os registros da experiência que ficam impregnados nas células dos tecidos do corpo e a membrana celular que permite a passagem do que nutre a célula”.

 [O QUE] “Membrança”, com Heloisa Domingues, direção Dudude Herrmann
[QUANDO] 31 de março, 1 e 2, 7, 8 e 9 de abril, 20h
[ONDE] Espaço Cultural Ambiente (Rua Grão Pará,185, Santa Efigênia, BH (31) 3241 2020) [QUANTO] Entrada Gratuita

 

Grace Passô em Vaga Carne. Crédito: Reprodução Facebook

Vaga Carne

Finalmente Grace Passô apresentará o monólogo Vaga Carne em BH. Tem um ano que ela está em cartaz com a peça e só agora chega a BH. Os ingressos para as primeiras quatro sessões escorreram feito água. Abriram mais três sessões extras, dia 05, 21h, dia 07, 19h e dia 08, 21h. Corre! Vi a peça e acho um dos textos mais inteligentes dessa geração.

Compre aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.