Culturadoria do fim de semana: 28 de abril

Olás!

Aí vão as apostas do Culturadoria para a diversão no fim de semana em Belo Horizonte. Entre os destaques, uma exposição bacanuda no CCBB-BH com pinturas de grandes nomes da arte mundial. Tem também festival de cinema ao ar livre que destaca um monte de curtas-metragens mineiros. Nas artes cênicas tem tanto atração internacional (Circo da China) como também montagens locais que fazem questão de estimular o senso crítico em relação a nossa sociedade hoje. Estamos mesmo precisando, né! Lembro sempre que se tratam de apostas e que eu fico sempre torcendo para que sejam acertos! Aproveite!

 

Alice Caymmi se apresenta no Teatro Bradesco. Crédito: Daryan Dornelles/Divulgação

Alice Caymmi

Realmente personalidade não falta à Alice Caymmi. E isso não tem nada a ver com o visual dela. É musical mesmo. Neta de Dorival, filha de Danilo ela transforma toda a herança em algo original e contemporâneo. Transita pela eletrônica, passa pelo funk e até axés dos anos 90 tem lugar no repertório dela. A cantora me fisgou com a faixa Tudo o que for leve, música usada pelo GNT para a vinheta de fim de ano em 2016. A novidade do show é o single Louca, versão em português da música que fez sucesso na novela Maria do Bairro, na voz de Talia.

[O QUE] Alice Caymmi “Louca” [QUANDO] 28 de abril, 21h [ONDE] Teatro Bradesco (Rua da Bahia, 2244, Lourdes, BH, (31) 2626-1015) [QUANTO] R$ 80 (inteira) R$ 40 (meia).

[COMPRE AQUI] 

O músico Fernando Anitelli é integrante do grupo O Teatro Mágico. Crédito: Luiz Rodrigues/Divulgação

Fernando Anitelli apresenta O Teatro Mágico – Voz & Violão

Fernando Anitelli é um dos criadores do O teatro mágico, um grupo que mistura circo, música e, claro, teatro. Lá em 2003, quando surgiu, bem provável que os integrantes não pensaram que se tornariam um dos maiores projetos de música pop do Brasil. Enquanto o Tetro Mágico dá um tempo, Anitelli explora seu outro lado: o de cantor e compositor de MPB.  O show que traz a BH no Cine Theatro Brasil é no formato voz e violão.

[O QUE] Fernando Anitelli apresenta O Teatro Mágico, Voz & Violão [QUANDO] 28 de abril, 21h [ONDE] Cine Theatro Brasil ( Av. Amazonas, 315, Centro, BH, (31) 3201.5211) [QUANTO] PLATEIA I R$ 100 (inteira)  R$ 50 (meia), PLATEIA II R$ 80 (inteira) R$ 40 (meia).

[COMPRE AQUI] 

Luiza Brina e Sara não tem nome. Foto: Pedro Veneroso/Divulgação

Sara Não Tem Nome convida Luiza Brina

São cantoras da mesma geração, participam de vários projetos ao mesmo tempo e também por isso vez ou outra se juntam. Sara não tem nome e Luiza Brina fazem um mix dos respectivos repertórios. Se Sara caminha da MPB ao chamado sadcore (música com um “q” triste”) Luiza é uma cantautora com referências mais explícitas da música mineira.

[O QUE] “Sara Não Tem Nome convida Luiza Brina” [QUANDO] 29 de abril, 19h [ONDE] IDEA Espaço Cultural (Rua Bernardo Guimarães, 1200, Funcionários, BH, (31) 3309-1518) [QUANTO] R$15 (inteira) R$7,50 (meia).

[CONCORRA A PARES DE INGRESSOS PARA O SHOW DE OS MUTANTES EM BH]

´Jornada do Panda Sonhador’ é o nome do espetáculo do Circo da China. Crédito: Divulgação

Circo da China

A Shenyang Acrobatic Troupe é o circo que vem da China e faz curta temporada até domingo no BH Hall. Como todo circo contemporâneo o espetáculo é focado nas acrobacias. Então, não se preocupe com a jornada do urso panda sonhador. São 45 artistas no palco com idades entre 10 e 39 anos. Vi cinco dos 15 números que compõe o espetáculo. O que mais chamou a minha atenção é um que o Panda se equilibra em uma barra vertical. Apesar de ser uma montagem bastante tradicional esse tipo de técnica – muito bem executada – sempre surpreende.

[O QUE] Circo da China “A Jornada do Panda Sonhador” [QUANDO] 27 e 28 de abril,21h e 29 de abril,17h e 21h e 30 de abril,16h e 20h [ONDE] BH Hall (Av.Nossa Senhora do Carmo,230, São Pedro,BH, (31) 3209-8989).[QUANTO] de R$ 30 a R$ 140.

[COMPRE AQUI] 

‘Infiltradxs’ é uma criação do Grupo Oriundo de Teatro e da Casa 3 Cultural. Crédito: Divulgação

Infiltradxs

Os padrões e as imposições sexuais da sociedade são algumas das questões que o grupo Oriundo de Teatro e Casa 3 Cultural questionam na peça Infiltradxs. A montagem tem orientação de Antônio Hildebrando. É uma comédia que, segundo material de divulgação, transita entre o pastelão e o tragicômico. O objetivo é provocar, fazer refletir. O texto foi criado coletivamente por Alice Mesquita, Anair Patrícia, Antonio Hildebrando, Beatriz Novaes, Felipe Guimarães, Guilherme Pereira, Gustavo Sousa, Jéssica Nunes, Marcelino Freire, Marcos More, Nívea Sabino e Patrícia Coelho.

[O QUE] “Infiltradxs” com Grupo Oriundo de Teatro e Casa 3 Cultural [QUANDO] 28 e 29 de abril, 20h, 30 de abril, 19h [ONDE] Teatro Marília (Av. Alfredo Balena, 586, Santa Efigênia, BH, (31) 3277-4697) [QUANTO] R$24 (inteira) R$12 (meia).

Elenco da montagem ‘O Berro’. Crédito: Ronado Janotti

O Berro

É a primeira montagem de um grupo com nome curioso: Uva Conexões Artísticas. Bem, do que se trata: um grupo de condôminos se reúne para discutir a falta d´água do prédio e a partir daquele microcosmos a peça discute política, sociedade e o absurdo das situações. Ou seja, a partir de algo tão banal quanto uma reunião de condomínio a peça quer discutir “os sintomas e as crises que o país atravessa”. O texto é de Sara Pinheiro, direção de Daniel Carvalho Faria. Bianca Fernandes, Mariana Câmara, Pablito Kucarz e Ronaldo Jannotti formam o elenco.

[O QUE] “O Berro” [QUANDO] 19 a 29  de abril, 20h, 23 e 30 de abril, 19h [ONDE] Funarte ( Rua Januária, 68, Centro, BH, (31) 3213-3084) [QUANTO]  R$10 (inteira) e R$5 (meia).



Elon não acredita na morte

Elon não acredita na morte é uma grata surpresa da atual produção mineira. Dirigido por Ricardo Alves Jr. o longa mostra uma Belo Horizonte real, nada romântica. É a história de um homem que procura desesperadamente a mulher e se perde entre pensamentos, idealizações e realidade. Chama atenção a interpretação de Rômulo Braga, o protagonista e a segurança na direção de Alves Jr. , estreante em longas-metragens. Vi o filme na Mostra de Cinema de Tiradentes e aqui está o que escrevi na época.

Os guardiões da galaxia

Grande blockbuster do fim de semana Os guardiões da galaxia 2 é a continuação do filme de 2014. Naquela época o longa foi considerado uma aposta da Marvel em personagens desconhecidos. Deu muito certo e agora eles estão de volta. Elenco estrelar (Chris Pratt, Zoe Saltanha, Sylvester Stallone, Kurt Russell) e uma trama que tenta desvendar os mistérios da verdadeira paternidade de Peter Quill (Chris Pratt). Confira algumas críticas: de Natália Bridi para o Omelete e Peter Bradshaw publicada pelo britânico The Guardian.

 

Detalhe do quadro “A Arlesiana” (1890), de Vincent van Gogh. Foto: Divulgação CCBB

ENTRE NÓS – A figura humana no acervo do MASP

Veja os nomes: Francisco de Goya, Diego Velásquez, Amadeo Modigliani, Vicent Van Gogh, Manet, Pedro Figari, Pablo Picasso, Edgard Degas, Anita Malfatti, Cândido Portinari, Lasar Segall. São apenas alguns dos artistas cujas obras fazem parte da exposição “ENTRE NÓS – A figura humana no acervo do MASP”. Até o dia 26 de junho mais de 100 obras do museu paulistano estarão no CCBB. É um conjunto que dispensa apresentações: é preciso ver. A sugestão é tentar acompanhar uma das visitas guiadas. O programa educativo do Centro Cultural é interativo e promove jogos que de fato nos fazem perceber as obras de outras maneiras. Vale a pena! Saiba mais sobre a exposição na reportagem de Ana Clara Brant publicada no Estado de Minas. 

[O QUE] ENTRE NÓS – A figura humana no acervo do MASP [QUANDO] Até 26 de junho, quarta a segunda, das 9h às 21h  [ONDE] CCBB-BH (Praça da Liberdade, 450 – Tel: 31 3431-9400) [QUANTO] Grátis

Lira Ribas e Cristal Lopez em uma das cenas mais marcantes do curta ‘Estado Itinerante’. Crédito: Divulgação

Cine Growler Club

O evento vai misturar cinema ao ar livre, música e cerveja artesanal. Parece que vai ser uma vibe bem bacana. Para além disso na programação de sábado, a partir das 19h, tem a exibição do curta ‘Estado Itinerante’ de Ana Carolina Soares. Olha, esse é um dos curtas mais legais que já vi. Bem construído, que aborda o feminismo de uma maneira menos panfletária e absolutamente forte. Protagonizado por Lira Ribas. Já vale a ida só para ver esse filme.

[O QUE] Cine Growler Club [QUANDO] 29 e 30 de abril, de 14 às 22h [ONDE] Praça Floriano Peixoto [QUANTO] Grátis