22 nov 2016

Ator Leonardo Fernandes é indicado APCA por atuação em Cachorro Enterrado Vivo

O ator Leo Fernandes na peça Cachorro enterrado vivo. Credito: Lia Rodrigues

O ator Leo Fernandes na peça Cachorro enterrado vivo. Credito: Lia Rodrigues

Teve gente que tentou impedir a estreia do espetáculo porque acreditou piamente que se tratava de algo que maltratava animais. Esse foi apenas um dos desafios que o ator Leonardo Fernandes enfrentou até a estreia de Cachorro enterrado vivo na Sala João Ceschiatti de maneira totalmente independente em abril de 2015.

Nada como um dia após o outro.

Leo Fernandes é um dos indicados ao prêmio de melhor ator entregue da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). Muito merecido. O espetáculo tem direção de Marcelo Fonseca. É o primeiro solo da carreira do ator.

Antes fez ‘Flicts’, com direção de Wilson Oliveira, ‘O que você foi quando era criança?‘ e ‘Inverno‘, ambas com direção de Rita Clemente, além de ‘Horácio‘, de Carlos Gradim, dentre outras peças.

Inflamação nos ombros e no punho foram apenas alguns dos tantos desafios físicos que enfrentou ao longo do processo. Tudo tinha uma razão: Leo Fernandes precisava levar o texto de Daniela Pereira de Carvalho para o palco. Foi feito para ele. Defendido por ele que agora é reconhecido por toda entrega.

Também foram indicados na mesma categoria Bruce Gomlevsky (Uma Ilíada), Eric Lenate (Fim de Partida), Rodrigo Bolzan (Projeto Brasil), Flavio Bauraqui (Cartola) e Ney Piacentini (Espelhos).

Gostou? Compartilhe!

Artigos Relacionados

Diálogo Crítico: as reverberações psicanalíticas de ‘Mergulho’

Culturadoria dá continuidade à série Diálogo Crítico com um convidado. Fernando Araújo, psicólogo e antropólogo é quem escreve sobre Mergulho. O espetáculo dirigido por Rita Clemente, com André Senna, Flávia Pyramo e Bruno Figueroa esteve em cartaz durante o Verão Arte Contemporânea 2018.   Crítica de Fernando Araújo Escrever a respeito de um espetáculo, remete-nos, […]

Leia Mais

Crítica em Diálogo: ‘Suave coisa nenhuma’ e as sutilezas cruéis das relações abusivas

Crítica em diálogo é um projeto que começa a tomar contornos mais fortes dentro do Culturadoria. Ele surge porque eu não acredito mais em uma crítica de teatro horizontalizada. Por isso, procuro o diálogo com quem cria a peça. Dessa conversa, sai um texto – geralmente longo – que tem como objetivo ampliar a compreensão […]

Leia Mais

Confira as dicas de teatro infantil em cartaz na Campanha de Popularização 2018

Desde que me tornei uma tia coruja me aproximei do universo do Teatro Infantil. Descobri que é preciso escolher com muito cuidado no que levar as crianças. Se para as produções voltadas ao público adulto não é fácil, imagina para quem faz arte para criança. Só pra começar o ingresso tem que ser mais barato […]

Leia Mais

Comentários