Culturadoria com as atrações do fim de semana: 06 de outubro

As apostas do Culturadoria começam com um alerta: precisamos cuidar da liberdade artística. Depois das polêmicas em Porto Alegre e São Paulo, chegou a vez dos conservadores de Belo Horizonte tentarem impedir que a arte cumpra seu papel. Confira matéria do Estado de Minas que explica o caso. Em resumo: o deputado João Leite se tornou o porta-voz daqueles que não conseguem entender que a expressão artística deve ser livre.

Ele quer suspender a exposição de Pedro Moraleida no Palácio das Artes e impedir que o espetáculo O evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu realize a temporada prevista para a Funarte. É uma peça que merece ser vista não apenas porque cumpre o papel questionador da arte como também promove reflexões sobre as raízes dos preconceitos.

Além disso, teremos Caetano Veloso e filhos na cidade e uma estreia super esperada nos cinemas.

 

 

O Evangelho segundo Jesus Rainha do Céu. Crédito Lígia Jardim.

O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu

O texto escrito pela escocesa Jo Clifford O evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu foi uma das atrações mais badaladas na última edição do FIT, em 2016. É curioso pensar como todo esse movimento no sentido de tentar impedir a versão brasileira da montagem, protagonizada por Renata Carvalho represente um retrocesso. O que é isso minha gente? Quem viu a peça no Fit sabe que não tem nada de ofensivo no texto. É apenas um convite a se aproximar do personagem bíblico com um outro olhar. Na ocasião do FIT conversei com Jo Clifford. Uma pergunta que nunca esqueci:  “Por que a igreja cristã é tradicionalmente tão intolerante com as pessoas como eu?”, se perguntou a atriz.

[O QUE] O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu [QUANDO] 05/10, 06/10, 07/10 às 20h e 08/10 às 19h [ONDE] FUNARTE MG (Rua Januária, 68 – Centro, Belo Horizonte) [QUANTO] R$ 20 (Inteira) e R$ 10 (Meia) [COMPRE AQUI]

Nederlands Dans Theater. Crédito Rahi Rezvani.

Nederlands Dans Theater

Com 60 anos de história a Nederlands Dans Theater vem pela primeira vez a BH com três coreografias distintas no repertório. A direção é de Jurí Kylián, a quem muitos chamam de mago. A estética dele mistura elementos das artes visuais, música e técnicas de iluminação. Resultado: a encenações inovadoras que encantam o mundo inteiro.

[O QUE] Nederlands Dans Theater (Holanda) [QUANDO] 7 de outubro, 21h [ONDE] Sesc Palladium (Rua Rio de Janeiro, 1046, Centro, BH, (31) 3270-8100) [QUANTO] Plateia I R$ 150 (inteira) R$ 75 (meia) Plateia II R$130 (inteira) R$65 (meia) Plateia III R$ 50 (inteira) R$ 25 (meia).

Berenice e Soriano. Crédito Pablo Bernardo.

Berenice e Soriano

Fernanda Vianna, atriz do Grupo Galpão é quem dirige essa montagem dedicada ao público infantil. A peça escrita por Manoela Dias mistura teatro, dança, música e poesia. É a história de uma menina destemida que sai pelo mundo em busca de um sabiá. Bonitinho, né! Denise Lopes Leal, Evandro Heringer, Jéssica Tamietti, Juliane Guimarães e Sarah Assis formam o elenco.

[O QUE] Berenice e Soriano [QUANDO] 6 de outubro, 19h, 07 e 08 outubro, 16h e 18h, 12 a 15 de outubro, 16h a 18h [ONDE] CCBB-BH (Praça da Liberdade, 450, Funcionários, BH, (31) 3431-9400) [QUANTO] R$ 20 (inteira) R$ 10 (meia).

Grupo In-Cena, de Teófilo Otoni.Crédito Daniel Cavalcanti.

Às Margens

O grupo In-Cena, de Teófilo Otoni, é um dos que resistem bravamente e vivem do teatro que fazem no interior de Minas. Às Margens estreou no Festival de Teatro de Curitiba. Recupera histórias do Vale do Mucuri. O texto foi escrito por todos os integrantes da companhia. Assim como outras montagens dessa agenda, também mistura teatro, dança, cinema, música e rituais.

[O QUE] Às Margens [QUANDO] 06 e 07 de outubro, 21h [ONDE] Galpão Cine Horto (Rua Pitangui, 3613, Horto, BH, (31) 3481-5580) [QUANTO] R$ 20 (inteira) R$ 10 (meia).

 

 

Caetano Veloso e filhos. Reprodução da Internet.

Caetano Veloso e filhos

Depois de Gilberto Gil é a vez de Caetano Veloso desembarcar na cidade com o show acompanhado dos filhos. No caso, Moreno, Zeca e Tom. Gosto bastante das resenhas que Mauro Ferreira escreve. Sobre este encontro, ele disse: “show grandioso, tão belo quanto afetuoso”. O repertório é um passeio pela carreira de Caetano com diversas licenças oportunas criações das outras gerações.

[O QUE] Caetano, Moreno, Zeca e Tom Veloso [QUANDO] 07 de outubro, 21h 08 de outubro, 19h  [ONDE] Grande Teatro do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1.537,  Centro, BH, (31) 3236-7400)  [QUANTO] R$ 280 (inteira) R$ 90 (meia).

Mientras Dura e Francisco el Hombre. Crédito Rodrigo Giane.

Mientras Dura e Francisco el Hombre

Francisco, el Hombre é uma das boas surpresas que a música brasileira me revelou este ano. Foi uma alegria descobrir que a banda mezzo brasileira mezzo mexicana se apresenta nesta edição da Festa Mientras Dura, conhecida por ser um espaço de manifestação livre. Além da sonoridade, o que chama atenção na música de Francisco, el Hombre é o discurso, empoderador e necessário. Recentemente a banda foi indicada ao Grammy Latino.

[O QUE] Mientras Dura y Francisco, el Hombre [QUANDO] 07 de outubro, às 23h [ONDE] Espaço Centoequatro – Praça Rui Barbosa, 104 – Centro, Belo Horizonte – MG [QUANTO] Ingressos promocionais a partir de 20 reais, pelo Sympla, na Las Chicas Vegan (Av. Augusto de Lima, 233 – Centro) ou no Nimbos Bar (R. Alagoas, 608 – Savassi)

Jazz Festival Brasil convida Fortuna. Reprodução da Internet.

Fortuna

Canções dos povos judeu, árabe e cristão formam o repertório que a cantora paulistana Fortuna apresenta no Teatro Bradesco. Ela faz um belo trabalho de resgate dessas sonoridades. No show que apresenta dentro da programação do Jazz Festival Brasil promove um encontro entre as culturas Mediterrâneo, África do Norte e Oriente Médio. Ela vai cantar em árabe, hebraico e ladino.

[O QUE] Jazz Festival Brasil convida Fortuna [QUANDO] 07 de outubro, 21h [ONDE] Teatro Bradesco (R. da Bahia, 2244, Lourdes, BH, (31) 3516-1360) [QUANTO] R$ 25 (inteira) e R$ 12,50 (meia).

 

 

Blade Runner

As sequencias são sempre polêmicas, né! Mas mesmo depois de tanto tempo – foram 35 anos – parece que a essência e a força de Blade Runner foram mantidas na continuação dirigida por Denis Villeneuve. Dessa vez, para impedir que o caos domine a sociedade o ex-policial Rick Deckard, o Blade Runner, precisa voltar à ativa.  Confira o apanhado de críticas organizado pelo jornal O Globo. 

[O QUE] Blade Runer 2049, com direção Denis Villeneuve e produção Sony Pictures.

 

 

O corpo da matéria. A Matéria do Corpo

Além de ter um diálogo de gerações, a exposição de arte contemporânea italiana em cartaz na Casa Fiat de Cultura promove outros contrastes interessantes. De cores, de conceitos e principalmente de materialidades. Se as obras de Luigi Mainolfi rompem sentidos que vem da natureza, as de Paolo Grassino estão mais ligadas ao homem, principalmente como o ambiente afeta a formação da identidade.

[O QUE] O corpo da matéria. A Matéria do Corpo [QUANDO] Até 3 de dezembro, terça a sexta, de 10h às 21h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h [ONDE] Casa Fiat de Cultura (Praça da Liberdade, 10) [QUANTO] Grátis