Culturadoria com as dicas para o seu fim de semana: 01 de setembro

Setembro começa com uma agenda cultural de altíssimo nível. No teatro, está muito difícil escolher entre a estreia do Grupo Corpo, o retorno de Fernanda Torres com A casa dos Budas Ditosos e Hamlet, da Armazém Cia de Teatro. Nossa culturadoria ainda tem festival musical no Parque Municipal e de livros na Savassi. Aposte e aproveite seu fim de semana.

Cena de ‘Gira’, espetáculo do Grupo Corpo. Crédito: José Luiz Pederneiras

GIRA

Depois da tradicional estreia em São Paulo o Grupo Corpo chega a BH com Gira. Na 39a montagem da carreira os Pederneiras exploraram o universo da Umbanda, em especial os Exus. Com um detalhe: resistiram a todos os clichês, sonoros e corporais. Os 21 bailarinos ficam em cena o tempo todo. Fazem da presença no palco uma cerimônia, uma celebração. Uma gira.

[O QUE] Grupo Corpo, Gira [QUANDO] Dias 2, 5 e 6 setembro, 20h30, 3 e 7 de setembro, 19h. Sessão extra dia 08 de setembro [ONDE] Grande Teatro do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537, Centro BH, (31) 3236-7400) [QUANTO] Plateia I R$ 100 (inteira) R$ 50 (meia) Plateia II R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia) | Plateia Superior R$ 80 (inteira) R$ 40 (meia). [COMPRE AQUI]

A casa dos budas ditosos. Divulgação Luciana Prezia.

A CASA DOS BUDAS DITOSOS

Eis uma das adaptações mais celebradas do teatro brasileiro contemporâneo. Fernanda Torres dá voz à uma mulher de sexualidade livre criada por João Ubaldo Ribeiro na coleção de livros sobre os sete pecados capitais. No caso, a luxúria. Fernanda fica quase duas horas sentada em uma mesa narrando as picantes histórias em um gravador. É imperdível!

[O QUE] A Casa dos Budas Ditosos, com Fernanda Torres [QUANDO] 01 e 02 de setembro, 21h [ONDE] Sesc Palladium (Av. Augusto de Lima, 420, Centro, BH, (31) 3270-8100) [QUANTO] Plateia R$ 130 (inteira) R$ 65 (meia), Plateia II R$ 100 (inteira) R$ 50 (meia), Plateia III R$ 80 (inteira) R$ 40 (meia). [COMPRE AQUI]

 

Hamlet. Assessoria divulgação

HAMLET

Belo Horizonte tem o privilégio de ter recebido todas as montagens do Grupo Armazém. Desta vez o grupo radicado no Rio chega com um clássico de Shakespeare, obviamente, propondo alguns deslocamentos. O primeiro: o príncipe da Dinamarca é interpretado por uma atriz, no caso, Patrícia Sellonk, grande nome do Armazém. A adaptação do diretor Paulo de Moraes propõe diálogo dos temas levantados pelo Bardo com a atualidade.

[O QUE] HAMLET [QUANDO] 02 a 25 de setembro, 20h [ONDE] CCBB BH (Praça da Liberdade 450, Funcionários, BH (31) 3431-9400) [QUANTO] R$ 20 (inteira) R$ 10 (meia). [COMPRE AQUI]

FESTIVAL VIBRA

O Vibra se apresenta como um festival multicultural. Isso se dá, principalmente, na mistura sonora que propõe. Lenine, Nação Zumbi,Lenine, Flávio Renegado, Graveola são nomes consagrados que dividem a programação com revelações como é o caso da Orquestra Atípica de Lhamas e Gabriel Elias. O mote da reunião é celebrar o mangue beat, em especial homenagear Chico Science. Lá se vão 20 anos sem ele.

[O QUE] Festival Vibra, com Lenine, Nação Zumbi, Flávio Renegado, Zevinipim, Lagum, Maneva, Gabriel Elias, Orquestra Atípica de Lhamas, Pequena Morte e  Orquesta Atípica de Lhamas [QUANDO] 01, 02 e 03 de setembro, 19h [ONDE] Parque Municipal de Belo Horizonte (Av. Afonso Pena, 1377, Centro, BH,  (31) 3222-3242)  [QUANTO] 01 de setembro R$ 20, 02 e 03 de setembro R$30 (inteira). [COMPRE AQUI]

Capital Inicial em BH. Reprodução da Internet.

CAPITAL INICIAL

A turnê Acústico NYC do Capital Inicial chega a BH. É show revisionista que celebra 15 anos do lançamento do disco. O detalhe é que o quarteto de hoje está repaginado. Outras canções do repertório da banda ganharam versões acústicas e tem ainda três músicas inéditas. O show em BH é o último da turnê Acústico NYC.

[O QUE] Capital Inicial [QUANDO] 02 de setembro, 22h [ONDE] Km de Vantagens BH Hall (Avenida N. Sra. do Carmo, 230, Savassi, BH, (31) 3209-8989) [QUANTO] Pista/arquibancada R$ 80 (inteira) R$40 (meia).[COMPRE AQUI]

Ná Ozzetti e Zé Miguel Wisnik.

Ná Ozzetti e Zé Miguel Wisnik 

Classe não falta ao encontro de Ná Ozzetti e José Miguel Wisnik. Eles lançam o disco duplo Ná e Zé. O álbum reúne o repertório das duas carreiras. Eles se cruzaram musicalmente pela primeira vez em 1985. O CD tem poemas de Fernando Pessoa, Oswald de Andrade e Cacaso, parcerias com Alice Ruiz e Paulo Neves, compartilhadas por Ná e Zé ao longo desses anos.

[O QUE] Ná Ozzetti e Zé Miguel Wisnik  [QUANDO e ONDE] 1 de setembro, 19h, noTeatro Municipal Casa da Ópera (R. Brg. Musqueira, 104, Ouro Preto,(31) 3551-0416); 03 de setembro, 11h, no Museu de Arte da Pampulha (Avenida Otacílio Negrão de Lima, 16.858) [QUANTO]  R$30 (inteira) R$15 (meia). [COMPRE AQUI]

FLIR. Reprodução da internet.

Festival Livro na Rua

As livrarias da região da Savassi se reuniram para realizar mais este festival. O local escolhido é o point dos lançamentos: a Rua Fernandes Tourinho. Diversas barracas serão montadas na região com participação de artistas, palco com shows, apresentações de contação de histórias e mostra literária. Toda a programação é gratuita.

[O QUE] FLIR – Festival Livro na Rua [QUANDO] 1º, 2 e 3 de setembro, sexta: 18h às 22h; sábado: 10h às 22h; domingo: 10h às 18h [ONDE] Rua Fernandes Tourinho (entre as avenidas Getúlio Vargas e Cristovão Colombo) – Savassi [QUANTO] Grátis.

 

EMOJIS

Não adianta ser alto o potencial transmídia se a história é fraca. É o que ocorre com Emoji, o filme. A animação da Sony Pictures tem personagens carismáticos mas o conflito deles não convence. Aí fica bem chato. Um desperdício.

[O QUE] Emojis o filme, com direção Tony Leondis e produção Sony Pictures.

COMO NOSSOS PAIS

Destaque nacional da semana, Como nossos pais começou sua trajetória pelo Festival de Berlim e no mês passado conquistou seis Kikitos no Festival de Gramado. Longa é dirigido por Laís Bodanzky. Aborda os conflitos da mulher contemporânea, no caso, Rosa (Maria Ribeiro), de ter que dar conta de tudo.

[O QUE] Como nossos pais, com direção Laís Bodanzky e produção Imovision.

8 ½ Festa do Cinema Italiano

A produção contemporânea da Itália está reunida no festival 8 ½ Festa do Cinema Italiano. Belo Horizonte é uma das oito cidades Brasileira que recebem o evento. Até o dia 06 de setembro serão exibidos vários filmes da nova safra. Um dos destaques é O Fantasma da Sicília (Sicilian Ghost Story), de Fabio Grassadonia e Antonio Piazza, longa que abriu a Semana da Crítica no Festival de Cannes.

[O QUE] Festival 8 ½ Festa do Cinema Italiano [QUANDO] Até 06 de setembro, em vários horários. [ONDE] Cine Belas Artes (R. Gonçalves Dias, 1581 – Lourdes) [QUANTO] R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)